Inspirado - Marty Cagan

Inspirado - Marty Cagan

Descubra como desenvolver produtos inovadores e tecnológicos de sucesso, aprendendo como otimizar e aprimorar equipes, serviços e processos.

Você já se perguntou de que maneira e por quê certos produtos fazem sucesso? Como algumas marcas ganham tanta predominância de mercado, mesmo possuindo tantos concorrentes? Ou, ainda mais, porque muitos produtos e serviços fantásticos não recebem o reconhecimento e receptividade que deveriam?

As respostas para todas essas perguntas são encontradas na gestão de produtos (ou a falta dela), área responsável pelo desenvolvimento de produtos desde a idealização inicial até o pós-venda. No resumo do livro do autor Marty Cagan, "Inspirado", veremos que não há receita para produzir um produto bem sucedido.

Apesar disso, Cagan promete oferecer alternativas para criar uma cultura para desenvolver projetos tecnológicos exitosos, tratando do conjunto de descobertas e técnicas para que as melhores ferramentas possam ser utilizadas em cada problema específico a ser enfrentado.

Está curioso para descobrir os ensinamentos de Marty e aplicá-los nos seus projetos, elevando o seu nível de competência, produtividade, qualidade e gestão? Você descobrirá que não é necessário grandes estratégias para colocá-los em prática, apenas estar empenhado e aberto a mudanças!

Sobre o livro "Inspirado"

O livro "Inspirado: Como Desenvolver Produtos de Tecnologia que as Pessoas Amam" foi publicado no Brasil em janeiro de 2021, pelo autor Marty Cagan. Possui 368 páginas e é a sua segunda versão, que foca nos desafios de empresas tecnológicas em estágio de crescimento e na qualidade de seus produtos.

A obra é dividida em 5 partes, que tratam desde lições das principais empresas de tecnologia, até como desenvolver pessoas, produtos, processos e cultura organizacional corretas.

Sobre o autor Marty Cagan

Marty Cagan desempenhou e gerenciou, em grandes organizações, funções de engenharia, gestão, testes e marketing de produtos, design de experiência do usuário e diversos outros cargos como gestor.

O autor trabalhou como executivo desenvolvedor para grandes empresas tecnológicas, como Hewlett-Packard (HP), Netscape Communications e eBay. Também fundou o Silicon Valley Product Group, com o intuito de aprofundar e compartilhar seus conhecimentos no desenvolvimento de produtos de sucesso.

Esse livro é indicado para quem?

A obra "Inspirado", de Marty Cagan, é indicada para gerentes de produtos ou aspirantes, principalmente àqueles no ramo da tecnologia. Também é recomendado para integrantes de equipes de desenvolvimento, como os responsáveis por marketing, vendas, design, engenharia e experiência do usuário.

Ideias principais do livro "Inspirado"

  • Muitas ideias ruins e falhas surgirão até que a ideal seja implementada e gere valor de negócio;
  • O sucesso de um produto depende de muitas variáveis além da própria qualidade do produto;
  • Não importa o quão boa é a sua equipe de desenvolvimento se não for dado a eles algo que valha a pena desenvolver;
  • Um grande produto é fruto da combinação de tecnologia e design para resolver problemas reais dos clientes de uma forma que satisfaça as necessidades do negócio;
  • Investir em experiência do usuário, design, marketing, e atendimento ao cliente é tão importante quanto na pesquisa e desenvolvimento de um produto.

Faça o Download do Resumo do Livro "Inspirado" em PDF grátis

Está sem tempo para ler agora? Então faça o download gratuito do PDF e leia onde e quando quiser:

[Resumo do Livro] Inspirado - Marty Cagan, PDF

Lições das Principais Empresas de Tecnologia

Segundo Marty Cagan, há uma grande diferença entre a maneira com que as melhores empresas produzem produtos e a forma como a maioria das empresas o fazem. E, por trás dos maiores êxitos, sempre existem responsáveis por realizar as combinações necessárias para atender às necessidades dos clientes e do negócio.

O autor utiliza lições aprendidas com grandes empresas da tecnologia, destacando que as coisas mais importantes são:

  1. Possuir um propósito bem definido;
  2. Ter um produto que valha a pena desenvolver: que solucione um problema, gere valor e seja utilizável pelo cliente;
  3. Ter uma equipe de desenvolvimento de qualidade, unificada e bem liderada;
  4. Possuir processos adequados para o desenvolvimento dos produtos.

