Siga em Frente - Austin Kleon

Siga em Frente - Austin Kleon

Descubra neste resumo, como enfrentar os desafios e os Bloqueios Criativos para manter a criação de ideias e inovações ativa, independentemente das circunstâncias.

Quem nunca teve uma ideia, a desenvolveu e, de repente, teve um bloqueio criativo e não conseguiu seguir em frente?

Provavelmente, isso já aconteceu com você, não é? Com a gente também!

Bloqueios criativos são comuns, mas não podemos deixar que isso afete nossa criatividade e produtividade.

Visando resolver esse problema, esse resumo do livro de Austin Kleon "Siga em Frente" vai te mostrar como se manter criativo frente aos desafios e, assim, ter grandes e produtivas ideias.

O livro "Siga em Frente"

Publicado em 2019, "Siga em Frente" é uma obra que faz uma reflexão sobre o que nos faz criativos e como desenvolver novas ideias em tempos bons e em tempos ruins.

Durante suas 201 páginas, o livro apresenta de uma maneira descontraída, com uma linguagem fácil, com charges e citações, boas práticas para você focar no seu desenvolvimento pessoal, com táticas para ter boas ideias e dar asas à criatividade.

Quem é Austin Kleon?

Nascido nos Estados Unidos, no estado de Ohio, Austin Kleon já trabalhou como bibliotecário, web designer e copywriter.

Hoje, Kleon é um artista, escritor e poeta, além de ser o autor da trilogia de sucesso ilustrada "Steal Like an Artist", "Show Your Work!" e "Keep Going".

Seus livros já foram traduzidos para mais de vinte idiomas e obtiveram destaque em plataformas de jornais renomadas, como The New York Times e The Wall Street Journal.

Quem deve ler o livro "Siga em Frente"?

Segundo o próprio autor:

"O livro" Siga em Frente "é uma lista de coisas que me ajudaram. Escrevi inicialmente para escritores e artistas, mas acredito que os princípios se aplicam para todos que tentam levar uma vida produtiva e criativa, incluindo empreendedores, professores, estudantes, aposentados e ativistas."

O que posso aprender com o livro?

Para te adiantar do que vem pela frente, aqui estão representados as propostas centrais da obra, em forma de frases resumidas:

  • Cada dia é um novo dia; e devemos criar hábitos para torná-lo produtivo;
  • Ter um espaço onde você possa se desconectar do mundo favorece a sua criatividade;
  • A atenção transforma o ordinário em extraordinário;
  • Às vezes, mudar de opinião faz bem para seu pensamento;
  • Muitas ideias boas estão perdidas no passado;
  • Fazer uma caminhada e tirar um cochilo tornam seu cérebro mais criativo;
  • Sua criatividade tem ciclos.

Faça o Download do Resumo do Livro "Siga em Frente" em PDF grátis

Está sem tempo para ler agora? Então faça o download gratuito do resumo do livro Siga em Frente "em PDF e leia onde e quando quiser:"

[Resumo do Livro] Keep Going - Austin Kleon, PDF

Viva um dia de cada vez

Austin Kleon inicia o livro "Siga em Frente" com o exemplo do filme "Feitiço no Tempo" para mostrar que, se queremos ser pessoas criativas, precisamos entender que cada dia é um novo dia e que, a partir do momento em que acordamos, estamos começando do zero.

Ou seja, nossos problemas de ontem não podem afetar nosso desempenho de hoje, assim como os de hoje não poderão afetar o dia de amanhã.

Essa é justamente a pergunta que move o enredo de "Feitiço no Tempo":

"O que você faria se você estivesse preso um em lugar e todos os dias fossem exatamente iguais, e nada do que você fez anteriormente importasse?"

Precisamos responder essa pergunta para, assim como o enredo do filme, levar adiante o enredo das nossas vidas.

Nossa vida criativa começa do zero todos os dias, vivemos nesse "loop", onde pensamos, desenvolvemos e criamos algo para depois retornarmos ao ponto inicial.

Por isso, é preciso estabelecer uma rotina diária, criar hábitos que permitirão o seu desenvolvimento criativo.

Obviamente, existirão dias bons, em que você estará inspirado, e dias ruins, onde parece que a mente não consegue sair do lugar. Mas o objetivo da rotina é justamente te auxiliar a superar os dias ruins e tirar os melhores resultados deles.

Definir a rotina é um processo individual que você deve estabelecer através da observação dos seus dias e tentar responder perguntas como essas:

  • Como funciona sua agenda? Quais são seus compromissos?;
  • Você tem tempo livre?;
  • O que pode ser retirado da sua agenda para ter mais tempo?;
  • Você rende mais durante o dia ou durante a noite?;
  • Você possui rituais, superstições ou métodos que te tornam mais criativo?.

Responder a essas perguntas é o pontapé inicial para formar sua rotina e, com ela bem definida, você terá dado um importante passo para ser mais criativo.

