E se Harry Potter Dirigisse a General Electric? - Tom Morris

E se Harry Potter Dirigisse a General Electric? - Tom Morris

Já pensou como seria Harry Potter liderando uma equipe em uma grande empresa trouxa? Leia este resumo e aprenda a aplicar os ensinamentos mágicos no mundo dos negócios.

Se você pudesse estudar em Hogwarts School of Witchcraft and Wizardry com Harry Potter e aprender as melhores técnicas de liderança com o aclamado diretor Alvo Dumbledore, quais competências seriam as mais importantes na sua opinião?

Ética e coragem são algumas das principais habilidades que Harry Potter aprendeu com o seu tutor em Hogwarts. Esses ensinamentos são fundamentais para vencer desafios no mundo mágico ou real.

A General Electric é uma empresa reconhecida em todo o mundo, e o seu ex-CEO Jack Welch, foi eleito o maior Gestor do Século pela revista Fortune, tendo exercido o cargo por mais de 20 anos.

Se você é um líder ou quer se tornar um, leia esse resumo e veja como ensinamentos mágicos podem transformar a gestão da sua equipe.

O livro “E se Harry Potter Dirigisse a General Electric?"

Lançado no Brasil no ano de 2006, o livro “E se Harry Potter Dirigisse a General Electric”, que tem como título original em inglês “If Harry Potter Ran General Electric?”, reflete sobre quais são as principais características que fazem dos bruxos dessa ficção, grandes exemplos de líderes.

No decorrer da obra, o autor discorre sobre coragem, ética, responsabilidade, respeito, amizade entre outras virtudes importantes para pessoas que assumem cargos de liderança.

Com 286 páginas e 7 capítulos, que sempre fazem referência aos livros da série, Tom Morris nos leva a acreditar que há mais do que entretenimento nos livros de Harry Potter.

Quem é Tom Morris?

Tom Morris é um filósofo americano, fundador do Morris Institute for Human Values, professor de filosofia nas Universidades de Notre Dame e Indiana, e já publicou muitos livros, dentre eles "E se Harry Potter Dirigisse a General Electric?", "E se Aristóteles Dirigisse a General Motors?" e “Philosophy for Dummies”.

Morris defende que a filosofia precisa ser amplamente acessível e busca apresentá-la para profissionais de todas as áreas, introduzindo as ideias dos grandes pensadores no mundo dos negócios.

Por que ler “E se Harry Potter Dirigisse a General Electric?"

Você ainda tem dúvidas que um livro de fantasia, voltado ao entretenimento, poderia ensinar tanto sobre liderança? Ao longo da jornada de Harry, ele demonstra diversas competências que fariam dele um ótimo gestor em uma grande empresa.

Esse livro é para você que está buscando maneiras inovadoras e humanizadas de gerir e motivar a sua equipe para ser reconhecido como um grande líder.

Principais ensinamentos do livro “E se Harry Potter Dirigisse a General Electric?"

  • Saber controlar as suas emoções é fundamental para ser um bom líder;
  • Ser ético não é o mesmo que seguir regras;
  • Liderança é um papel interpessoal e relacional;
  • Pense mais sobre como não desmotivar a sua equipe do que como motivá-la;
  • Sonhar é bom, mas realizar é melhor;
  • Líderes devem ser guiados principalmente pelo amor.

Quais são as habilidades de liderança ensinadas por Alvo Dumbledore?

Para Tom Morris, o diretor de Hogwarts é um grande pensador e líder exemplar. A forma como Dumbledore ensina Harry Potter sobre a vida, podem ajudar a aprendermos muitas lições sobre liderança.

Cada membro da equipe precisa ser muito bem escolhido! Encontre pessoas com caráter forte para o seu time, que façam as melhores escolhas e sejam confiáveis. Não adianta apenas ser inteligente porque a vida é um processo dinâmico, estamos sempre caminhando para ser o que somos capazes de ser.

Para o autor, o diretor de Hogwarts seguiria a mesma linha de pensamento do filósofo Aristóteles e utilizaria como base sua lista de 10 virtudes:

  1. Coragem;
  2. Temperança;
  3. Generosidade;
  4. Magnificência;
  5. Orgulho;
  6. Bom temperamento;
  7. Simpatia;
  8. Honestidade;
  9. Espirituosidade;
  10. Justiça.

Quais são os pilares da liderança?

Na vida e nos negócios, os principais pilares são a verdade, a confiança e a gentileza. Bons líderes exercem o seu papel pautados nesses princípios.

O autor explica que existe o momento certo para acreditar, depositando a sua confiança no outro, e o momento para duvidar. Um bom líder não espera que seu liderado não cometa erros, mas que saiba ser um aprendiz.

