Autobiografia de Gandhi

Autobiografia: Minha Vida e Minhas Experiências com a Verdade - Mohandas Gandhi

Conheça a história do pai da Índia, Mahatma Gandhi, uma das figuras mais inspiradoras, respeitadas e fascinantes do nosso tempo.

A independência da Índia foi um processo longo e difícil, que teve como líder principal o ativista indiano Mohandas Gandhi, também conhecido como Mahatma Gandhi.

Em seu livro “Autobiografia: Minha Vida e Minhas Experiências com a Verdade”, ele narra sua trajetória na luta contra o colonialismo inglês e a disseminação da sua filosofia, conhecida como “Satyagraha”.

Considerado pai da Índia e respeitado em todo o mundo, Gandhi inspira até hoje diversos movimentos pacifistas em diferentes países, e graças às suas realizações, o “Dia Internacional da Não Violência” é celebrado no dia do seu aniversário.

Ficou curioso para conhecer essa incrível biografia? Então continue a leitura e se emocione!

Sobre a obra “Autobiografia: Minha Vida e Minhas Experiências com a Verdade”

O Livro "Minha Vida e Minhas Experiências com a Verdade", de título original “An Autobiography: The Story of My Experiments with Truth", foi publicado pela primeira vez em 1927.

Na sua autobiografia, Gandhi explora as dimensões espirituais, mentais e físicas estudadas e vividas por ele, além de abordar os seus princípios de não violência, verdade e preocupação com o próximo.

Gandhi é bem objetivo em seus tópicos, que são curtos e realizados na ordem cronológica. O livro é dividido em 5 partes e distribuído ao longo de suas 440 páginas.

Quem foi Mohandas Gandhi?

Mohandas K. Gandhi nasceu em 1869, na cidade indiana de Porbandar. Cursou Direito e atuou como líder espiritual e pacifista indiano ao longo da sua vida.

Gandhi também escreveu "Hind Swaraj: Autogoverno da Índia", "Índia of my dreams", "Satyagraha in South Africa", entre outros.

Por se tratar de uma obra de biografia, todos os detalhes sobre o autor serão apresentados no decorrer da nossa análise.

Quem deve ler “Minha Vida e Minhas Experiências com a Verdade”?

“Autobiografia: Minha Vida e Minhas Experiências com a Verdade” é ideal para você que quer se inspirar na biografia de grandes líderes mundiais, responsáveis por influenciar milhões de pessoas.

Além disso, o conteúdo é indicado para quem busca ensinamentos sobre compromisso, amor e determinação, contemplando exemplos práticos de todas as lutas e conquistas marcadas pela liderança e não violência de Mohandas Gandhi.

Principais ensinamentos do livro “Autobiografia: Minha Vida e Minhas Experiências com a Verdade”

  • Gandhi foi responsável por criar a filosofia “Satyagraha”, que tem como objetivo agir sem a prática de violência e com força de vontade;
  • O perdão é o atributo de pessoas fortes;
  • Espalhe o amor em todos os lugares, pois só ele pode vencer o adversário;
  • A plenitude do amor neutraliza o ódio de milhares;
  • Seja a mudança que você quer ver no mundo;
  • Viva, baseando-se no que você acredita.

Faça o Download do Resumo do Livro "Autobiografia" em PDF grátis

Está sem tempo para ler agora? Então faça o download gratuito do PDF e leia onde e quando quiser:

[Resumo do Livro] Autobiografia: Minha vida e minhas experiências com a verdade - Mohandas Gandhi, PDF

Como foi a infância e adolescência de Mahatma Gandhi?

Nesta primeira parte do livro “Autobiografia: Minha Vida e Minhas Experiências com a Verdade”, Gandhi relata seu nascimento, infância, religião, seu casamento e todas as experiências e tragédias que aconteceram durante esse período da sua vida.

Mohandas Gandhi nasceu em 2 de Outubro de 1869 em Porbandar, uma cidade indiana. Quando criança, ele era totalmente influenciado pelas práticas do seu pai, político e religioso, e sua mãe devota.

Começou na escola aos 7 anos, e sempre foi considerado um estudante mediano e muito tímido, nunca estava disposto a trapacear diante dos amigos.

