Copywriting - Paulo Maccedo

Veja tudo o que você precisa saber para aumentar o seu poder de comunicação e criar textos altamente persuasivos e vendedores. 

Favoritar
Salvar
Lido
Escolha sua linguagem:

Você sabia que a forma como você escreve um texto pode influenciar o leitor, estimulando a compra do seu produto? Isso é possível de acordo com uma técnica chamada “Copywriting”, que vamos abordá-la nesse resumo! 

As técnicas de copywriting consistem em criar conteúdos em formas de “textos persuasivos” que pode fazer diferença na sua estratégia de marketing e convencer os seus leitores a adquirirem um produto ou serviço.

Curioso(a) para entender como funciona? Então vamos logo se aprofundar nesse conteúdo!

 

Sobre o livro “Copywriting

 

Publicado em 2019, o livro “Copywriting vai te ensinar a entender o “método centenário de escrita mais cobiçado do mercado americano”.

No decorrer deste PocketBook4You, passaremos pelos 25 capítulos do livro, divididos em 5 partes que abordam desde os fundamentos até os principais elementos de um texto de copywriting.

 

Sobre o autor Paulo Maccedo

 

Paulo Maccedo é profissional de marketing e começou sua carreira como vendedor, adquirindo experiência no mercado.

Posteriormente, ele criou sua própria agência de marketing e comandou iniciativas de escrita persuasiva para grandes portais da internet brasileira.

E caso você tenha alguma dúvida sobre a capacidade de Paulo Maccedo, aqui vai um fato: contando sites, blogs, revistas e jornais, Paulo Maccedo já escreveu mais de 2000 artigos, ou seja, ele é experiente no assunto.

 

Esse livro é indicado para quem?

 

Se você trabalha com marketing de conteúdo/produtos e publicidade, e precisa entender como escrever textos persuasivos, aumentando seu poder de comunicação escrita, aumentando consequentemente as vendas da sua empresa, você veio ao lugar certo!

 

Ideias principais do livro “Copywriting

 

 

Se interessou pelo assunto? Então, vamos entender mais sobre isso!

 

Faça o Download do Resumo do Livro "Copywriting" em PDF grátis

 

Está sem tempo para ler agora? Então faça o download gratuito do PDF e leia onde e quando quiser:

 

[Resumo do Livro] Copywriting - Paulo Maccedo,PDF

 

Overview: Fundamentos

 

A escrita é uma arte milenar e sempre foi usada para diversos fins. Um desses fins é a publicidade

Tal conceito veio se desenvolvendo e no final do século XIX, quando os profissionais da propaganda começaram a perceber e entender a importância de atuar diretamente na comunicação de vendas, surge o copywriting.

Esse termo surgiu como redação publicitária, mas veio se atualizando e, atualmente, com o advento da internet e do marketing digital, o copywriting tornou-se essencial com o objetivo: oferecer um conteúdo para o cliente e conversar com ele, com o intuito de convidá-lo para a ação, conduzindo-o para uma tomada de decisão.

A partir de agora, poderemos entender os detalhes de como elaborar um texto bem estruturado que conseguirá atrair seus clientes para comprar seus produtos.

 

Overview: Antecedentes

 

Veremos agora os antecedentes que fazem parte dessa ferramenta e o que você precisa saber para escrever um texto de alta qualidade.

 

As Premissas do Copywriting

 

Antes de começar a escrever seu texto, existem algumas premissas que irão te fornecer o embasamento e as informações necessárias para dar o pontapé inicial no seu argumento de vendas.

 

Contexto

 

Sempre que você for escrever um texto, precisa entender o contexto no qual o assunto se insere, qual público irá se interessar por isso, as necessidades, preferências e qual produto pode ajudá-los a resolver esse problema.

Assim, o seu texto será redigido, levando em consideração todas as características desse contexto, tornando mais fácil a identificação do leitor com o assunto tratado.

 

Solução

 

Lembre-se de que o objetivo do copy (forma como é chamado o texto de copywriting) é guiar o leitor rumo a uma tomada de decisão e escolher a solução para o problema abordado.

 

Gancho

 

Você provavelmente já foi pego por um gancho. Seja por aquele final de capítulo da novela ou da série, que te faz retornar no dia seguinte por causa da curiosidade de saber o que vai acontecer, ou por aquela propaganda que te deixa com vontade de conhecer mais sobre o produto.

No copywriting não é diferente! Você tem um curto espaço para convencer o consumidor a ler seu texto completo, ou seja, seu copy precisa ter um gancho bem elaborado por meio de um título ou subtítulo que vai capturar as pessoas, e fazer com que elas fiquem querendo saber a resposta para o seu gancho.

 

“Você sabia que é possível curar a insônia sem remédios ou terapias caras?”

 

Promessa

 

Você já fisgou o leitor, agora precisa manter ele com você. Por isso a promessa é tão importante.

A promessa é um compromisso que você vai estabelecer com o seu leitor. Em outras palavras, você precisa mostrar para o consumidor que seu texto vai oferecer alguma resposta para ele, que está atrelada ao questionamento feito no gancho.

