Livro Muito Além da Sorte

Muito Além da Sorte - Clayton M. Christensen

Descubra a importância de compreender as necessidades do seu cliente para se destacar entre a concorrência e desenvolver uma marca inovadora e com propósito!

Você já refletiu sobre os conflitos que enfrentamos diariamente para prosperar na vida? Pois é, o livro “Muito Além da Sorte”, dos autores Clayton M. Christensen, Taddy Hall, Karen Dillon e David S. Duncan, trata sobre progresso, e não sobre produto!

Empresários e gestores estão sempre investindo em inovação para expandir seus negócios. Porém, na maioria das vezes, se preocupam em aprimorar seus atuais produtos sem, contudo, entender o que seus clientes realmente querem.

Aqui, você aprenderá a entender o que leva os consumidores a fazerem suas escolhas. E, a partir disso, perceberá que a inovação não precisa ser uma questão de sorte ou azar, ou seja, ela pode ser muito mais previsível e lucrativa!

Com base nessas conclusões, o livro apresenta a “Teoria do Trabalho a Ser Feito”. Ficou curioso? Então continue a leitura deste PocketBook e aprenda o sentido e aplicabilidade dessa teoria.

Sobre o livro “Muito Além da Sorte”

“Muito Além da Sorte” foi publicado em 2017 pelos autores Clayton M. Christensen, Taddy Hall, Karen Dillon e David S. Duncan.

A obra possui 264 páginas, composta por três seções, subdivididas em 10 capítulos. Os capítulos abordam a “Teoria dos Trabalhos”, sua definição, esforços, desafios e implicações e como ela pode ser útil para que a inovação se torne bem sucedida.

O livro tem por título original Competing Against Luck e está na lista de best-seller do Wall Street Journal.

Quem são Clayton M. Christensen, Taddy Hall, Karen Dillon e David S. Duncan?

Clayton M. Christensen é professor da Harvard Business School e vencedor, por cinco vezes, do Prêmio McKinsey de melhor artigo do ano da instituição. Foi indicado em 2011 e 2013 como o pensador empresarial mais influente do mundo em classificação realizada pela Thinkers50.

Além disso, Clayton é autor de nove livros e cofundador de quatro empresas.

Taddy Hall é diretor no Cambridge Group e auxilia altos executivos a melhorar o processo de inovação. Além disso, trabalha nos mercados emergentes como consultor.

Karen Dillon, ex-editora da Harvard Business School, foi indicada no ano de 2011 pela Ashoka como uma das mulheres mais influentes e inspiradoras do mundo. É coautora de “How Will You Measure Your Life”, best-seller listado pelo New York Times.

David S. Duncan é um dos pensadores e consultores mais importantes em estratégia de inovação e crescimento e sócio majoritário da Innosight.

Para quem o livro “Muito Além da Sorte” pode ser útil?

“Muito Além da Sorte” é ideal para empresários e gestores que desejam se tornar mais eficientes em inovação e criar produtos e serviços que correspondam efetivamente ao que os clientes desejam.

Principais ensinamentos do livro “Muito Além da Sorte”

  • “Teoria dos Trabalhos”: os clientes adquirem produtos e serviços para atender a demandas que surgem em suas vidas;
  • É indispensável entender as circunstâncias particulares e conhecer as dimensões funcionais, sociais e emocionais do trabalho do cliente;
  • Quando se enxerga os clientes pela lente do trabalho, percebe-se que a verdadeira concorrência é muito maior do que a concorrência tradicional;
  • A nossa vida é bastante expressiva e, portanto, fonte incrível para descoberta de trabalhos a serem realizados;
  • Os atos dos clientes contam uma história muitas vezes distinta daquilo que eles expressam e desejam;
  • A solução completa para um trabalho inclui não só o produto ou serviço principal, mas também todas as experiências de compra e uso;
  • Marca com Propósito é aquela que “os clientes associarão automaticamente com a resolução bem-sucedida de seus trabalhos mais importantes”
  • Reconhecer os trabalhos que sua empresa soluciona para os clientes alinha os indivíduos da organização a um propósito.

Faça o Download do Resumo do Livro "Muito Além da Sorte" em PDF grátis

Está sem tempo para ler agora? Então faça o download gratuito do PDF e leia onde e quando quiser:

[Resumo do Livro] Muito Além da Sorte - Clayton M. Christensen, Taddy Hall, Karen Dillon,et.al, PDF

O que é “A Teoria do Trabalho a Ser Feito”?

A primeira seção do livro “Muito Além da Sorte”, subdividida em três capítulos, traz a definição da “Teoria do Trabalho a Ser Feito” como “mecanismo causal que fomenta a inovação bem sucedida”.

De acordo com os autores Clayton M. Christensen, Taddy Hall, Karen Dillon e David S. Duncan, apesar da inovação dar uma ilusão de progresso, ela ainda é uma questão de sorte ou azar para a maioria das empresas.

Isso acontece porque os gestores se baseiam em dados que não informam por que os clientes fazem uma escolha em detrimento de outra.

