Dar e Receber - Adam Grant

Veja a importância das interações profissionais para a construção dos relacionamentos interpessoais e crie mudanças sustentáveis no seu ambiente de trabalho.

Favoritar
Salvar
Lido

Na visão do escritor e pesquisador Adam Grant, existem três tipos de pessoas: as doadoras, as tomadoras e as compensadoras. Em sua obra best-seller “Dar e Receber”, o autor explica essas três interações profissionais e o motivo pelo qual uns se tornam bem-sucedidos e outros não.

Segundo ele, ao longo de suas pesquisas, o ambiente de trabalho tem se tornado cada vez mais cheio de pessoas que não estão dispostas a ajudar aos outros sem uma recompensa em mente. Isso pode ser prejudicial para as relações e para os resultados das empresas. Ao mesmo tempo, pessoas que nunca se defendem dos interesses alheios saem prejudicadas e apresentam uma comunicação pouco assertiva.

Que tipo de pessoa você é? Qual tipo você acredita que são os mais bem-sucedidos na vida e no trabalho? Descubra através da leitura deste resumo! 

 

Sobre o livro “Dar e Receber”

 

“Dar e Receber”, do original “Give And Take”, foi escrito por Adam Grant e publicado no Brasil em 2014 pela editora Sextante. A obra é composta por 288 páginas e nove capítulos.

Grant revela que os indivíduos que alcançaram maior sucesso, independentemente da área, não são os mais egoístas e implacáveis, mostrando a importância de se pensar no outro.

Este livro é um de seus maiores trabalhos, emplacando a lista dos mais vendidos do New York Times.

 

Sobre o autor Adam Grant

 

Adam Grant, norte-americano nascido em 1981, é reconhecido como um dos dez pensadores de gestão mais influentes do mundo pela revista Fortune. Ele foi o professor mais bem avaliado da Wharton School, uma das melhores escolas de administração do mundo, por sete anos consecutivos.

Grant atua como psicólogo organizacional e pesquisa sobre generosidade e motivação no trabalho. Seu Ted Talk "Are you a giver or a taker?" conta com mais de 8 milhões de visualizações.

Adam Grant é autor de três livros best-sellers do New York Times, que venderam mais de um milhão de cópias e foram traduzidos para 35 idiomas, dentre eles “Originais” e Pense de Novo.

 

Esse livro é indicado para quem?

 

Segundo Robert Sutton:

 

 “Este livro tem implicações profundas na maneira como gerenciamos nossa carreira, lidamos com amigos e familiares, criamos filhos e concebemos nossas instituições.”

 

No mundo profissional, a leitura da obra “Dar e Receber” é totalmente recomendável para o espectro que vai de funcionários até líderes e diretores. O caminho para o sucesso, em sua essência, está atrelado às relações intra e interpessoais.

 

Ideias principais do livro “Dar e Receber”

 

  • Você pode ser um doador, um tomador ou um compensador;
  • Os doadores ocupam o topo da escala do sucesso, assim como a base. Em outras palavras, as pessoas mais bem sucedidas são doadoras, assim como as mais fracassadas;
  • O meio da escala do sucesso está repleto de tomadores e compensadores;
  • Você enriquecerá sua vida, seu trabalho e sua comunidade ao se tornar um doador;
  • Os doadores estimulam a criatividade e a excelência nas pessoas que estão próximas a eles;
  • Você ficará esgotado se pensar apenas nos interesses dos outros;
  • Pondere como está gastando seu tempo e sua energia.

 

Faça o Download do Resumo do Livro "Dar e Receber" em PDF grátis

 

Está sem tempo para ler agora? Então faça o download gratuito do PDF e leia onde e quando quiser:

 

[Resumo do Livro] Dar e Receber - Adam Grant, PDF

 

Doadores, tomadores e compensadores

 

O autor Adam Grant apresenta em seu livro três tipos de pessoas: os doadores (givers), os tomadores (takers) e os compensadores (matchers).

