Gestão do Amanhã - Sandro Magaldi, José Salibi Neto

Gestão do Amanhã - Sandro Magaldi, José Salibi Neto

Veja o que você precisa saber sobre gestão, liderança e inovação, para chefiar uma organização no atual contexto de mudanças ao redor do mundo e prosperar na 4ª Revolução Industrial.

Nesse resumo do livro "Gestão do Amanhã" os autores vão te ensinar tudo o que você precisa saber sobre liderança, gestão, empreendedorismo e inovação para agir com alta performance na 4ª Revolução Industrial.

Atualmente, as transformações no meio empresarial vêm acontecendo de forma veloz, fazendo com que grande parte dos líderes não consigam observar esse processo de mudança.

Com isso, surgem muitas perguntas e reflexões sobre o nosso futuro. Será que todos estão preparados? Como liderar um negócio com tantas mudanças?

Vamos aprofundar nessa nova dinâmica para que você não morra pelo caminho.

Sobre o livro "Gestão do Amanhã"

O livro "Gestão do Amanhã" foi publicado em 2018 pelos autores Sandro Magaldi e José Salibi Neto. O principal objetivo deles é ensinar ao leitor como governar uma organização diante do cenário futuro.

O best-seller desmistifica os segredos que fizeram empresas como Netflix, Airbnb e Uber tomarem o lugar de modelos empresariais consagrados, tudo isso por saber se adaptar ao novo.

Para que ocorra a mudança para o novo contexto, somente as pessoas são responsáveis. Dessa forma, pretendem levar o leitor muito mais à ação do que à reflexão.

Sobre os autores Sandro Magaldi e José Salibi Neto

O autor José Salibi Neto é cofundador da HSM e já trabalhou com personalidades influentes como Michael Porter, Bill Clinton e Peter Drucker. Segundo seu site pessoal:

"Atualmente, Salibi atua como palestrante em eventos por todo o Brasil e dedica-se a ajudar empresas e profissionais a atingir seu potencial máximo e tomar decisões que podem determinar o futuro de seus negócios e carreiras."


O autor Sandro Magaldi é cofundador do meuSucesso. com, é considerado um "expert em conceitos de gestão estratégica de vendas no país". Além disso, atua como palestrante no Brasil e é mentor de alguns projetos.

Ambos os autores escreveram os livros: "O Que as Escolas de Negócio Não Ensinam" e "O Novo Código da Cultura".

Esse livro é indicado para quem?

O conteúdo do livro é ideal para você que deseja:

  • Alavancar os resultados de uma organização;
  • Aprender e se antecipar sobre o futuro;
  • Ter uma vida profissional ativa e eficaz.

Ideias principais do livro "Gestão do Amanhã"

Os principais pontos do livro, resumidos em algumas frases, são:

  • "O seu principal concorrente é a tecnologia";
  • "Se as organizações continuarem no mesmo modelo de negócio, o fracasso é garantido";
  • "As grandes empresas ainda não são conhecidas";
  • "O ser humano possui dificuldade em perceber e acompanhar o ritmo das mudanças tecnológicas";
  • "O modelo educacional atual não te prepara para os desafios futuros";
  • "Sua empresa necessita de ter dois motores de crescimento, o da melhoria contínua e o da inovação";
  • "Absorver o máximo de conhecimento necessário e disponibilizado".

Agora, vamos ao conteúdo!

Faça o Download do Resumo do Livro "Gestão do Amanhã" em PDF grátis

Está sem tempo para ler agora? Então faça o download gratuito do PDF e leia onde e quando quiser:

[Resumo do Livro] Gestão do Amanhã - Sandro Magaldi, José Salibi Neto, PDF

Visão histórica

Os autores inicialmente apresentam uma visão histórica sobre as mudanças na sociedade e nas empresas, focando nas mudanças da área de gestão.

Os movimentos sociais como as rupturas, inovações e invenções são capazes de mudar como se faz a estratégia e a forma como se administra as empresas. Realizar a leitura desse cenário é obrigatório para que você não fique no caminho.

"Hoje o seu principal concorrente é o movimento da tecnologia."