Por fim, entenda que seu dia é uma página em branco, no decorrer das horas você irá preenchendo e, ao final do dia, terá completado sua página.

Tenha a sua estação criativa

Vamos entender como construir sua estação criativa da melhor forma e contribuir para grandes ideias.

Acreditamos que não é mistério para ninguém que, no mundo de hoje, somos bombardeados diariamente por "toneladas" de informação.

Basta abrirmos nossos olhos pela manhã que nossa cabeça começa a absorver essa imensa quantidade de dados, seja por celular, computador, televisão, por meio de redes sociais, telejornais ou outras mídias.

Nosso cérebro está sobrecarregado com a quantidade de coisas que passa por ele. Então para continuar criativo, será preciso se desconectar.

Esse é o conceito da estação criativa. É definir um lugar ou um horário em que você possa descansar sua mente, se isolar do resto do mundo e focar em deixar a criatividade fluir.

Frisamos que não é necessário ser um lugar, pode ser, também, um horário em que você possa "limpar a casa", ativar o seu "modo-avião" e estar desconectado para poder pensar mais e melhor.

Tudo isso acontece porque o mundo digital nos distanciou de três elementos: solidão, incerteza e tédio.

E, por mais que esses possam parecer elementos ruins, são neles que nossa imaginação pode ir a lugares inimagináveis e a nossa mente pode ter as melhores ideias.

Preste atenção e seja extraordinário!

Esse é o principal aprendizado deste capítulo do livro "Siga em Frente". Para ser criativo e ter um trabalho extraordinário, e não estamos falando só na questão artística, mas em todos os ramos, não é preciso ter uma vida extraordinária.

As ferramentas necessárias para o extraordinário estão presentes no seu cotidiano e você só precisa prestar atenção em tudo que está ao seu redor.

Isso porque é assim que fazem os artistas: prestam atenção ao redor, em seu próprio mundo e, ao final desse processo criativo, nos fazem prestar atenção no nosso mundo.

Não se preocupe em mudar de opinião

Vivemos em um mundo em que as pessoas têm receio em mudar de ideia, pois isso pode demonstrar um sinal de fraqueza.

Percebemos muito disso na classe política, onde políticos evitam mudar de ideia para não parecerem fracos perante seus oponentes.

Mas pessoas criativas não podem ter a mente fechada para um único objetivo e devem estar dispostas a mudar de ideia caso necessário.

Então, se você está fortalecendo uma ideia e chegou a um beco sem saída, onde não consegue seguir para outros lugares, não tenha medo de mudar seu pensamento e seguir um novo rumo.

Às vezes precisamos dar alguns passos atrás para seguirmos em frente da melhor forma.

Visitando o Passado

Ainda falando sobre bloqueios criativos, onde a ideia parece não sair do lugar e você não consegue estimular sua criatividade, Austin Kleon traz uma técnica que pode te ajudar a quebrar essa barreira: visitar o passado.

Ele afirma que as pessoas estão todas preocupadas com o futuro e o que há de novo e, por isso, acabam tendo ideias semelhantes.

Dito isso, Kleon sugere que você procure os mortos, uma vez que eles têm muito a dizer e são excelentes ouvintes. Mas como assim?

Falar em procurar os mortos se refere a buscar suas obras e pensamentos. O ser humano já vaga pelo planeta Terra há milhares de anos e seu conhecimento vem sendo acumulado no decorrer dos séculos.

O ponto abordado pelo autor é justamente que, na ânsia por coisas novas, coisas antigas que são tão úteis quanto, caem no esquecimento.

Então, se você estiver com dificuldades para levar sua ideia adiante, não hesite em visitar pensamentos e ideias passadas, por meio de livros antigos, por exemplo.

Concluindo, terminamos este tópico com algumas dicas sobre como lidar quando você não consegue ter uma ideia:

  • Escolha uma ideia que você não goste; alguma coisa que é feita, mas que você acredita que pode ser "destruída" e feita de uma maneira melhor;
  • Encontre uma ideia oposta que todo mundo esqueceu ou que até já utilizaram, mas foi deixada de lado, e ressuscite essa ideia;
  • Dessa maneira, você terá inovado apenas visitando o passado e, assim, melhorando o processo.

Um ar fresco para clarear as ideias

Muitas vezes, enquanto pensamos em novas ideias e inovações, nossa cabeça se torna um turbilhão de ideias, sendo ideias boas e ruins. É nesse ponto que entra o ar fresco, para refrescar as ideias e fazer a mente descansar um pouco.

O próprio autor faz uso desse hábito e diz que suas melhores ideias são frutos de suas caminhadas matinais com sua esposa e filhos.

Então, para incitar seu cérebro e ser mais criativo, saia de casa todos os dias, não fique fechado no seu quarto, caminhe longas distâncias, sozinho, com um amigo ou com um cachorro.

