Casais Inteligentes Enriquecem Juntos - Gustavo Cerbasi

Casais Inteligentes Enriquecem Juntos - Gustavo Cerbasi

Aprenda como é possível ter controle da vida financeira de um casal, com um planejamento a dois de atitudes diárias que farão diferença no futuro, contribuindo para a prosperidade e o equilíbrio de ambos os parceiros.

O primeiro questionamento do livro "Casais Inteligentes Enriquecem Juntos" é se você já se encontrou no meio de uma situação financeira conturbada em que se perguntou: "Como cheguei a esse ponto? Como acumulei tantas dívidas?"

Isso acontece com muitas pessoas que imaginam que lidar com dinheiro é algo fácil, contudo mergulham em crises financeiras que chegam a afetar até seus relacionamentos.

Vida financeira equilibrada é sinônimo de vida pessoal equilibrada e, de acordo com as teorias do autor Gustavo Cerbasi, é possível ter um controle de sua vida financeira com um planejamento a dois, ao longo da vida, que inclui atitudes diárias que farão a diferença no futuro do casal.

Da mesma forma que um casal pode contrair muitas dívidas, também existem casais que enriquecem juntos. Quer saber como? Vem com a gente, pois neste resumo vamos te ensinar a dominar o seu dinheiro!

O livro "Casais Inteligentes Enriquecem Juntos"

O livro "Casais Inteligentes Enriquecem Juntos", escrito por Gustavo Cerbasi, é um guia para dominar a vida financeira, com um planejamento que deve ser executado todos os dias.

O autor reforça a necessidade de se ter um planejamento financeiro e que isso pode ser feito em conjunto. Com sugestões para casais em qualquer fase de relacionamento, esse livro é um manual para uma boa administração financeira familiar.

O livro é dividido em 3 partes: "Uma união financeiramente feliz", "Planejamento ao longo da vida" e "Um futuro a dois mais rico".

Quem é Gustavo Cerbasi?

Gustavo Cerbasi é mestre em Administração pela Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo (FEA/USP) e graduado em Administração Pública pela Fundação Getúlio Vargas.

É também especialista em Finanças pela Stern School of Business (New York University) e pela Fundação Instituto de Administração (FIA).

Ele é autor de outros best-sellers, como:

Por que ler "Casais Inteligentes Enriquecem Juntos"?

O livro "Casais Inteligentes Enriquecem Juntos" é indicado para casais que anseiam por ter uma vida financeira equilibrada e não sabem o que fazer para conseguir tal feito.

O conteúdo do livro contempla um planejamento financeiro com os erros mais comuns e os acertos para se conseguir o sucesso nas finanças pessoais ou familiares. Assim, a obra ensina a formar casais que enriquecem juntos.

Quais são as ideias principais do livro?

  • É importante conhecer seu perfil financeiro e seus hábitos e saber conversar sobre eles quando se é um casal;
  • Grande parte dos problemas de relacionamento entre casais está relacionado a dinheiro, seja na falta ou excesso dele;
  • A falta de diálogo sobre dinheiro ou aversão a ele causam as dificuldades de planejamento financeiro;
  • Crises em relacionamentos podem estar acontecendo devido a problemas financeiros e o casal não consegue notar o cerne do problema;
  • Um bom planejamento financeiro ao longo da vida permitirá que o casal atinja suas metas e sonhos;
  • Um bom planejamento financeiro também tem enfoque numa aposentadoria que seja um período de independência e desfrute.

Faça o Download do Resumo do Livro "Casais Inteligentes Enriquecem Juntos" em PDF grátis

Está sem tempo para ler agora? Então faça o download gratuito do PDF e leia onde e quando quiser:

[Resumo do Livro] Casais Inteligentes Enriquecem Juntos - Gustavo Cerbasi, PDF

Introdução

No início do livro "Casais Inteligentes Enriquecem Juntos", Gustavo Cerbasi apresenta o cerne dos problemas conjugais relacionados à questão financeira. O autor destaca que muitas vezes um casal nem percebe que o dinheiro é o causador da briga e, por isso, não se atenta sobre como melhorar nesse aspecto.

Para conseguir um relacionamento estável e equilibrado, um casal precisa conversar sobre finanças, seus perfis financeiros, hábitos, sonhos e desejos futuros.

Administrar bem sua vida financeira é um desafio que não deve ser deixado em segundo plano seja na vida individual ou num relacionamento.

