Muito Além da Hierarquia - Pedro Mandelli

As organizações estão em constantes mudanças. Será que as pessoas estão acompanhando essa evolução? Aprenda a ser um gestor de pessoas e a revolucionar a sua performance em sua empresa.

Favoritar
Salvar
Lido
Escolha sua linguagem:

A cada dia que passa, as organizações sofrem mudanças diversas, no entanto, elas já se atentaram para essa atualidade que afeta diversos ambientes profissionais. Mas, será que as pessoas estão acompanhando essa evolução? Descubra a resposta neste resumo do livro “Muito Além da Hierarquia”. 

O grande responsável por gerenciar esse crescimento é o líder da companhia, e esse líder tem que ser aquele que saiba valorizar e capacitar as pessoas, para que elas cresçam e entreguem bons resultados.

Para isso, existem algumas dicas e técnicas valiosas para que você consiga ser diferente, impactar a sua equipe e obter grandes resultados.

Ficou curioso? Então, vamos ao conteúdo!

 

Sobre o livro “Muito Além da Hierarquia”

 

O livro “Muito Além da Hierarquia”, do autor Pedro Mandelli, busca apresentar uma série de técnicas e habilidades para conduzir a autogestão nos dias atuais.

Dividido em 7 partes, o conteúdo foca no novo papel que a gerência deve exercer, o quão importante é a gestão de pessoas, a relação entre gestores e funcionários, alinhamento e comportamento da equipe e como atingir o nível da alta performance.

Todo esse conteúdo foi derivado da longa jornada do autor e de várias experiências decorrentes de grandes empresas em que ele prestava consultoria.

 

Sobre o autor Pedro Mandelli

 

Pedro Mandelli é fundador da Mandelli & Loriggio Consultores, que tem por objetivo guiar processos de estratégias, gestão de pessoas e alterações organizacionais e culturais

Mandelli tem vasta experiência em empresas de diversos portes e segmentos. Além disso, leciona MBA na Fundação Dom Cabral e é considerado um dos professores mais queridos do Brasil.

Ele também é autor do livro “Vida e carreira: um equilíbrio possível” e coautor de “Exercendo a Liderança”, “A disciplina e a arte da gestão das mudanças”, e muitos outros.

 

Esse livro é indicado para quem?

 

O conteúdo do livro, “Muito Além da Hierarquia”, é ideal para você que deseja:

 

  • Crescer profissionalmente;

  • Aprender e antecipar sobre o futuro;

  • Ter uma vida profissional ativa e eficaz.

 

Além disso, se você é líder de uma equipe ou pretende dar os primeiros passos para se tornar um, ou até mesmo obter maior credibilidade, esse livro é para você! 

 

Ideias principais do livro “Muito Além da Hierarquia”

 

Dentre o conteúdo ofertado no livro, reunimos as melhores estratégias para que você consiga desenvolver habilidades para conduzir sua autogestão de forma eficaz por muitos anos. São elas:

 

  • Entenda e aceite as mudanças nos cenários e competências empresariais;

  • Não foque em tarefas, foque em seu desenvolvimento;

  • Trabalhe em busca da inovação;

  • Como gestor, faça um autodiagnóstico de suas competências e falhas;

  • Tenha bem definido a expectativa dos resultados esperados pela equipe;

  • As principais armadilhas para obter grandes resultados são: falta de confiança, falta de comprometimento, conflitos, conformismo e falta de coragem;

  • O processo de alta performance demanda tempo e nunca terá 100% de adesão;

  • A sua credibilidade sempre aumenta quando outras pessoas crescem com sua ajuda.

 

Faça o Download do Resumo do Livro "Muito Além da Hierarquia" em PDF grátis

 

Está sem tempo para ler agora? Então faça o download gratuito do PDF e leia onde e quando quiser:

 

[Resumo do Livro] Muito Além da Hierarquia - Pedro Mandelli, PDF

 

O que mudou nas organizações?

 

O primeiro ponto apresentado pelo autor Pedro Mandelli no livro “Muito Além da Hierarquia” é que você entenda e identifique as mudanças ocorridas nos últimos tempos, em termos de cenários e competências necessárias para alavancar uma empresa. 

