Empreendedor Rico - Robert T. Kiyosaki, Sharon Lechter

Chegou a hora de tirar aquele sonho antigo da gaveta, tornar-se o próprio patrão e colocar toda a sua criatividade e empenho em prol de um negócio bem-sucedido!

Adicionar aos Favoritos
Adicionar Para Ler
Marcar como Lido

Quem nunca sonhou em ter o próprio negócio? Produzir e vender aquilo que se ama e lucrar com isso pode parecer difícil, mas os autores Robert T. Kiyosaki e Sharon Lechter ensinam no livro “Empreendedor Rico” como trilhar esse caminho para se tornar um empreendedor de sucesso.

Sabemos que a ideia de sair de um emprego formal e partir para o empreendedorismo pode ser um tanto quanto assustadora, já que passa bem longe da segurança e da estabilidade.

Mas abrir o próprio negócio e se libertar das amarras do emprego é possível se for feito com dedicação, planejamento e alfabetização financeira.

Ficou interessado? Então continue a leitura do nosso resumo e nós te daremos um caminho!

 

Sobre o livro "Empreendedor Rico"

 

O livro “Empreendedor Rico” faz parte da Coleção Pai Rico. Ao longo de suas 224 páginas, a obra se propõe a dar lições de empreendedorismo que podem ajudar o leitor a se transformar em um empresário de sucesso. 

 

Sobre os autores

 

Robert Kiyosaki é descendente de japoneses e nascido no Havaí. Em sua carreira como empreendedor, fundou uma empresa que disponibilizou a primeira carteira de nylon com velcro para surfistas e, futuramente, fundou uma companhia internacional voltada para o ensino especializado na área de negócios e investimentos.

O autor já foi piloto de helicóptero de combate, trabalhou na Xerox e criou um jogo de tabuleiro que ensinava estratégias financeiras. Além de “Empreendedor Rico”, alguns outros livros escritos por Kiyosaki são:

 

 

A autora Sharon Lechter é graduada na área de contabilidade e já atuou em empresas contábeis e de outros setores como informática, editorial e seguros. 

Além disso, é coautora dos livros da série “Pai Rico”, CEO da Cashflow Technologies e diretora da Foundation for Financial Literacy.

 

Esse livro é indicado para quem?

 

"Empreendedor Rico" é ideal para pessoas que pensam em se tornar empreendedoras e desejam ser bem-sucedidas no seu próprio negócio, mas tem medo das inseguranças que isso pode trazer.

 

Ideias principais do livro

 

  • Não é fácil ser empreendedor e abandonar a estabilidade de um salário fixo no final do mês, porém, é possível ter sucesso em seu próprio negócio por meio de aprendizado e treinamento;

  • Liberdade e segurança são coisas opostas: os empregados buscam segurança enquanto os empreendedores almejam a liberdade;

  • Para ser empreendedor é necessário perder o medo de errar, assumir os próprios equívocos e aprender com eles;

  • “Um negócio bem-sucedido é criado antes mesmo de começar a existir”;

  • O empreendedor precisa cercar-se de bons clientes e bons funcionários.

 

Que tal conhecermos as ideias de empreendedorismo abordadas pelo livro com mais detalhes? 

 

Faça o Download do Resumo do Livro "Empreendedor Rico" em PDF grátis

 

Está sem tempo para ler agora? Então faça o download gratuito do PDF e leia onde e quando quiser:

 

[Resumo do Livro] Empreendedor Rico - Robert T. Kiyosaki, Sharon Lechter, PDF

 

Parte 1 — Os cinco aspectos essenciais ao negócio

 

O livro "Empreendedor Rico" ensina você a se desenvolver e a fazer a lição de casa, o que significa assegurar de que será capaz de cumprir 5 aspectos essenciais ao negócio:

 

  1. Produto;

  2. Aspectos legais;

  3. Sistemas;

  4. Comunicação;

  5. Fluxo de caixa. 

 

A orientação é, obrigatoriamente, tornar-se especialista em uma dessas áreas — tendo em mente que é impossível ser bom em todas elas —, e contratar profissionais especialistas nas outras quatro para compor sua equipe.