Serviços e Produtos Movidos à Tecnologia

O foco da obra está nos desafios encontrados durante a criação e implementação de serviços e experiências tecnológicos, o autor cita os principais serviços e empresas que se destacam na maneira como entregam seus produtos, tais como:

  1. E-commerce ou marketplaces, como Airbnb, Etsy ou Netflix;
  2. Mídias sociais, como Facebook, Twitter ou Linkedin;
  3. Serviços para empresas, como Salesforce. com, Workday ou Workiva;
  4. Aparelhos para consumidores, como Apple, Sonos ou Tesla;
  5. Aplicativos móveis, como Uber, Instagram ou Audible.

O Desenvolvimento de Produtos em Diferentes Níveis

Segundo Marty Cagan, a maneira com que produtos são desenvolvidos deve ser adequada às diferentes circunstâncias de cada empresa, levando em consideração fatores como o tamanho das equipes, recursos disponíveis, presença de oferta e demanda, sua condição no mercado, os objetivos atuais e futuros, etc.

Por isso, o autor listou as empresas em três níveis: as startups, empresas em estágio de crescimento e as consolidadas, tratando das peculiaridades de cada uma individualmente.

Startups

Cagan define startups como novas empresas de produtos que ainda precisam conquistar um encaixe do produto com o mercado. Isso quer dizer que, neste momento, a empresa precisa desenvolver algo que torne o negócio viável, comprovando aos novos clientes que o produto pode solucionar sua dor.

Sendo assim, o maior foco das startups está, necessariamente, no produto em si. Nestes casos, geralmente o gerente de produtos é um dos fundadores, e, considerando a comum limitação financeira, a sua maior missão é realizar a conexão do produto com o mercado antes que o dinheiro acabe.

Empresas em Estágio de Crescimento

Já as empresas em estágio de crescimento necessitam lidar com a crescente demanda de serviços e a ampliação da estrutura e do negócio principal, necessitando contratar e gerenciar mais pessoas, manter a qualidade de seus produtos atuais e, além disso, desenvolver novos produtos e serviços adjacentes.

Neste caso, pode haver desalinhamento entre algumas áreas, quando subdivididas. Também pode ser um grande desafio para os líderes, que necessitam adaptar seus mecanismos e comportamentos de liderança, pois, o que funcionava para uma empresa pequena, certamente não funcionará para uma em ascensão.

Empresas Consolidadas

Por fim, as empresas consolidadas enfrentam desafios diferentes em relação aos seus produtos, o principal deles é garantir uma inovação constante dos seus produtos, o que pode ser feito gerando novo valor aos clientes e aos negócios.

É necessário ajustar e otimizar produtos já existentes e, ao mesmo tempo, desenvolver serviços novos. Nesta fase, muitas empresas gigantes acabam perdendo a sua potência. Isso acontece pois elas acabaram focadas em produtos que um dia alavancaram a sua marca e deixaram de inovar.

Verdades Inconvenientes Sobre o Desenvolvimento de Produtos

O autor de "Inspirado" traz em sua obra dois fatos que ele nomeia como "verdades inconvenientes", das quais as equipes de desenvolvimento de produtos não podem evitar, mas sim, aprender a lidar com elas.

A primeira, refere-se à relação de quantidade de ideias propostas com aquelas que são exitosas. Segundo Marty, no mínimo, metade das nossas ideias não darão certo e isso pode acontecer por diversos motivos.

Ideias podem não prosperar por que os clientes não a recebem tão bem quanto seus criadores; ou, às vezes, querem usá-las mas a operação do produto acaba sendo extremamente complicada; outra possibilidade é que a ideia seja muito boa, mas o seu avanço acaba se mostrando muito mais complexo do que o esperado.

A segunda verdade de Cagan é a de que mesmo com as ideias que realmente provam ter potencial, tipicamente leva várias iterações para conseguir implementá-la até que entregue valor de negócio.

Isso significa que, muito provavelmente, uma ideia não seguirá um caminho linear até o sucesso, acabando por enfrentar problemas e impedimentos que podem fazer com que haja muito desperdício de tempo no seu desenvolvimento, e, consequentemente, perda de dinheiro.

As Pessoas Certas

Sabe-se que todo produto é baseado nos conhecimentos integrados de diversas áreas, e, a maneira com que essa integração e colaboração acontece é o que define o sucesso ou fracasso de um produto ou serviço.

Baseado nisso, o autor cita os "princípios de fortes equipes de produtos", que englobam motivação, composição, empoderamento, tamanho, estrutura hierárquica, colaboração, localização, escopo, estabilidade e autonomia das equipes.