Há pouco tempo, o “topo” da organização definia o que deveria ser feito, mas possuía poucas ferramentas gerenciais, fazendo com que tivesse acesso a informações limitadas. Além disso, esses cargos de hierarquia mais alta possuíam muitos privilégios, como, por exemplo, direito a uma sala.

Mas, a partir de 1990, as coisas mudaram, as empresas passaram a requerer que todos pensassem como o presidente, tivessem uma forte interação de trabalho em grupo, com redução do número de funcionários e apresentasse o dobro de resultados, alinhado sempre com motivação e em busca da inovação.

Então, eis que surge a necessidade de se tornar um Gestor Além da Hierarquia (GAH), para isso, veja as dicas iniciais de Mandelli:

 

  • Não adianta trabalhar muito, mas sim com foco;

  • Não adianta ter mais gente, é preciso trabalhar com inovação;

  • Não adianta gostar da empresa, você tem que gostar da profissão;

  • Não adianta ter seu time, e sim formar gente para a empresa;

  • Trabalhe horizontalmente, ou seja, com pares.

 

Além dessas, há outras dicas apresentadas por ele:

 

  • Gerir tarefa não dá resultado: foque na gestão por resultados contínuos e crescente no seu desenvolvimento pessoal, não foque em tarefas. Portanto, pare de fazer queixas e levantar dificuldades falando que a culpa é da empresa;

  • Mais do que a empresa pede: as empresas pedem para você focar nas tarefas, que são muitas. Com isso, poucos são aqueles que desenvolvem as suas competências, conhecem os concorrentes e testam as novas tecnologias. Esses profissionais que focam ativamente dentro e fora da empresa obtêm ótimos resultados profissionais.

  • Gestor tarefeiro: os gestores atarefados acreditam que é responsabilidade dos recursos humanos formar as pessoas, mas não. É o gerente que forma a sua equipe, de acordo com sua experiência.

 

Para que você se torne um gestor preparado para os dias atuais e ações futuras, o autor diz que você precisa considerar dois fatores:

 

  1. Possuir ciência do cenário enfrentado pelas organizações;

  2. Ter um autodiagnóstico exato sobre suas competências profissionais e falhas.

 

Essas competências e comportamentos muitas das vezes são representadas por aqueles capazes de concluir tarefas, mas será que eles são capazes de colaborar para os resultados da organização? Fica aí o questionamento, realize já o seu autodiagnóstico.

Por fim, nesta primeira etapa do livro “Muito Além da Hierarquia”, o autor apresenta os estilos gerenciais e como lidar com cada um deles. Além disso, ele promove meios para que você consiga avaliar o seu desempenho atual.

 

Como desenvolver a infraestrutura de alta performance?

 

Para desenvolver uma infraestrutura de alta performance é obrigatório que você seja um Gestor Além da Hierarquia (GAH).

Esse gestor tem que ser coerente com seus valores, afinal, seus funcionários vão se guiar por esse meio. Segundo Pedro Mandelli, uma de suas melhores características é pensar grande para fazer pequeno.

Além disso, as outras características levantadas pelo autor são:

 

  • Traz para si aquilo que envolve menores prazos e maiores riscos;

  • Disponibilize a sua equipe todo o seu conhecimento;

  • Estimule os funcionários a buscar as soluções, e em busca dessa solução ele vai conquistar aprendizado, resultados e autogestão;

  • Determine a visão de futuro do processo;

  • Tenha bem definida a expectativa dos resultados da equipe e dê autonomia a eles.

 

Com certeza, se você desenvolver essas características, irá conseguir também uma equipe de alta performance.

Mas para que você consiga fortalecer todos esses pontos, é preciso conhecer muito bem a sua equipe e entender o perfil dela. Para isso, o autor listou as 5 principais armadilhas que fazem com que as empresas caiam e os seus resultados sejam insatisfatórios, são elas:

 

1. Falta de confiança

 

Apresenta muitos efeitos colaterais. Quando se tem maior controle, isso conclui que você tenha menos confiança. Para obter confiança, você tem que ser claro na expectativa, e:

 

  • Pedir ajuda;

  • Admitir fraquezas e erros;

  • Focar energias em assuntos importantes;

  • Conhecer a vida pessoal de cada um e demonstrar preocupações.