Aos 13 anos, seus pais decidiram que ele deveria se casar, uma prática que não foi muito apoiada por ele. Além disso, ele relata algumas tragédias que viveu em sua adolescência.

Quando seu pai morreu, um amigo da família sugeriu que fosse estudar na Inglaterra. Porém, Gandhi teve que fazer sérios votos para sua mãe, pois sua maior preocupação era que ele perdesse a cultura familiar e começasse a comer carne, beber álcool e dormir com outras mulheres.

Com isso, em 1888, Mohandas Gandhi foi para Inglaterra estudar Direito. Ele tentou se adequar à nova cultura, mas não durou muito e preferiu passar a ter uma vida intensa nos estudos e na humildade. Depois de 3 anos de estudo, foi aprovado nos exames, se tornou apto para exercer a advocacia e retornou para a Índia.

Como foi o início da carreira de Mohandas Gandhi?

Ao retornar para a Índia, Gandhi descobre que sua mãe tinha falecido. Neste mesmo período, foi o momento dele começar a sua vida profissional.

Iniciou os trabalhos em Bombaim, no Supremo Tribunal. Lá ele ganhou experiência e se aprofundou nos estudos de Direito. Porém, a sua timidez atrapalhava o seu trabalho, fazendo com que retornasse para cidade de Rajkot e abrisse o seu próprio escritório por lá.

Seu irmão mais velho sempre estava disposto a resolver seus problemas e auxiliá-lo ao máximo. Assim, ele teve grande influência na transferência de Gandhi, que resultou na conquista da ocupação de um cargo de advocacia na África do Sul.

Durante o tempo em que ficou na África do Sul, Gandhi sofreu muito preconceito por conta de sua cor.

Ele relata esses eventos em seu livro “Autobiografia: Minha Vida e Minhas Experiências com a Verdade”, como a vez em que foi expulso do trem e o convite para jantar no seu quarto, para não ofender os clientes do hotel. Nesses momentos, ele conta que sempre revidava, mas sem violência.

Durante essa experiência, ele praticou a confiança em si mesmo, e adquiriu ótimo conhecimento na área jurídica, levando-o a ajudar a fundar o Congresso Indiano de Natal, que deu suporte à comunidade indiana a se unir como uma força política. Gandhi também começou a estudar sobre a religião cristã.

Logo depois, ele retornou para a Índia com a finalidade de buscar a sua esposa e suas duas filhas, e as trouxeram para a África do Sul, onde ia continuar o seu trabalho de ativismo.

Como aconteceu o desenvolvimento do poder político de Gandhi?

Ao chegar no porto da África do Sul, os cidadãos brancos estavam furiosos com ele e o atacaram, sendo acusado de falsas imputações. Mas, de acordo com o livro “Minha Vida e Minhas Experiências com a Verdade”, Gandhi provou sua inocência à imprensa e disse que não queria processar ninguém que o atacou.

O ativista só aumentava o seu trabalho público pela comunidade indígena, e a cada dia mais desenvolvia um afeto pela ajuda e a simplicidade. Durante a Guerra de Bôeres, ele aprimorou essas qualidades e criou um corpo de ambulância para levar os feridos.

Liberado da guerra, Mohandas Gandhi volta para a Índia, através de uma longa excursão, com o objetivo de entender as dificuldades dos passageiros da terceira classe. Então, ele resolve deixar sua família na Índia e volta à África do Sul para resolver esses problemas.

Como foi o início da luta de Gandhi?

Em sua volta, a África do Sul se encontrava sob uma epidemia de preconceito racial. Além disso, as leis governamentais fizeram com que os índios se encontrassem em uma difícil situação.

Segundo Gandhi, ele foi fortemente influenciado por um livro que leu, chamado “Unto This Last”, e conta que seus ensinamentos mudaram a sua vida. Neste mesmo tempo, Gandhi fundou o Phoenix Settlement, uma fazenda onde ele iria morar com seus apoiadores, tornando-se, posteriormente, uma pequena aldeia.

Conforme conta a obra autobiografía de Gandhi, em 1906, o governo britânico declarou guerra contra os Zulus, e Gandhi estava lá novamente. Atuou com o seu corpo de ambulância, com o objetivo de ajudar a transportar e cuidar dos inocentes e feridos.