Perfis financeiros

É fato que a falta de diálogo é o que dificulta as finanças familiares. Contudo, não basta que o assunto seja apenas conversado, mas sim que objetivos sejam planejados e executados.

É necessário que um casal tenha ideia dos sonhos um do outro, para que possam planejar e dar foco à realização desses, pois a falta de planejamento é o que faz com que os sonhos de um possam ser empecilhos para a realização dos sonhos do outro.

Conhecer o próprio perfil financeiro e o do parceiro é a primeira coisa a se fazer para um bom planejamento financeiro. Veja aqui quais são esses perfis e defina em qual deles vocês se encaixam:

Poupadores

Não se importam em restringir ao máximo os gastos atuais.

  • Pontos fortes: disciplina e capacidade de economizar;
  • Pontos fracos: conformismo com um padrão de vida simples e as restrições a novas experiências.

Gastadores

Para essas pessoas o importante é viver o presente, sem pensar no amanhã.

  • Pontos fortes: tem hábitos poucos rotineiros, abertura a novas tendências e muitos hobbies;
  • Pontos fracos: insegurança quanto ao futuro, dependência extrema da estabilidade no emprego, aversão a controles, orçamentos e contas.

Descontrolados

Não têm noção nenhuma do fluxo de saldo da conta.

  • Pontos fortes: nas palavras do autor, "é possível identificar algum?";
  • Pontos fracos: não têm disciplina nem orientação, propensos a terem conflitos e gastos desnecessários com juros.

Desligados

Gastam menos do que ganham, mas não sabem o quanto.

  • Pontos fortes: folgas financeiras, espaço para reduzir gastos, se necessário;
  • Pontos fracos: incapacidade de estipular e atingir objetivos e resistência a planos que exijam disciplina.

Financistas

São rigorosos com o controle de gastos, com o foco em economizar.

  • Pontos fortes: facilidade de desenvolver planos e colocá-los em prática, seleção crítica de investimentos, capacidade de empregar melhor o dinheiro;
  • Pontos fracos: em geral são boicotados pela família, que não se conforma com tantas minúcias; se não souberem se fazer entender, tornam-se uns chatos.

Relacionamentos unem pessoas de perfis diferentes. Consequentemente, unem pontos fortes e fracos que podem causar dificuldades financeiras drásticas. Por isso, a conversa sobre finanças é tão importante para a construção de um relacionamento sólido.

Dificuldade de planejar – Um problema de quase todas as famílias

Geralmente, assuntos sobre planejamento financeiro não fazem parte das conversas de um casal. Isso principalmente em famílias em que um dos dois ganha muito mais do que o outro, onde quem ganha mais passa a ser o que controla e decide o futuro financeiro do casal.

Isso ocasiona um relacionamento cheio de desconfianças e inseguranças que refletirão numa perda de controle financeiro e "panes" entre o casal.

Para resolver isso, deverá ser feito um planejamento financeiro familiar – ou como o autor Gustavo Cerbasi prefere chamar, "Plano de independência financeira", que não requer cálculos complexos nem grande habilidade com calculadoras.

Mas será que é preciso mesmo fazer um planejamento financeiro familiar? Claro que sim!

Diferente do que muitos pensam, um planejamento financeiro não é focado apenas em sair do vermelho, mas sim em conseguir manter um bom padrão de vida, melhorando com o passar do tempo.

Ter dinheiro permite não só realizar novas conquistas, mas manter aquelas já realizadas.

As finanças do namoro e do noivado

Quando estamos solteiros, devemos aproveitar a oportunidade de aprender a construir a independência financeira e organizar nossas finanças. Podemos começar de forma simples: gastando menos do que ganhamos e investindo a diferença com projetos a longo prazo.

Sendo assim, quando você começar a dividir a intimidade com outra pessoa, será mais fácil lidar com o dinheiro em conjunto, inclusive para fazer investimentos diversificados.

No namoro, o casal deve estar apto a conversar sobre divisão de gastos e sobre seus perfis financeiros. Isto para que criem um ambiente em que as conversas sobre tal assunto sejam naturais.