O que é preciso para ser um grande líder?

Para ser um grande líder é necessário, antes de tudo, ser uma boa pessoa. Ao longo do livro, Tom Morris fala sobre as virtudes de um líder de sucesso e ressalta que não é possível ser um bom líder sem desenvolver aspectos como ética, respeito, coragem e gentileza.

Além disso, o autor afirma que é importante também manter as suas emoções sob controle, não deixando que elas dominem as suas ações. Faça disso um hábito e divirta-se em tudo o que fizer no seu dia a dia, assim como Dumbledore.

O que é mais importante na liderança?

Aprendemos com Harry Potter, a cada página das suas histórias, o quanto a coragem é uma virtude e Jack Welch, lendário CEO da GE, acreditava que um grande líder usa de coragem para tomar decisões impopulares.

Tom Morris explica que não importa o quão assustados podemos estar, temos que enfrentar aquilo que nos amedronta. Ser corajoso não é a ausência do medo, mas estar determinado a enfrentar e fazer o que é certo, mesmo com medo.

Como ser corajoso como Harry Potter?

“Uma pessoa corajosa percebe o perigo, leva-o muito a sério e entende quando estão em jogo valores importantes que exigem enfrentar esse perigo.”

Tom Morris nos ensina que há cinco estratégias usadas por Harry e pelos grandes líderes para se ter coragem, são os 5 passos de Harry Potter para a coragem:

  1. Prepare-se para o desafio; 
  2. Tenha uma rede de apoio; 
  3. Alimente uma conversa interna positiva; 
  4. Concentre-se no que está em jogo; 
  5. Tome a ação apropriada.

Ser corajoso também exige autoconfiança. O autor explica que, ao não acreditarmos em nós mesmos, abafamos os nossos talentos já que ficar em nossa zona de conforto e correr riscos nos impede de elevar o nosso potencial. A dica para criar autoconfiança é estar cercado de pessoas autoconfiantes que te apoiam.

Como ser um líder ético?

Ser ético não significa ficar longe de problemas, mas ter relacionamentos, amizades, comunidades, famílias e empresas fortes.

Harry Potter é considerado um líder pelos colegas e professores em Hogwarts, não apenas pelas suas habilidades, mas porque sabem que podem confiar nele.

Para ser um líder ético, seja honesto com você e com os outros. Tenha autodisciplina, a ética não é sobre o que não se pode fazer, mas sobre ter um caráter forte.

A regra de ouro 

Existe uma pergunta que sempre pode ser feita quando temos dúvidas sobre uma atitude ser ou não ética: “Estou tratando todos os envolvidos como eu gostaria de ser tratado?”.

Essa é a regra de ouro, se a resposta for não, então não faça. O autor acredita que, se o Harry Potter adulto dirigisse a General Electric, provavelmente a preocupação com a ética estaria sempre no centro das decisões.

“Bons líderes tratam os outros da maneira que gostariam de ser tratados.”

Qual a importância da honestidade na liderança?

Durante os livros de Harry Potter, a mentira está presente de muitas maneiras, não somente com o vilão Voldemort e seus seguidores, mas até mesmo com o próprio Harry. Tom Morris explica que existem 8 tipos de mentiras:

  1. Mentiras com intenções maliciosas;
  2. Mentiras para proteger um culpado;
  3. Mentiras de auto engrandecimento;
  4. Mentiras por conveniência;
  5. Mentiras para ajudar um amigo;
  6. Mentiras de legítima defesa;
  7. Mentiras para promover uma causa nobre e lutar contra o mal;
  8. Mentiras para proteger inocentes.

Mentir não é algo bom porque nenhuma organização pode existir sem verdade, honestidade e confiança. No entanto, existem casos em que uma mentira é necessária.

Os bons líderes são guiados pelo senso do que é melhor para a comunidade e para a sua organização.

Como liderar e ter muitos resultados?

Para Tom Morris, uma boa estratégia leva ao sucesso, os melhores líderes criam resultados genuinamente maravilhosos nas suas organizações e tem um impacto positivo na vida das pessoas que eles lideram.

Se você busca resultados, tome a iniciativa de fazer o que precisa ser feito. Harry Potter é um exemplo, ninguém deu a ele um título de liderança oficial, mas quando seus colegas precisaram se proteger contra Voldemort, pediram que ele os ensinasse como.

Harry e Dumbledore são vistos como bons líderes porque os outros conhecem os que eles já realizaram.

Como motivar a minha equipe?