Quando a guerra estava chegando ao fim, o próximo passo de Gandhi era viver a vida das pessoas mais pobres, praticando o jejum e fazendo uma dieta restrita, que continha apenas frutas.

Mesmo quando adoeceu, Gandhi explica que não abandonou o vegetarianismo e manteve o voto que fez com a sua mãe.

Durante todo esse tempo na África, desenvolveu o que seria chamado de “Satyagraha”. Traduz-se como “firmeza na verdade” e refere-se a protestos e resistências sem a prática de violência.

Quando aconteceu o auge do poder político de Gandhi?

Em 1914, Gandhi retornou à Índia e realizou grandes transformações por lá: abriu escolas primárias em seis aldeias e melhorou as suas condições sanitárias. Além disso, tentou disseminar a “Satyagraha”, ou seja, espalhar a desobediência civil não violenta, e obteve resultados expressivos, aumentando a sua popularidade.

Apesar disso, muitos civis pacíficos indianos foram mortos pelos britânicos, mas isso fez com que o movimento se fortalecesse.

Assim, foi ocorrendo a verdadeira entrada de Gandhi na política do Congresso, levando à organização de uma nova constituição que impulsionava a completa independência do país.

Para Gandhi, uma das formas para estabelecer essa independência é através da remoção da pobreza e fabricação de produtos que a Índia era dependente.

No final de “Autobiografia: Minha Vida e Minhas Experiências com a Verdade”, Gandhi afirma que suas realizações no Congresso ainda deixaram a história em construção, sem nada decisivo.

No entanto, a história confirma que a independência da Índia foi bem sucedida e influenciou movimentos a favor dos direitos igualitários em todo o mundo.

Outros livros inspiracionais 

No livroInabalável, o autor Tony Robbins diz que você precisa se doar: doe sua atenção e o seu tempo. Fazer contribuições é o que traz significado à vida de muitas pessoas. Isso é perfeitamente compreendido na vida de Gandhi.

Para o autor de Psychology of Selling, Brian Tracy, pessoas de sucesso melhoram seu diálogo interior com frases otimistas e confiantes. Observa-se claramente que esse comportamento se parece com o de Gandhi, devido à sua prática da fé, amor, perdão e energia positiva.

Por fim, uma história que possui uma trajetória bem parecida com a de Gandhi é a de Nelson Mandela, relatada na autobiografia Longa Caminhada Até a Liberdade. Os dois possuíam traços similares, como a habilidade de liderança, a luta pelos direitos civis e o compromisso.

Como posso aplicar os ensinamentos de Gandhi na minha vida?

No decorrer da obra de Mohandas Gandhi, “Autobiografia: Minha Vida e Minhas Experiências com a Verdade”, ele nos apresenta, de forma indireta, várias formas de enxergar os obstáculos e como exercer uma liderança com base nos valores morais:

  • Perdão: Gandhi praticava-o de maneira simples e direta. Não perdoar é ficar preso ao passado, causando apenas sofrimento;
  • Compromisso: para Gandhi, o principal comprometimento que pode existir é com a verdade em si, pois ela conduz à felicidade e à realização, não necessitando de aprovação externa;
  • Respeito: opte pela não violência, tanto física quanto praticada por meio de julgamentos e agressão verbal. Não podemos enxergar nossos adversários como inimigos;
  • Amor: Gandhi nunca demonstrava alterações em seu humor, mantendo-se sempre sereno e amando todos os acontecimentos. Segundo ele, só conseguimos vencer um adversário por meio do amor.

Por fim, Gandhi prova que as características acima são essenciais para vencer, mesmo em um mundo desigual!

Avalie esse resumo do livro “Autobiografia: Minha Vida e Minhas Experiências com a Verdade”!

Esperamos que você tenha gostado do nosso resumo e consiga aplicar os ensinamentos de Mohandas Gandhi em sua vida. Deixe sua avaliação sobre o conteúdo, pois seu feedback é muito importante para nós.

Além disso, a edição completa está disponível para compra abaixo:

Livro “Autobiografia: Minha Vida e Minhas Experiências com a Verdade”

Adicionar aos favoritos
Ler mais tarde
Marcar como lido
Create Account
Cadastre-se gratuitamente

E receba semanalmente resumo dos maiores best sellers para ler e ouvir quando quiser!