Ao fazer essa promessa, você demonstra segurança de que a pergunta será respondida e cabe a você entregar, no decorrer do texto, o que foi prometido.

 

Persona

 

Até agora nós falamos sobre o contexto do mercado, a sua solução, o gancho para fisgá-lo e a promessa para conquistá-lo.

Mas quem é esse leitor?

Para um texto eficaz, é crucial saber quem é o seu leitor, ou seja, saber quem é seu cliente, quais suas necessidades e principais características.

A persona é a representação do seu cliente e te ajuda a identificar o perfil das pessoas que interagem com o seu negócio. Assim, você conseguirá elaborar textos que atingirão diretamente essas pessoas.

 

Emoção

 

“Um copy sem emoção tem grandes chances de falhar”.

 

Paulo Maccedo diz essa frase logo no início do tópico sobre emoção. Mas por que a emoção é tão importante?

Para entender essa importância, replico agora o exemplo dado pelo livro que aborda clientes com insônia.

Quando alguém sofre de insônia, seu pior prejuízo é o fato de não conseguir dormir. Assim, para despertar a emoção desse leitor, seu texto deve abordar esses males que assolam os afetados pela insônia.

Além disso, Paulo Maccedo cita algumas emoções que podemos sentir e que podem ser usadas para tornar seu copy ainda melhor, por exemplo, raiva, admiração, excitação, simpatia, triunfo, nostalgia, entre outras.

 

Estrutura

 

Veja um exemplo de estrutura proposto pelo livro para uma página de vendas:

 

     1. Título;

     2. Vídeo;

     3. Call-to-Action;

     4. Aviso de opções de pagamento;

     5. Argumentos;

     6. Garantia;

     7. Outro Call-to-Action.

 

Com a estrutura correta e utilizando as melhores palavras no seu texto, as chances de conversão serão altíssimas.

Agora que entendemos as premissas, vamos analisar como podemos criar um copy com uma boa estrutura por meio do Modelo AIDA.

 

O Modelo AIDA

 

O modelo AIDA é considerado um dos maiores fundamentos de propaganda e marketing, que descreve as etapas para você conseguir atrair seu cliente e convertê-lo para a venda. Essas etapas são:

 

  • Atenção: é onde o cliente vai conhecer a marca e saber que ela existe. Isso é feito geralmente por meio de publicidade, onde seu objetivo é conquistar o interesse desse cliente;

  • Interesse: o cliente passa a se interessar pela marca e conhecer mais sobre ela, entendendo seus benefícios e como ela pode resolver seus problemas;

  • Desejo: conhecendo os detalhes da sua marca, o consumidor passa a desejar seu produto, ou seja, você conseguiu provocar a curiosidade do cliente e instigá-lo a comprar seu produto;

  • Ação: agora chegamos à etapa final e é neste ponto que o cliente toma a decisão e realiza a compra do seu produto.

 

Overview: Elementos

 

Após entender as premissas e a estrutura do texto, precisamos agora nos aprofundar em alguns elementos que o formam, como título e call-to-action.

 

O Título

 

O título, ou headline, é a primeira conexão que você terá com os leitores, por isso, causar uma boa impressão é essencial.

Para te ajudar a fazer um excelente título, o livro “Copywriting” apresenta a fórmula dos 4 U’s e alguns exemplos que irão te ajudar no processo.

 

Urgente

 

Um título urgente mostra para os leitores que existem questões reais a serem observadas e que demandam urgência na resolução:

11 artigos sobre Seis Sigma que você precisa ler!

 

Único

 

Quando um cliente tem a sensação de que está vendo algo totalmente novo e que não existe em outros lugares ele com certeza se sentirá interessado pelo produto:

 

Apple: saiba como tudo começou!

 

Útil

 

Antes de ser único ou urgente, o seu título precisa ser útil. Afinal, se seu título não for útil, o que ele vai agregar para o leitor?

Então, você deve atrair o leitor mostrando que aquilo que ele lerá realmente terá algum impacto na vida dele:

 

Como superar a procrastinação?

 

Ultra específico

 

Quanto mais específico é um conteúdo, mais útil ele é. E quanto mais útil, mais atraente ele se torna. 

Podemos ser mais específicos fornecendo mais detalhes para os leitores, por exemplo, mostrando números que trarão dados reais, detalhados e específicos sobre determinado assunto:

 

“5 segredos para manter a motivação no trabalho”

 

A Chamada para Ação

 

“Depois de ler esse PocketBook você percebeu como a leitura pode ser transformadora na nossa vida. Agora imagina ler um livro por dia? Como sua vida mudaria em um ano?

Caso ainda não conheça, o PocketBook4You é um plano de assinatura que fornece uma série de conteúdos em formato de artigo, áudio e vídeo. Além disso, no aplicativo você pode ouvir, ler e assistir onde e quando quiser!

Vá direto ao ponto nos principais aprendizados de livros que são grandes referências nas áreas de Gestão e Liderança, Marketing e Vendas, Estratégia, Empreendedorismo e muito mais!

Se você vive uma vida corrida e tem dificuldade de parar e absorver conteúdos extensos, com os PocketBooks você irá ampliar seu conhecimento de forma muito mais rápida e dinâmica. São mais de 500 resumos de livros, clique aqui para acessar todos”.