No entanto, embora você não precise ser especialista nas cinco áreas, deve conhecê-las, entendê-las e ter experiências em cada uma delas. Mais tarde, quando o negócio já estiver em andamento, isso será útil para:

 

  • Ajudar a identificar os problemas enfrentados pelo negócio;

  • Indicar o que é realmente necessário para lançar um produto no mercado quando uma nova ideia aparecer.

 

Parte 2 — De empregado para empreendedor

 

De acordo com os autores, somos treinados desde a escola para sermos bons empregados e não para sermos bons empreendedores. Por conta disso, para tornar-se um empreendedor é necessária uma verdadeira metamorfose.

O primeiro passo dessa transformação é saber a hora certa de pedir demissão. Antes de abandonar o emprego formal é preciso acumular experiências nas 5 áreas citadas (produto, aspectos legais, sistemas, comunicação e fluxo de caixa). Lembre-se desta frase do livro:

 

“Muitos empreendedores pedem demissão sem ter feito a lição de casa. É por isso que tantos pequenos negócios fracassam ou têm problemas financeiros”

 

Portanto, mantenha o emprego formal enquanto estrutura o negócio.

Ao longo dessa estruturação, algumas questões que você deve ir refletindo são:

 

  • Qual é sua motivação para montar o negócio?
  • Qual tipo de negócios deseja montar?
  • Quais são as tarefas necessárias para o negócio que você deseja abrir?
  • Quais as habilidades necessárias para que a empresa tenha sucesso?

 

Para chegar às melhores respostas, estude. Não precisa ser em uma escola de negócios tradicional; é possível fazer cursos no Sebrae ou Senac e até mesmo buscar livros ou ferramentas on-line.

Não deixe também de conversar com empresários para aprender quais tarefas são imprescindíveis para um negócio. Como eles já passaram por isso, vão saber te orientar no "caminho das pedras".

Nessas conversas, você deve buscar aprender a pensar como eles — por exemplo, no lugar de perguntar “por que?”, aprenda a perguntar “por que não?”.

Os autores alertam ainda que deve haver um equilíbrio entre o medo de abrir o negócio, que nos faz ficar só nos planos, e a pressa para iniciar, que nos faz ignorar o planejamento necessário.

Por fim, contrate um contador para auxiliar no orçamento e análise do fluxo de caixa previstos e lembre-se que o empreendedor não deve ser muito voltado para si. De acordo com Robert T. Kiyosaki:

 

Montar um negócio [...] refere-se a outras pessoas. Refere-se à sua equipe, a seus clientes, a seus instrutores e a quanto você pode ser útil para eles”;

 

Parte 3 — Lições práticas para um empreendedor

 

Uma vez que o processo de migração de empregado para empreendedor começou e o negócio está sendo colocado em prática, é importante conhecer diversos aspectos importantes do dia a dia do empreendedor

Robert T. Kiyosaki e Sharon Lechter aconselham que você elabore um plano de negócios e estruture as questões legais do empreendimento.

Em relação ao dinheiro, o alerta que dão é para não colocar o negócio em risco gastando dinheiro desnecessariamente consigo mesmo. Aprenda a gastar com inteligência — invista no que é essencial ao negócio para não perder dinheiro lá na frente. 

 

“Reserve tempo e dinheiro suficientes para a constituição de seu negócio e a proteção dos seus ativos.”

 

Além de obter o dinheiro necessário para o projeto, busque encontrar as pessoas e as oportunidades certas - é raro ter os três, então apoie-se no que tiver e trabalhe para alcançar o que falta.

Quanto ao aprendizado, os autores orientam que você faça cursos continuamente:

 

 “Para o verdadeiro empreendedor, não existe esse negócio de dia de formatura.”

 

Apesar de estar sempre estudando, você muitas vezes não vai ter todas as respostas, então deve saber a quem recorrer para obtê-las.

Trabalhe intensamente e aprenda a operar sem dinheiro e sem segurança, focando na oportunidade e não nos recursos. 

Outro aspecto importante é o da comunicação. Conheça e aplique diferentes estratégias para lidar e se comunicar com diferentes pessoas.

Isso te ajudará a saber vender e, consequentemente, a levantar capital — o que pode ser feito por meio de amigos, bancos e financiadoras, clientes, fornecedores, investidores e mercados de capital.