Ele afirma em seu livro "Dar e Receber" que:

 

 “Os tomadores ajudam os outros de maneira estratégica, de forma que os benefícios para si próprios superem os custos pessoais.

 

As pessoas tomadoras são aquelas que buscam aproveitar o máximo possível dos outros, sem se importar se isso vai ser benéfico para alguém além delas mesmas.

Já os doadores pensam de outra forma. Eles agem “quando os benefícios para os destinatários superam os custos pessoais”.

Os compensadores agem com base no equilíbrio entre dar e receber; eles ajudam os outros esperando algo em troca. Adam diz que esses são os mais comuns no âmbito profissional.

Para esclarecer um pouco mais sobre como funciona cada um desses três estilos, vamos ver na prática como eles se comportam.

Vamos supor que você trabalha em uma transportadora e está levando uma entrega para a Senhora Sandra. Infelizmente, os dados estão errados e você levou a encomenda para o Senhor Carlos.

Nesse caso, se o Sr. Carlos for um doador, ele o ajudará a encontrar o endereço correto da Sr.ᵃ Sandra. Agora, caso o Sr. Carlos seja um tomador ou um compensador, ele não fará nada para ajudá-lo, pois não receberá nada em troca.

 

Networking

 

Como é de se esperar, cada um dos três tipos constrói sua rede de relacionamento, conhecida também como networking, de maneiras diferentes.

Começando com os compensadores, eles focam no benefício imediato em todas as trocas. O networking deles é construído com base na reciprocidade. Portanto, um compensador esperará que o pedido venha acompanhado de uma doação.

Normalmente, os tomadores se relacionam ativamente. Todavia, eles se reservam para as pessoas mais influentes e poderosas, perseguindo claramente objetivos egoístas. Ao se desfazerem de outras pessoas, suas redes de relacionamentos vão definhando com o tempo.

Por outro lado, enfim, temos o doador que usa o networking para dar mais do que receber. Ou seja, os doadores são pessoas altruístas. Eles sabem que a gentileza tem o poder de criar relações sólidas e duradouras.

Em 2011, a revista Fortune procurou identificar o melhor networker dos Estados Unidos. O nome dele é Adam Forrest Rifkin. O autor Adam Grant revela que:

 

 “Rifkin tinha mais conexões no LinkedIn com as 640 pessoas mais poderosas das listas da Fortune que qualquer outro ser humano.

 

Ele explica em sua obra "Dar e Receber" que Rifkin construiu sua rede lentamente, através de pequenos gestos durante muitos anos, sem esperar nada em troca. 

 

A arte de preservar a motivação

 

Talvez não hoje, talvez não amanhã, mas se você continuar doando, algum dia você irá ganhar. Entretanto, um doador deve se esforçar sempre para se manter energizado, pois até o maior deles pode se esgotar.

Para eles, segundo o autor Adam Grant, é gratificante e motivador ver o impacto de sua ação que ajudou o próximo. Alguns chegam a se frustrar quando não visualizam claramente a sua doação.

Então, caso seja um doador, cabe a você encontrar uma forma de ver a mudança que você gera, de maneira frequente. Assim, não terá problemas em manter suas energias recarregadas para que possa doar independente do tempo.

Outra diferença entre os doadores bem sucedidos e os mal sucedidos é que os bem sucedidos se preocupam com seus próprios interesses da mesma forma que se preocupam com os interesses dos outros.

Logo, é necessário um pouco de egoísmo para que não deixe os tomadores lhe explorarem. Se você se permitir ser explorado, ficará exausto, sem energias, tornando-se, assim, um doador mal sucedido.

O doador precisa se adequar e se defender dos tomadores. Para isso, os doadores podem se tornar compensadores diante dos tomadores, ou seja, fazer com que os tomadores doem para que possam receber.

Conforme explicado em "Dar e Receber", o nosso “estilo” não é fixo. Nós mudamos constantemente, mesmo que não percebamos. Dito isto, não importa em qual estilo você se encontra hoje, nunca é tarde demais para mudar.