 

[Resumo do Livro] Copywriting - Paulo Maccedo,PDF

 

Sabe esse convite que eu acabei de te fazer? Ele é uma chamada para ação ou, como é normalmente chamado, call-to-action (CTA).

O principal objetivo do call-to-action é concluir o principal objetivo do seu copy: fazer seu leitor tomar uma decisão.

Um call-to-action poderoso é formado pelos seguintes tópicos:

 

  • Contexto: o CTA deve estar incluído no contexto do copy;

  • Especificidade: ser específico pode ajudar a despertar o interesse do leitor, por exemplo: “garanta aqui o seu e-book”;

  • Verbos: use verbos no imperativo (clique no link) ou no infinitivo (clicar no link) para induzir e estimular o leitor a realizar a ação;

  • Escassez: a escassez pode ser um bom recurso a ser utilizado para dar senso de urgência ao cliente e fazê-lo realizar a ação.

 

Overview: Técnicas Simples e Eficazes

 

Concluindo o estudo sobre copywriting, o livro aborda algumas táticas que podem parecer simples, mas que trazem grande retorno. 

Dessa forma, Paulo Maccedo apresenta táticas para você utilizar no seu texto, e garantir o sucesso. Para isso, separamos duas táticas para você!

 

O Uso do “Você”

 

No contexto do copywriting, conexão é essencial. E na língua portuguesa, uma das melhores formas de fazer isso é através de um pronome pessoal de tratamento: “você”.

Quando você utiliza esse termo, consegue criar essa conexão com o leitor e fazer com que a mensagem seja melhor entendida por ele.

 

Storytelling

 

“Storytelling é uma forma de arte muito antiga e uma valiosa forma de expressão humana usada de diversas maneiras”. 

 

Storytelling significa contar histórias. Nós somos movidos e conquistados por histórias bem contadas, principalmente aquelas que despertam gatilhos mentais nas pessoas.

Grandes marcas fazem uso desse artifício, como a Coca-Cola, por exemplo, que sabe contar histórias como ninguém.

 

O que outros autores dizem a respeito?

 

Sobre a importância da internet para o marketing, Seth Godin, autor do livro “This Is Marketing” explica que a internet mudou as regras do jogo. Ela é o meio de comunicação mais massivo que já foi criado, pois conecta bilhões de pessoas. 

Assim como Paulo Maccedo e suas táticas para persuadir por meio do copywriting, Ricardo Ventura, autor do livro “Como Manipular e Persuadir Milhares de Pessoas”, dá algumas dicas de gatilhos mentais que podem ser usados na persuasão.

Falando sobre “Gatilhos Mentais”, o autor Gustavo Ferreira se aprofunda mais sobre esses triggers que ativam o interesse do cliente em seu produto, para que você tenha maior sucesso em suas vendas.

 

Certo, mas como posso aplicar isso na minha vida?

 

Agora que já entendemos as premissas, táticas e boas práticas para escrever um bom copywriting e vender mais, precisamos entender como você vai aplicar isso no seu cotidiano. Para isso, fique atento aos tópicos abaixo:

 

  • Tenha mente as premissas do copywriting e saiba tudo que você precisa para escrever um texto eficiente e eficaz, que irá gerar resultados para a sua empresa;

  • Defina a estrutura do seu texto e os elementos que farão parte, como título e call-to-action;

  • Divulgue seu texto. Para isso, escolha o melhor meio que irá atingir o seu público. Você pode utilizar meios como e-mailnewsletter, anúncios, redes sociais, blog ou site.

 

Gostou desse resumo do livro “Copywriting”?

 

Gostou do texto? Deixe o seu feedback, ele é muito importante para nós continuarmos a oferecer uma produção de conteúdo cada vez melhor.

E se você quiser entender todos os detalhes do livro de Paulo Maccedo, ele está disponível para compra, basta clicar na imagem abaixo. 

 

Livro Copywriting

 

Nota:
O conteúdo apresentado acima traduz a visão e análise crítica da nossa equipe de redatores, respeitando os fundamentos de propriedade intelectual no Brasil (artigo 8, inciso I).
Nenhuma parte do livro está sendo copiada. São conteúdos únicos e exclusivos, sempre dando créditos aos autores e indicando o link para aquisição da obra completa. A PocketBook4You respeita o código de direitos autorais de acordo com o estabelecido na legislação brasileira, Lei 9.610/98.
Este conteúdo é de propriedade exclusiva da PocketBook4You e está protegido pela Lei de Direitos Autorais em seus artigos 46, I, (a) e em seu artigo 47, isso porque não se trata de reprodução e também não lhe implicam qualquer descrédito, pelo contrário, o direito moral é protegido e, como ressaltado anteriormente, o leitor recebe um link para adquirir a obra. É proibida a reprodução deste material sem a autorização da empresa.
Favoritar
Salvar
Lido
Cadastre-se gratuitamente

E receba semanalmente resumo dos maiores best sellers para ler e ouvir quando quiser!

Aprenda um novo livro a cada dia. Se inscreva na news e confira os destaques de hoje!