Além disso, o livro apresenta a linha do tempo do mundo da gestão, ressaltando os principais pensadores e produtos capazes de gerar revoluções.

"Qualquer companhia desenhada para ter sucesso no século XX está destinada a fracassar no século XXI."

Nos dias atuais, estamos vivendo uma era do encontro da tecnologia com a comunicação na web, e pode-se dizer que tiramos insights valiosos desse cruzamento; os principais são:

  • "A média da expectativa de vida de uma empresa é de 15 anos";
  • "Até 2020, ¾ das grandes empresas ainda não serão conhecidas";
  • "Os gestores, líderes e empresas possuem dificuldade em perceber as mudanças tecnológicas e a atual dinâmica".

Dessa forma, o novo cenário empresarial estabelece profundas alterações, e sabe quem se sai melhor nessa? Aquele que se adapta melhor.

Por isso, fica aqui a tarefa de casa para que as organizações se preparem para destruir o seu modelo atual, senão isso vai ser desfeito por outra empresa.

Modelo de gestão na 4ª Revolução Industrial

Sandro Magaldi e José Salibi Neto dizem que, conforme o tempo passa, nós, profissionais, é que somos os responsáveis por nosso desenvolvimento.

Além disso, eles afirmam que, para enfrentar a 4ª Revolução Industrial, é necessário construir um novo modelo para os negócios, modelo que seja diferente do tradicional. Para isso, eles sugerem que o ganho de escala seja voltado para:

  • "Aumento no número de mercados alcançados e suas interações";
  • "Aumento da demanda";
  • "Construção de comunidades".

Dessa forma, para que você consiga virar a chave do modelo atual para o modelo mais moderno, os autores recomendam que as inovações sejam feitas fora do dia a dia, em que há todos os problemas e aquela pressão pelo resultado. Para fugir desse cenário é até possível criar uma empresa exclusiva para isso.

Assim, o modelo sugerido é utilizarmos os motores 1 e 2 de crescimento. O motor 1 é responsável pelo dia a dia e pelo faturamento, fazendo com que a empresa tenha foco em sua operação atual. Já o motor 2 é o que leva a empresa a possuir foco no futuro.

Com isso, pretende-se alinhar a melhoria contínua do motor 1 com a inovação disruptiva do motor 2.

Perfil do líder na 4ª Revolução Industrial

E aí, como será que podemos fazer para executar toda essa transformação? Será que somos capacitados para isso?

Segundo "Gestão do Amanhã", a resposta é não: o modelo de educação não está preparado para essa nova era.

Os desafios são enormes; para se ter ideia, metade do conteúdo obtido no 1º ano da faculdade se torna obsoleto no 4º ano; além disso, mais de 45% das tarefas executadas por nós, hoje, vão ser automatizadas no futuro. Impressionantes esses números, não são?

Ainda de acordo com Sandro Magaldi e José Salibi Neto, a nova filosofia para enfrentar estes desafios têm de ser baseada em:

  • "Autonomia do indivíduo";
  • "Métodos de resolução de problemas";
  • "Corpo docente aliado com acadêmicos e experts de mercado";
  • "Ensinar o aluno a aprender como desaprender";
  • "Compreender que o ato de errar faz parte do processo";
  • "Estimular o conhecimento sobre tecnologias".

Se conseguirmos desenvolver escolas baseadas nesse novo modelo, teremos líderes preparados para serem os principais condutores dessa revolução.

Mas enquanto isso não acontece, e para que você consiga se desenvolver, se tornar esse líder e ser responsável pelas mudanças, os autores listaram as competências necessárias para executar essa transformação; são elas:

  • Criador do futuro: é indispensável que você como líder direcione seus esforços para o crescimento, com foco nos dois motores apresentados. Mas cuidado, pois você deve estar pensando em gerar iniciativas apenas para o motor 2, mas lembre-se que o motor 1 é responsável pelo resultado atual;
  • Pense Bold: o pensamento bold é o pensamento exponencial. Assim, você tem que ser o responsável por ampliar constantemente o conhecimento;
  • Propósito transformador massivo: esse propósito tem de ser único, não pode ser estreito ou orientado a algo específico, tem de ser destinado ao coração e à mente, a fim de inspirar todos. Além disso, a visão do propósito tem que ser integrada ao conjunto da organização;
  • Tomador de riscos: o risco tem de ser entendido como parte da evolução do seu projeto; leve em consideração que não existe uma empresa formada, todas elas estão em estágio de formação e expostas a esse cenário;
  • Entender a lei de Moore, plataformas e novas tecnologias: a tecnologia cresce muito mais rápido do que a nossa capacidade de entendê-la. Em breve, os autores acreditam que vai ser necessário que todos os líderes tenham conhecimento sobre programação.