Outras dicas importantes

Parta para a ação!

Imagine uma criança desenhando. Quando ela desenha, o lápis vai passando pela folha, para cima, para baixo, direita e esquerda, e nós, como adultos, olhamos para aquilo e pensamos que aquele desenho não faz sentido algum.

Ao terminar o desenho, podemos perguntar o que é aquilo e provavelmente ouviremos uma resposta no seguinte estilo: "eu desenhei um cachorro de 8 patas com asas derrotando uma formiga atômica com chifres".

Para nós, isso pode não fazer muito sentido e o desenho pode não ter nada a ver com o que foi descrito, mas isso acontece porque as crianças, por mais que tenham imaginação fértil, não pensam e não planejam em como o desenho final vai ficar: elas apenas vão desenhando e se divertem em cada segundo do processo.

Um processo criativo não pode ser diferente, você tem que focar em fazer e desenvolver sua ideia, tem que focar na ação!

Faça como uma criança: se divirta, brinque e, assim, sua ideia irá fluir, pois a criatividade tende a evoluir e novas ideias vão surgindo enquanto estamos nos divertindo.

Se organize

Organização é essencial. E estamos falando tanto de organização física quanto de organização mental.

Vamos fazer um exercício para visualizar melhor. Lembra da estação criativa? Nela você deve manter apenas aquilo que irá contribuir para alavancar sua criatividade.

Por isso, é importante que você organize seu espaço físico, tendo as ferramentas necessárias para seu desenvolvimento à sua disposição e se livrando do que você não precisa.

É claro que cada pessoa tem suas preferências, então, entenda as suas e organize seu espaço do seu jeito.

Mas não estamos falando apenas de organização física. Estar organizado mentalmente também é muito importante. Já citamos que fazer uma caminhada e tomar um ar fresco é bom para isso, mas, neste ponto, o autor traz outra tática: tirar um cochilo.

Sim! Tirar um cochilo te ajuda a organizar o cérebro e voltar com mais energia para ser criativo.

Entenda seus ciclos

Durante o ano, uma árvore passa por quatro estações e quatro estágios em seu desenvolvimento.

Com a criatividade não é diferente. Nosso processo criativo passa por momentos de florescer e momentos em que as folhas cairão.

Então, você deve entender seu ciclo, seus padrões e saber que momentos ruins virão e que você precisa ser paciente para seguir em frente até que chegue a primavera da sua criatividade.

Mais livros sobre hábitos

Falando um pouco mais sobre criatividade, Ed Catmull, autor do livro "Criatividade S. A." aconselha: sempre dê maior preferência às pessoas do que às ideias, pois pessoas criativas criam boas ideias, mas boas ideias podem ser destruídas por equipes ruins.

No livro "Atomic Habits", o autor James Clear afirma que grandes mudanças são feitas por pequenas melhorias. E, quando Austin Kleon fala de viver um dia de cada vez, criando hábitos e estabelecendo uma rotina, ele fala justamente das grandes mudanças que isso vai causar na sua vida criativa.

Em "O Poder do Hábito", Charles Duhigg deixa claro que, apesar do processo de mudança de hábito seja simples de explicar, não significa que ele é fácil de executar. Não é difícil sugerir que tabagismo, alcoolismo e alimentação compulsiva possam ser resolvidos sem esforço. No entanto, a real mudança exige dedicação e autocompreensão daquilo que estimula o seu hábito.

Como aplicar as dicas na prática?

Chegamos ao final desse resumo do livro "Siga em Frente" e agora já temos todas as dicas para nos mantermos criativos, aproveitando os dias bons e superando os dias ruins. E, com as dicas em mãos, cabe a você aplicá-las.

E aqui vão algumas dicas:

  • Viva um dia de cada vez, um desafio após o outro;
  • Tenha sua estação criativa, onde sua imaginação poderá ser utilizada ao máximo;
  • Coloque seu celular no modo-avião, ter a mente aberta e sem interrupções é essencial;
  • Observe como as crianças brincam e se divertem e adote esse método para você;
  • Faça uma longa caminhada;
  • Esteja atento ao que acontece ao seu redor.

Seguindo esses passos, temos certeza que você vai se tornar uma pessoa cada vez mais criativa e inovadora.

Gostou desse resumo do livro "Siga em Frente"?

Deixe o seu feedback, pois ele é muito importante para que a gente possa oferecer um conteúdo cada vez melhor.

E se você quiser entender todos os detalhes do livro de Austin Kleon, ele está disponível para compra. Basta clicar na imagem abaixo:

Livro Siga em Frente

Adicionar aos favoritos
Ler mais tarde
Marcar como lido
Create Account
Cadastre-se gratuitamente

E receba semanalmente resumo dos maiores best sellers para ler e ouvir quando quiser!