Para quem não sabe vender, Kiyosaki sugere que trabalhe como vendedor em alguma empresa — todo empreendedor tem que ser um bom vendedor.

Já quanto a contratação de profissionais e a aquisição de clientes para o seu negócio, lembre-se:

 

“Livre-se tanto dos maus clientes quanto dos maus empregados.”

 

Eles podem afastar os bons clientes e os bons funcionários.

Por fim, quanto ao produto oferecido por sua empresa, o autores sugerem que você:

 

  • Ofereça um produto ou serviço exclusivo; em outras palavras, algo que nenhum outro consiga fornecer;
  • Coloque um produto suficientemente bom no mercado, sem esperar que ele esteja perfeito, pois esse dia pode nunca chegar;
  • Decida qual o preço mais adequado. Se quiser atingir mais de um tipo de cliente, crie mais de uma marca com preços diferentes para cada um deles;
  • Posicione a imagem do seu produto ou marca por meio de mecanismos como publicidade e marketing em função do público-alvo que deseja atingir.

 

Parte 4 — Lidando com as emoções

 

Emoções fazem parte da vida de qualquer ser humano, e isso não é diferente para o empreendedor. Porém, os autores dão algumas dicas para lidar com elas:

 

  • Medo — siga em frente mesmo assim. Como o instrutor da escola de pilotos disse ao autor: “Eu quero que você dirija rápido porque a velocidade irá consumir o seu medo”;
  • Frustração por errar — transforme os equívocos em algo produtivo, aprendendo lições de vida com esses erros; 
  • Raiva — transforme-a em combustível ou motivação para ser bem-sucedido;
  • Alegria — use-a como motivação para agradecer as pessoas que o ajudaram. 

 

Parte 5 — O posicionamento diferenciado do empreendedor em frente ao erro

 

Uma questão inerente ao empreendedor é seu comportamento diferenciado frente ao risco: ele deve assumi-los, jamais culpar os outros, não se desesperar e buscar tirar proveito disso.

Mas, na prática, como tirar algo positivo de um equívoco?

 

  • Não encare os erros como erros, enxergue-os como experiências e riscos calculados;

  • Não se deixe paralisar pelas consequências dos erros ou preocupe-se com o fato de parecer equivocado: concentre-se no aprendizado;

  • Não perca tempo e resolva imediatamente os problemas decorrentes do erro; aprenda como evitar que ele ocorra e descubra como minimizar as consequências ruins do erro caso ele se repita;

  • Capitalize em cima do erro: transforme problemas em oportunidades. A solução para o erro poderá ser algo sobre o qual é possível expandir o negócio ou montar um novo empreendimento;

 

Parte 6 — O empreendedor e o tempo

 

O livro "Empreendedor Rico" ensina que tempo é dinheiro, que o empreendedor precisa saber como dividi-lo em prol do seu negócio e sugere um pequeno exercício para avaliar como o tempo está sendo administrado:

 

  • Percentual de tempo dedicado ao futuro:        __ %;

  • Percentual de tempo dedicado ao presente:   __%;

  • Percentual de tempo dedicado ao passado:    __%;

  • Tempo total:                                                              100%.

 

A coautora da obra, Sharon Lechter, divide as tarefas de futuro, presente e passado da seguinte forma:

 

  • Futuro - marketing, relações públicas, pesquisa e desenvolvimento, parcerias estratégicas, licenciamento, novos negócios, previsões e necessidades financeiras, questões jurídicas”;

  • Presente - acolhimento de pedidos, despacho e recebimento, atendimento aos clientes, necessidades de caixa”;

  • Passado - contabilidade, questões jurídicas negativas, questões de conformidade com os regulamentos federais, estaduais e municipais, revisões salariais”.

 

Não há uma regra fixa que determina como o tempo dos empreendedores deve ser dividido, isso varia de caso para caso. 

O conselho da coautora é dedicar mais de 50% do tempo para o futuro do negócio quando o empreendedor puder contar com uma equipe competente para se focar no presente e no passado do negócio.