A “Teoria dos Trabalhos” é apresentada como forma de criar e prever inovações bem-sucedidas. Você deve estar se perguntando o que seria exatamente esse “trabalho” dos clientes, certo? Trabalho nada mais é do que “o progresso que uma pessoa está tentando fazer em determinada circunstância”.

Dessa forma, é importante que as empresas analisem a dimensão funcional, social e emocional de seus produtos e serviços. Através dessas lentes, elas perceberão que a verdadeira concorrência vai muito além dos concorrentes tradicionais.

Por fim, essa seção mostra que as organizações que não conseguem compreender os trabalhos para os quais seus clientes estão contratando seus produtos, estão fadadas a fornecer soluções indiferenciadas que não interessam a ninguém.

Como aplicar a Teoria dos Trabalhos no mundo real?

Essa segunda seção, também subdividida em três capítulos, traz os desafios da aplicação da teoria no mundo real. Afinal, onde e como podemos encontrar esses trabalhos?

Conforme explicado pelos autores em seu livro “Muito Além da Sorte”, uma forma incrível para descobrir trabalhos é analisando a nossa própria vida.

Isso significa que nossas próprias experiências podem ser fontes para inovações bem-sucedidas! Outra forma é observar os não consumidores, pessoas que não encontraram solução satisfatória para um trabalho.

Um dos maiores desafios em compreender o trabalho a ser feito está relacionado ao fato de que os consumidores não conseguem expressar o que realmente desejam. Além disso, a ansiedade em relação ao novo, e a inércia de velhos hábitos podem ser forças que impedem a inovação.

Por isso, as empresas devem buscar soluções que incluam não só o produto/ serviço principal, mas também as experiências projetadas para enfrentar quaisquer obstáculos que o cliente possa enfrentar. Assim, definindo precisamente um trabalho, é possível criar uma marca com propósito.

Como organizar os Trabalhos a Serem Feitos?

A última seção do livro “Muito Além da Sorte”, subdividida em quatro capítulos, trata das implicações organizacionais e de liderança trazidas pela teoria. Através de sua utilização, conclui-se que as empresas precisam integrar processos para ter vantagem competitiva e criar experiências ideais.

Esses processos relacionados aos trabalhos têm a capacidade de gerar experiências positivas para o cliente, transferindo seus problemas e incômodos para o fornecedor. Para isso, os processos devem ser flexíveis e ajustáveis às novas orientações exigidas pelos trabalhos com o passar do tempo.

Os autores Clayton M. Christensen, Taddy Hall, Karen Dillon e David S. Duncan relatam a existência de três falácias da inovação:

  1. Falácia dos dados ativos versus passivos;
  2. Falácia do crescimento superficial; 
  3. Falácia da conformidade dos dados. 

Nas três situações, os gestores utilizam os dados de uma forma errada, desviando o foco dos trabalhos a serem realizados pelos clientes.

Dessa forma, ter uma organização baseada no trabalho deve ser sempre prioridade! Isso permite a distribuição da tomada de decisões com clareza de propósito, associa os recursos ao que é mais importante, inspira os funcionários e unifica a cultura da empresa!

Outros livros sobre sucesso na inovação

O Disney Instituterevelou seus segredos de atendimento no livro “O Jeito Disney de Encantar os Clientes”. A obra explica que entender o cliente consiste em aplicar a “guestologia” (estudo do convidado), e isso envolve compreender suas necessidades e desejos, o que eles acham que sua empresa seja, e suas emoções.

Já o autor Nassim Nicholas Taleb, em Antifrágil, chama a atenção de quem está estagnado na zona de conforto. É fato de que existirão desafios no caminho da inovação, mas eles são essenciais para todo e qualquer aprimoramento, inclusive no desenvolvimento de habilidades pessoais.

Por fim, The Wisdom of Failure  é uma obra que conversa com pessoas em posição de liderança. Os autores Laurence Weinzimmer e Jim McConoughey afirmam que há duas formas de olhar para o trabalho: através da eficácia ou da eficiência.

Como posso inovar de maneira eficiente?

  • Comece a entender por que os clientes fazem uma escolha em detrimento de outra;
  • Analise não só a dimensão funcional do seu produto ou serviço, mas também sua dimensão social e emocional;
  • Crie produtos que solucionem um trabalho específico na vida do cliente;
  • Não confie cegamente em dados objetivos, na maioria das vezes eles não irão refletir os verdadeiros anseios dos clientes;
  • Use seus desafios diários como fonte para inovações bem-sucedidas;
  • Inspire seus funcionários através da criação de uma marca com propósito.

Avalie esse resumo do livro “Muito Além da Sorte”!

Está pronto para se tornar mais eficiente em inovação? Deixe sua opinião nos comentários, pois seu feedback é muito importante para nós.

Além disso, para se inteirar mais sobre o conteúdo, adquira o livro clicando na imagem abaixo:

Livro “Muito Além da Sorte”

Adicionar aos favoritos
Ler mais tarde
Marcar como lido
Create Account
Cadastre-se gratuitamente

E receba semanalmente resumo dos maiores best sellers para ler e ouvir quando quiser!