Gerente de Produto

O gerente de produto pode ser considerado um dos pilares principais de sustentação de um time de produtos, eles são os responsáveis por auxiliar seu time, avaliando oportunidades e determinando o que será desenvolvido e entregue ao cliente.

É necessário que ele tenha amplo conhecimento de tecnologia e análise de dados, habilidades com negócios e com o mercado, credibilidade com executivos, conhecimento dos clientes, respeito de sua equipe e, principalmente, paixão pelo produto.

Designer de Produto

O designer de produto está conectado aos clientes e ao valor que um produto pode oferecer a eles. Além disso, compreende as restrições do produto em si ou do negócio, adaptando-as às interfaces do próprio produto.

Por fim, é o designer quem reconhece, acima de tudo, a importância da experiência do usuário, sendo esta tão importante para o cliente quanto às funcionalidades e soluções oferecidas pelo ítem desenvolvido.

Engenheiros

Seria irônico se os engenheiros fossem considerados o outro importante pilar dos produtos? Bem, segundo Marty Cagan, em "Inspirado", o relacionamento mais importante no processo de desenvolvimento de produtos é entre o gerente de produtos e os engenheiros.

Você concorda que uma ideia é apenas uma ideia enquanto não houver pessoas capazes de torná-la realidade? (São os engenheiros que fazem isso!). E que, ótimas pessoas não terão seu potencial explorado se não tiverem algo relevante no que trabalhar? (se você disser que os gerentes de produto oferecem isso, acertou!).

Gerentes de Marketing

Muitas vezes, a importância das equipes de marketing é subestimada, consideradas não tão necessárias quanto outras áreas ou, inclusive, aquela em que há a menor alocação de recursos, sejam financeiros, de tempo ou de pessoas.

Mas, você concorda que não adianta termos um produto revolucionário sem que saibamos oferecê-lo ao cliente? Muitas vezes grandes ideias são perdidas por causa disso. Então, esteja pronto para reconhecer o marketing como seu aliado.

Papéis de Apoio

Por fim, a obra "Inspirado'' nos lembra também da importância dos papéis de apoio, que, dependendo do tamanho da empresa, são desenvolvidos pelos mesmos profissionais de outras áreas, como uma função complementar."

Sendo assim, as funções de suporte englobam muitas áreas, onde as principais são: organização e análise de dados, automação, testes e prototipação, suporte à experiência do usuário, vendas e atendimento ao cliente.

Tais atividades também são desenvolvidas por aqueles que estão ingressando no mercado de trabalho e podem aplicar seus conhecimentos na empresa (Você sabe de quem estamos falando! Nunca se esqueça da importância dos estagiários).

O Produto Certo

Marty Cagan deixa muito claro, em sua obra "Inspirado", que o maior foco do desenvolvimento de produtos deve ser no resultado, e não em entregas. Certo, mas o que isso quer dizer? Isso significa que gerar um produto final de qualidade é mais importante do que as burocracias, prazos, metas e metodologias engessados.

Sendo assim, Cagan baseia a sua obra em modelos de times de produtos empoderados, o que significa que, considerando que os times tenham habilidades essenciais, eles devem ser apresentados aos problemas e receber a autonomia para encontrar as soluções das formas que considerarem mais eficientes.

Além disso, as equipes de produtos também precisam estar contextualizadas com o negócio necessário, o que significa que devem possuir um entendimento concreto dos objetivos atuais e futuros da empresa, além de compreender como podem contribuir para alcançá-los.

Dessa forma, as equipes são capazes de assimilar seus papéis e de se sentirem parte de um propósito maior e, além de tudo, sentem-se mais motivadas por acreditarem que seu trabalho é valorizado ao ponto de receber liberdade para inovar na maneira com que realizam seus serviços.

O Processo Correto

Marty Cagan deixa claro que não existe um único processo que possa ser aplicado à todos os produtos e que, assim, garantirá sua prosperidade. Sendo assim, garante que o processo correto pode ser definido como uma combinação de técnicas, mindset e cultura.

Descoberta de Produtos

O livro "Inspirado" trata dos dois maiores desafios para os times de produtos, considerando que a sua maioria trabalha para desenvolver soluções de problemas complexos, o que exige sistemas ainda mais complexos para a sua resolução.