Veja algumas dicas para um controle de finanças na fase de namoro e noivado:

  • Poupem na hora de presentear em datas especiais;
  • Planejem viagens a dois com antecedência e pesquisando juntos;
  • Evitem os gastos desnecessários numa festa de casamento;
  • Economizem ao montar a casa poupando e pesquisando promoções;
  • Escolham uma casa no padrão das suas posses, não necessariamente já arcando com um financiamento no início do casamento, mas esperando o momento que não vá prejudicar o orçamento.

As finanças dos recém-casados

O casamento é um período de união, incluindo a união das finanças. Se ambos já possuíam um planejamento financeiro individual, deverão chegar a um consenso sobre como unir esses planejamentos.

As contas bancárias devem ser agrupadas aos poucos e, preferencialmente, os cartões de crédito também devem ser unificados.

As contas bancárias separadas são válidas em casos onde ambos trabalham e são obrigados a receberem em bancos diferentes. O autor ressalta dois pontos:

  1. Qualquer casal pode fazer o próprio planejamento financeiro, se dedicar alguns minutos por semana ao seu futuro;
  2. O planejamento financeiro familiar não pode ser complicado. Após dedicar algumas poucas horas à sua elaboração, basta fazer pequenos ajustes periódicos.

Orçamento – Dá para cortar?

O primeiro passo de um bom planejamento financeiro é fazer sobrar dinheiro. Mas isso não é tarefa fácil! É necessária uma intensa disciplina com relação a todos os seus gastos mensais.

Gustavo Cerbasi sugere que vocês ponham no papel todos os gastos que vocês tiverem durante um mês. Sejam rigorosos, andem com uma folha de papel na carteira e anotem TUDO, das caixinhas dadas ao "flanelinha" às moedas perdidas no ônibus.

Assim, você terá noção dos gastos que você tem e saberá onde poderá cortar ou realocar custos.

Independência financeira – o futuro garantido

Com um plano de objetivos, você já deu início ao caminho para evoluir sua situação financeira e adquirir a tão sonhada independência financeira.

O primeiro passo rumo a uma independência financeira é gastar menos do que se ganha, controlando o orçamento doméstico. Depois reinvista seus retornos até atingir uma massa crítica de capital que gere a renda que desejam para o resto da vida.

O segundo passo é definir o quanto deve poupar por mês e durante quanto tempo, para chegar a renda almejada na aposentadoria.

Importante ressaltar que não há investimento bom para quem está atolado em dívidas. Primeiro quite suas dívidas, para depois colocar em plano sua meta de poupança e enriquecimento.

As finanças dos casais com filhos

Se um casal não se planejar antecipadamente para o nascimento dos filhos, sofrerão um desequilíbrio financeiro. Dessa forma, estarão correndo o risco de substituírem os gastos com bem-estar pelos gastos da família.

Vocês devem encontrar um nível de poupança ideal que viabilize uma vida saudável com vistas a um futuro tranquilo e equilibrado.

Poupança mensal: garantia de um futuro tranquilo

Os pais precisam pensar no futuro dos filhos, incluindo a faculdade deles.

Se seus filhos crescerem em um ambiente com boa estrutura financeira, você pode usar o valor investido para a faculdade para outros fins, como por exemplo, a aposentadoria.

Planos de previdência e seguros

Um bom planejamento familiar inclui plano de saúde, previdência e seguros de vida. Se possível, consiga um seguro único que já inclua carro, vida, entre outras coisas.

Você também precisa ter em mente que os gastos com os filhos também crescem à medida que eles crescem.

Os pais devem ensinar pelo exemplo. Se demonstrarem um equilíbrio financeiro para seus filhos eles provavelmente seguirão o exemplo dos pais.

Ensine-os a:

  • Lidar com a mesada;
  • Como funciona um empréstimo;
  • Como poupar;
  • Como fazer um bom uso do dinheiro, principalmente no período da adolescência deles.

Alternativas de financiamento

Gustavo Cerbasi aconselha que, se não tiverem um dinheiro reserva, jamais recorram a empréstimo com agiotas e evitem armadilhas financeiras.

Também aconselha que jamais pague o valor parcial da fatura do cartão de crédito. Se por alguma emergência não conseguirem pagar o valor total da fatura, é mais aconselhável pegar um empréstimo no banco, pois custará menos do que os juros rotativos do cartão.

O banco oferecerá algumas alternativas como CDC (Crédito Direto ao Consumidor), Cheque especial, entre outras. É necessário fazer uma análise da alternativa disponível que tenha o valor mais baixo de juros, se possível um empréstimo pessoal consignado ou com juros menores.