"Ninguém está criando algo novo, estão reinventando negócios antigos".

Quem não dominar esse conhecimento vai ser extinguido, principalmente no momento atual, em que o período de obsolescência está cada vez menor;

Os dispositivos eletrônicos e a tecnologia permitem harmonizar a empresa com a visão do cliente, atendendo seus desejos e possibilitando novos negócios;

  • Capacidade de fazer grandes perguntas: como o mundo atual é imprevisível, temos respostas imprevisíveis. Dessa forma, a grande pergunta que deve ser feita tem que ser ambiciosa e capaz de despertar a mudança.

Os autores dizem que a pergunta mais famosa no mundo dos negócios é: "Qual é o seu negócio?";

  • Conexão: na 4ª Revolução Industrial é exigido o conhecimento em diversas áreas, e um líder deve conectar todos os pontos, e ser uma esponja para absorver o máximo de conhecimento.

Todas essas competências e habilidades, bem alinhadas com o equilíbrio emocional, são capazes de obter excelentes resultados nessa transformação.

O que outros autores dizem a respeito?

No recomendado "Everybody Matters", os autores mostram como os verdadeiros líderes devem continuamente estudar para se desenvolver e desenvolver aqueles ao seu redor, para que se tornem também excelentes líderes que acreditam e valorizam as pessoas..

No livro "Sonho Grande", Cristiane Correa complementa a ideia do planejamento estratégico pessoal e ressalta a importância de manter um processo de melhoria contínua para alcançar seus objetivos.

Na obra "Seja Disruptivo!", Jay Samit diz que ideias inovadoras têm o poder de transformar o mundo e causar disrupção no sistema. Para que você desencadeie um perfil disruptivo, é necessário que você planeje seus objetivos e seja suscetível a mudanças tanto internas quanto externas.

Certo, mas como posso aplicar isso na minha vida?

Como mudar a cultura da empresa?

A primeira mudança é a alteração do mindset! Para isso, pode-se trazer novas mentes para as empresas. Além disso, foque em:

  • Negócios enxutos, sem gastos extras;
  • Não estudar sobre negócios, mas sim sobre tecnologia e inovações;
  • Nas tendências e não nas pendências.

Pode-se dizer que o empreendedor do futuro é aquele que consegue enxergar o que vai acontecer, o que não é uma tarefa nada fácil. Portanto, não se acomode, e não seja aquela pessoa que faz igual a todo mundo e concorda com tudo.

O livro "Gestão do Amanhã" mostra organizações que viviam na idealização há cinco ou dez anos, e hoje geram grande valor e são algumas das maiores do mundo. Os exemplos são a Netflix, a Uber e a Airbnb. Portanto, a chance de construir algo com alto crescimento e influência é agora.

Acreditamos que ao longo desse resumo você foi provocado a colocar a sua ideia em prática. E para isso, a dica é que execute e teste novos modelos. Não deixe se levar pelos erros, riscos e acertos, apenas faça e faça. Não há tempo a perder!

Boa sorte em sua transformação!

Gostou desse resumo do livro "Gestão do Amanhã"?

O que você achou deste resumo? Deixe um feedback para que possamos sempre melhorar nosso conteúdo!

Caso você tenha se interessado pelo assunto e tenha o desejo de se aprofundar nesse conhecimento, basta clicar na imagem abaixo para adquirir o livro!

Livro Gestão do Amanhã

Adicionar aos favoritos
Ler mais tarde
Marcar como lido
Create Account
Cadastre-se gratuitamente

E receba semanalmente resumo dos maiores best sellers para ler e ouvir quando quiser!