Em primeiro lugar, é necessário encontrar qual deve ser a solução para o cliente. Esta parte engloba a certificação de que existe demanda para tal, além de descobrir os recursos mais eficientes tanto para o consumidor quanto para o negócio. Por fim, a solução precisa ser abrangente, alcançando todos os públicos necessários.

Em segundo lugar, é necessário certificar-se de uma implementação que possa ser posteriormente desenvolvida e atualizada, além de ser robusta e com um valor consistentemente confiável para os clientes.

Quais riscos devem ser avaliados?

Apesar de considerar as situações singulares de cada desenvolvedora de produtos, o autor cita certos riscos que devem ser avaliados durante o processo de implementação e desenvolvimento de uma ideia. Tais riscos podem ser observados através das perguntas listadas abaixo:

  1. Risco de valor: o cliente comprará isso ou escolherá usá-lo?
  2. Risco de usabilidade: o usuário consegue entender como usá-lo?
  3. Risco de viabilidade: nós conseguimos desenvolvê-lo?
  4. Risco de viabilidade do negócio: Esta solução funciona para o nosso negócio?
  5. Risco financeiro: podemos arcar com esta solução?
  6. Risco de desenvolvimento de negócio: esta solução funciona para nossos parceiros?
  7. Risco de marketing: esta solução é consistente com nossa marca?
  8. Risco de vendas: esta solução é algo que nossa equipe de vendas está preparada para vender?
  9. Risco jurídico: é algo que podemos fazer a partir de uma perspectiva de conformidade ou jurídica?
  10. Risco ético: deveríamos criar esta solução?

A Cultura Certa

A cultura certa é baseada nas boas equipes, as quais o autor traz suas características e as suas disparidades em relação às equipes ruins. As principais características de boas equipes são possuírem uma visão de produto persuasiva, além de trabalharem com paixão e dedicação diretas ao cliente.

Outros aspectos de bons times são: obter inspiração de visões, observação e análise; constante busca por inovação; conhecimento dos usuários e clientes; possuir técnicas bem desenvolvidas de teste e experimentação; compartilhar opiniões e informações e trabalhar de maneira unida, mesmo em diferentes áreas.

O que outros autores dizem a respeito?

Em "Power Play" (Jogo de Poder), Tim Higgins conta a história do desenvolvimento da Tesla e dos desafios enfrentados em cada etapa de crescimento, mencionados por Marty, desde a sua fundação como startup, até sua consolidação como um dos maiores e mais valiosos empreendimentos do mundo.

Já na obra "A Regra é Não ter Regras", os autores Reed Hastings e Erin Meyer trazem o principal motivo do sucesso da Netflix: o gerenciamento baseado na liberdade e autonomia no ambiente de trabalho, o que proporciona iniciativas para inovar, através do que o próprio CEO chama de "liberdade com responsabilidade".

Por fim, o livro "Customer Obsessed" (ou "Obcecado pelo Cliente'', em tradução livre), de Eric Berridge, aborda métodos que podem ser aplicados para proporcionar a melhor experiência ao cliente, proporcionando excelentes produtos e serviços."

Certo, mas como posso aplicar isso na minha vida?

  • Mantenha a sua equipe unida e deixe claro sua importância e as funções de cada membro;
  • Garanta que, além de o seu produto resolver uma "dor" do cliente, ele também possa ser utilizado de maneira intuitiva pelo usuário;
  • Incentive o compartilhamento de informações entre a equipe, isso auxilia na resolução de problemas e na otimização de processos;
  • As equipes devem trabalhar integradas entre si, mas, ao mesmo tempo, possuírem autonomia para que não sejam muito dependentes umas das outras;
  • Torne-se um expert em seus clientes e/ou usuários;
  • Proporcione liberdade para que cada encarregado execute seu trabalho da maneira que ele mesmo considerar mais eficaz;
  • Lembre-se que todas as partes que compõem um produto são importantes.

Gostou desse resumo do livro "Inspirado"?

E aí, você gostou dos ensinamentos proporcionados por Marty Cagan em "Inspirado"? Está pronto para aplicá-los com a sua equipe?

Se você gostou deste resumo, não esqueça de deixar o seu feedback nos comentários, aproveite para nos contar o que você já aplicava e o que aprendeu aqui. E, se quiser adquirir a obra completa para obter mais detalhes, basta clicar na imagem abaixo:

Livro 'Inspirado', de Marty Cagan

Adicionar aos favoritos
Ler mais tarde
Marcar como lido
Create Account
Cadastre-se gratuitamente

E receba semanalmente resumo dos maiores best sellers para ler e ouvir quando quiser!