A liderança de Harry e Dumbledore acontece principalmente pelo exemplo. Ao abordar o tema motivação, Tom Morris cita o autor Jim Collins, que enfatiza a importância de se ter a pessoa certa no lugar certo, dessa maneira não é preciso se preocupar com motivação.

O autor acredita que a melhor maneira de gerenciar uma equipe é não desmotivá-la, a pessoa certa será automotivada.

“A alquimia de uma boa liderança transforma pessoas comuns em extraordinárias. Ela prepara as pessoas para serem o seu melhor e fazerem o seu melhor.”

O que faz um gestor de equipe sábio?

A verdadeira sabedoria é ter uma boa visão sobre a vida. É preciso um pouquinho de sorte, mas principalmente saber se preparar para os desafios.

Quando algo inesperado surge, é preciso pensar para além do que está acontecendo. Foque no lugar onde você está e para onde quer ir e analise todos os ângulos possíveis.

Um bom exemplo é quando Harry Potter passou pelo Torneio Tribruxo. Após o susto, ele pensou com clareza, usou a lógica e agiu, o autor afirma que não há nada mais mágico do que isso.

Sempre existe a benção e o desafio

Ao analisar a jornada de Harry Potter, Tom Morris percebeu que ele era uma pessoa abençoada, mas também amaldiçoada em certos pontos. Ao gerir uma equipe, o líder passa pelas mesmas dificuldades.

Assim como Harry, todos nós temos momentos de alegrias e vitórias, mas também de frustração, tristeza e ansiedade.

Saiba em quem confiar

Tom Morris usa o exemplo de Gina Weasley, no segundo livro da série, para alertar sobre saber muito bem em quem confiar. Para ser um bom líder é preciso ter bons amigos.

Harry Potter não teria sobrevivido ao seu primeiro ano em Hogwarts se não fosse pelos seus melhores amigos, Rony e Hermione.

É possível ser um líder feliz?

Todos nós temos desejos, é a partir do desejo que criamos os nossos objetivos, e nenhum ser humano pode viver sem objetivos. O autor acredita que felicidade é a combinação da satisfação com diversão.

O segredo para ser feliz é o equilíbrio entre ser e fazer, e sempre ter alguém com quem contar.

O sucesso acontece quando se age com amor

Jeff Immelt, que foi CEO da General Electric por 16 anos, propôs que o caminho para uma boa empresa é se preocupar com o outro. O que as pessoas precisam? O que podemos fazer para melhorar a vida dos outros, como transformar o planeta em um lugar melhor?

Quando realizamos o trabalho com amor, essas perguntas se tornam a mais importante, guie-se pelo amor.

A grande diferença entre Harry Potter e Voldemort, assim como seus seguidores, era que o amor fazia parte de quem ele era e guiava as suas decisões.

Mais livros sobre liderança

No livro “Liderança” de Daniel Goleman, é possível aprender sobre a importância da inteligência emocional para as pessoas que assumem cargos de liderança e explica como desenvolver essa soft skill.

Em “O Livro das Poderosas”, a empresária e cantora Anitta ensina como criar uma estratégia para alcançar o sucesso com o seu negócio. No livro, vemos que a criatividade e a habilidade de se reinventar é uma das técnicas que um líder precisa ter em sua manga.

A obra “A Coragem Para Liderar” de Brené Brown é uma excelente leitura para auxiliar você, caro leitor, a entender e usar a vulnerabilidade como uma ferramenta de gestão de pessoas, e para ser um líder emocionalmente inteligente e corajoso.

Certo, então como desenvolver a liderança a partir dos ensinamentos do livro?

  • Seja honesto com você e com os outros;
  • Não finja ser perfeito;
  • Tome cuidado com quem você confia;
  • Pratique a coragem e a autoconfiança;
  • Faça o que é certo e não o que é fácil;
  • Pense no que os outros precisam.

Avalie o resumo de “E se Harry Potter Dirigisse a General Electric?"

Gostou das reflexões e aprendizados que podemos obter com a história do bruxinho mais famoso do mundo? Então avalie esse resumo.

Deixe um comentário e nos conte a sua experiência com esse conteúdo. Sua opinião é essencial para continuarmos produzindo os seus resumos favoritos.

Com a assinatura Premium, você tem acesso aos áudios completos de todos os nossos resumos. Caso você decida ler a obra completa, com todos os detalhes da análise da jornada de Harry Potter, é só clicar na imagem abaixo para comprar:

E se Harry Potter Dirigisse a General Electric? - Tom Morris

Adicionar aos favoritos
Ler mais tarde
Marcar como lido
Create Account
Cadastre-se gratuitamente

E receba semanalmente resumo dos maiores best sellers para ler e ouvir quando quiser!