 

O que os outros autores dizem a respeito?

 

Robert Cialdini, em seu livro “As Armas da Persuasão”, através de seus estudos, demonstrou que a maioria das pessoas têm um forte sentimento relacionado à retribuição. Ou seja, elas tendem a oferecer de volta, de forma equivalente, quando possível, o que alguém lhe deu previamente.

O livro "Anything You Want", de Derek Sivers, conta a história do autor e da fundação da CD Baby, focando sempre na importância de ajudar os outros e no retorno imediato que isso pode dar. 

Por fim, na obra “Desperte seu Gigante Interior”, de Tony Robbins, há também grandes lições sobre mudança de vida que, segundo o autor, dependem apenas da decisão inicial de mudar. Sendo assim, o livro traça lições sobre autodomínio e explica como essas lições podem ajudá-lo a alcançar seus objetivos pessoais.

 

Certo, mas como posso aplicar isso na minha vida?

 

A obra "Dar e Receber" possui uma seção chamada “ações de impacto”. O autor Adam Grant extraiu tais ações de alguns dos doadores mais bem sucedidos, sendo elas:

 

  • Teste seu quociente de doação (QD)”. O autor desenvolveu ferramentas que lhe ajudam a determinar qual o seu estilo (doador, tomador e compensador). Basta acessar o site do autor e fazer uma avaliação;
  • Promova os Anéis de Reciprocidade”. Reúna um grupo de pessoas, pelo menos uma vez por semana, com o propósito de pedir dicas e ajudas; 
  • Ajude os outros a encontrarem atividades que estejam de acordo com suas habilidades e interesses;
  • Espalhe mensagens de solidariedade”;
  • Se alguém pedir um favor a você que tome cinco minutos ou menos do seu tempo para satisfazê-lo, faça. Afinal, foi assim que Adam Rifkin foi reconhecido como o melhor networker, em 2011, pela Fortune;
  • Fale menos e ouça mais: segundo Grant: “quase sempre é possível exercer um impacto maior quando se sabe o que perguntar, em vez de o que dizer”.

 

Para finalizar, segue uma citação do autor Adam Grant que você deve levar para a vida: 

 

Ajude com generosidade sem pensar na retribuição; mas também peça com frequência, sempre que precisar.”

 

Gostou desse resumo do livro "Dar e Receber"?

 

Esperamos que você tenha gostado do nosso resumo e consiga aplicar os conselhos do autor, Adam Grant, em sua vida. Deixe sua opinião nos comentários, pois seu feedback é muito importante para nós.

Ficou interessado e quer se aprofundar mais no assunto? Aproveite e adquira já a edição completa do livro, clicando na imagem abaixo:

 

Livro "Dar e Receber"

 

Nota:
O conteúdo apresentado acima traduz a visão e análise crítica da nossa equipe de redatores, respeitando os fundamentos de propriedade intelectual no Brasil (artigo 8, inciso I).
Nenhuma parte do livro está sendo copiada. São conteúdos únicos e exclusivos, sempre dando créditos aos autores e indicando o link para aquisição da obra completa. A PocketBook4You respeita o código de direitos autorais de acordo com o estabelecido na legislação brasileira, Lei 9.610/98.
Este conteúdo é de propriedade exclusiva da PocketBook4You e está protegido pela Lei de Direitos Autorais em seus artigos 46, I, (a) e em seu artigo 47, isso porque não se trata de reprodução e também não lhe implicam qualquer descrédito, pelo contrário, o direito moral é protegido e, como ressaltado anteriormente, o leitor recebe um link para adquirir a obra. É proibida a reprodução deste material sem a autorização da empresa.
Favoritar
Salvar
Lido
Cadastre-se gratuitamente

E receba semanalmente resumo dos maiores best sellers para ler e ouvir quando quiser!

Aprenda um novo livro a cada dia. Se inscreva na news e confira os destaques de hoje!