 

Parte 7 — O líder

 

O Pai Rico apresentado no livro “Empreendedor Rico” enumera as tarefas mais importantes para a pessoa que lidera um negócio:

 

  • Definir a missão, objetivo e valores da empresa em relação à si mesma e ao mundo;
  • Montar uma equipe com as melhores pessoas;
  • Fortalecer sua empresa interna e externamente;
  • Melhorar os resultados financeiros;
  • Investir em pesquisa, desenvolvimento e ativos palpáveis;
  • Tornar-se um bom cidadão corporativo. 

 

Para os Kiyosaki e Lechter, quando o líder não é capaz de executar tais atividades, é necessário mudar a liderança do negócio:

 

“A tarefa do líder é modificar a empresa para permitir que ela cresça e seja útil para mais gente. Se não conseguir modificá-la, o líder a manterá pequena e esta poderá começar a naufragar.”

 

O que outros autores dizem a respeito?

 

Em “O Lado Difícil das Situações Difíceis”, Ben Horowitz defende que é nos momentos em que as coisas não vão tão bem que o líder pode fazer a maior diferença no comando do seu empreendimento.

Em “Empreendedorismo para Subversivos”, o autor Facundo Guerra conta o que o  levou  a sair do mundo corporativo e se tornar um empreendedor, criando mais de 10 negócios de sucesso ligados ao entretenimento, incluindo bares e casas de show.

Facundo faz duras críticas a alguns modelos impostos aos negócios atuais e ensina  como você pode escapar dessas “armadilhas”. Além disso, ele oferece um guia para quem deseja abrir o seu próprio negócio, revelando os seus erros e acertos.

Por fim, no livro "Sonho Grande", Cristiane Correa complementa a ideia do planejamento estratégico pessoal e ressalta a importância de manter um processo de melhoria contínua para alcançar seus objetivos. Suas ideias foram inspiradas nas visões dos empreendedores mais ricos do Brasil.

 

Certo, mas como posso aplicar isso na minha vida?

 

As ideias que Empreendedor Rico busca transmitir ao leitor levam aos seguintes passos práticos:

 

  • Refletir se realmente deseja trocar a estabilidade de um emprego fixo pela liberdade do empreendedorismo;

  • Dar o primeiro passo: começar a planejar o negócio;

  • Estudar o mercado, os empresários de sucesso e os concorrentes.

  • Buscar parceiros, recursos e tudo mais o que for necessário para que o empreendimento nasça;

  • Ter todas as respostas para as possíveis perguntas de um investidor;

  • Definir qual o melhor momento de lançar o seu produto ou serviço no mercado, sem demorar muito para fazê-lo, mas certificando-se de que ele seja de qualidade;

  • Sempre tirar lições e oportunidades de seus erros;

  • Continuar a estudar para melhorar seu empreendimento e criar outros novos.

 

Gostou desse resumo do livro "Empreendedor Rico"?

 

E aí, qual foi a sua impressão a respeito do livro? Está animado para colocar em prática as lições que aprendeu para obter sucesso no seu negócio?

Se quiser se aprofundar nos conceitos ensinados, basta clicar na imagem a seguir para comprar o livro!

 

Livro "Empreendedor Rico"

 

Nota:
O conteúdo apresentado acima traduz a visão e análise crítica da nossa equipe de redatores, respeitando os fundamentos de propriedade intelectual no Brasil (artigo 8, inciso I).
Nenhuma parte do livro está sendo copiada. São conteúdos únicos e exclusivos, sempre dando créditos aos autores e indicando o link para aquisição da obra completa. A PocketBook4You respeita o código de direitos autorais de acordo com o estabelecido na legislação brasileira, Lei 9.610/98.
Este conteúdo é de propriedade exclusiva da PocketBook4You e está protegido pela Lei de Direitos Autorais em seus artigos 46, I, (a) e em seu artigo 47, isso porque não se trata de reprodução e também não lhe implicam qualquer descrédito, pelo contrário, o direito moral é protegido e, como ressaltado anteriormente, o leitor recebe um link para adquirir a obra. É proibida a reprodução deste material sem a autorização da empresa.
Adicionar aos Favoritos
Adicionar Para Ler
Marcar como Lido
Cadastre-se gratuitamente

E receba semanalmente resumo dos maiores best sellers para ler e ouvir quando quiser!

Aprenda um novo livro a cada dia. Se inscreva na news e confira os destaques de hoje!