Investimentos - a busca da melhor opção

Você poderá alcançar um futuro bem melhor do que o presente, se atentar-se ao uso dos quatro ingredientes fundamentais:

  1. Tempo;
  2. Dinheiro;
  3. Decisões inteligentes;
  4. Juros compostos.

Invista naquilo que você tem prévio conhecimento. Se não souber quase nada sobre investimentos, pesquise bastante para escolher a alternativa mais rentável.

O casal deve determinar um percentual da renda mensal a ser poupado, sem prazo definido, até que consigam atingir a meta de recursos acumulados.

Você pode ter o auxílio de corretoras de valores e consultores financeiros, para conseguir uma boa estratégia de investimentos.

Aposentadoria

Quando se tem disciplina no começo da vida a dois, um casal poderá conquistar bem cedo a independência financeira. Contudo, isso não significa que poderão ser considerados "aposentados".

Para o autor um "aposentado" não é aquele que se aposenta após contribuição do tempo mínimo à Previdência Social, mas sim aquele que pode deixar de trabalhar quando quiser.

Aquele que pode separar um momento para se dedicar a outros hobbies, ou então viajar conhecer o mundo. Parar de trabalhar para dedicar-se a outras coisas, mantendo-se ativos.

Para isso, é necessário que o casal siga as dicas citadas do livro e planeje esse tempo em que possa escolher fazer algo diferente da vida, por meio de investimentos que visem sua própria previdência.

Mais livros sobre finanças pessoais

Paulo Vieira, autor do livro "Fator de Enriquecimento" diz que a jornada de enriquecimento é feita de picos e vales, esteja preparado e disposto a não parar no meio do caminho. Lembre-se que o não desistir é que fará de você um milionário. Faça com que você tenha uma mentalidade de sucesso, seja capaz de ver a adversidade e seguir em frente, fazendo o que tem que ser feito.

Para Robert Kiyosaki, autor do best-seller "Pai Rico, Pai Pobre", a jornada para o enriquecimento deve começar o mais cedo possível, e ela consiste na avaliação de suas finanças, criação de metas pessoais e busca pelo conhecimento necessário para atingir seus objetivos.

Por fim, para o autor de "Quem Pensa Enriquece", Napoleon Hill. o primeiro passo para se tornar rico é ter um forte desejo de ser rico. Pode parecer simples, não é? Mas esse desejo tem que ser um verdadeiro "sangue nos olhos" e possuir uma boa dose de persistência.

Certo, mas como aplicar isso na minha família?

Não existe uma fórmula mágica para se conseguir um bom planejamento financeiro. Mas um esforço mútuo para mudar hábitos é requerido para conseguir administrar suas finanças e visar um futuro tranquilo. O autor exemplifica isso com algumas lições para o nosso dia a dia:

  • Façam um planejamento a longo prazo: Dificuldades financeiras são escolhas pessoais. Vocês decidem tê-las quando ignoram a importância do planejamento;
  • Evitem gastos desnecessários: Gastem menos do que vocês ganham e invistam a diferença. Depois façam reinvestimentos de seus retornos até atingir uma massa crítica de capital que gere a renda que desejam para o resto da vida;
  • Conversem sobre finanças: Pesquisem a respeito e procurem criar um ambiente natural de conversas sobre finanças em sua família. Um casal que compartilha um bom planejamento financeiro evita brigas e situações de crises financeiras;
  • Perpetuem o ensinamento sobre planejamento financeiro: Eduquem seus filhos pelo exemplo e por ensinamentos cotidianos que os orientem para um futuro financeiro estável;
  • Planejem sua aposentadoria: Aposentar-se significa atingir uma segurança financeira que lhes permita viver a vida como vocês gostariam. Invista em sua aposentadoria futura.

Gostou desse resumo do livro "Casais Inteligentes Enriquecem Juntos"?

Fale para nós o que achou deste resumo. O seu feedback é o que enriquece o nosso conteúdo!

Além disso, se você se interessou pelo livro, pode comprá-lo clicando na imagem:

Livro Casais Inteligentes Enriquecem Juntos

Adicionar aos favoritos
Ler mais tarde
Marcar como lido
Create Account
Cadastre-se gratuitamente

E receba semanalmente resumo dos maiores best sellers para ler e ouvir quando quiser!