 

2. Receio de conflitos 

 

Esses costumam ser predatórios e, em grande parte das vezes, são baseados nas pessoas ao invés de serem baseados nas ideias. Portanto:

 

  • Priorize os pontos críticos;

  • Extraia e explore ideias de todos;

  • Realize reuniões empolgantes;

  • Minimize a politicagem interna.

 

3. Falta de comprometimento

 

Os conflitos levam a falta de comprometimento, para evitar isso, você pode:

 

  • Buscar alinhamento do time em prol do mesmo objetivo;

  • Terminar uma reunião com a clareza de que os funcionários saibam de suas ações e do que precisa realizar;

  • Lutar pelas clarezas e divulgações do direcionamento e prioridades;

  • Tomadas de decisões rápidas.

 

4. Falta de coragem

 

Na maioria das vezes, a falta de coragem é provocada por evitar a responsabilização pela baixa performance e pelos confrontos. Para evitar isso:

 

  • Não questione a identificação de problemas;

  • Evite burocracia;

  • Tenha baixa tolerância para baixas performances e garanta que essas sofram pressão para melhorar;

  • Crie um respeito mútuo.

 

5. Conformismo

 

São as áreas que olham apenas para si. Faça com que as equipes olhem para os resultados globais, e não só os individuais. Para isso, você deve tomar as seguintes atitudes:

 

  • Falar mais do time e menos do individual;

  • Reter funcionários guiados por resultados coletivos.

 

Para que você consiga guiar e gerenciar tudo isso, a melhor forma é reconhecer os próprios sentimentos e fortalecer a empatia. Para utilizá-la, o primeiro passo é se colocar no lugar da pessoa. 

 

Buscando a alta performance

 

Durante o processo em busca da alta performance, vai chegar um momento que é preciso comunicar à equipe as mudanças estratégicas.

Dessa forma, 15% vão aderir de imediato, a fim de conseguir mais espaço na empresa; outros 15% estão com receios, se sentindo ameaçados de perder o poder; os 70% restantes se dividiram naqueles que dependem de bons exemplos para seguir e fazer certo, e a outra metade ficará em cima do muro, onde permanecem em análise de qual atitude tomar.

Para isso, você tem que ser cauteloso e não julgar ninguém. Além disso, você vai ser responsável por desenvolver 4 tópicos que podem te ajudar nessa mudança. São eles:

 

  1. Inspire a visão até que a equipe compartilhe;

  2. Sirva de modelo de performance, pratique aquele comportamento diferente e desejado;

  3. Capacite as pessoas em curto prazo;

  4. Torne a equipe corajosa.

 

Fique ciente de que todo esse processo demanda tempo e nunca terá 100% de adesão. Mas, por quê eu não consigo atingir os 100%?

A resposta é simples: isso acontece porque as pessoas não abrem mão de seus valores individuais e personalidades. 

 

Trabalhando com os pares

 

Uma das grandes formas de se relacionar bem com os seus pares é por meio do desenvolvimento de uma equipe multidisciplinar. Para isso, você tem que observar os comportamentos que devem ser levados em consideração, como:

 

  • Conhecimento e experiências complementares;

  • Risco compartilhado;

  • Humor e Autonomia;

  • Recompensa e Aprendizado.

 

Com isso, você vai melhorar a sua credibilidade. Outro ponto fundamental para conseguir aumentar essa credibilidade é trabalhar em busca da inovação.

Segundo o autor Pedro Mandelli, você deve estar preparado para disseminar a sua ideia e com ela o conflito de interesses, ameaça dos direitos adquiridos e desconfiança. Mas acredite em seu poder de inovação, foque no planejamento dessa estratégia e seus planos de ação.

 

O que outros autores dizem a respeito?

 

No recomendado “Everybody Matters”, os autores Bob Chapman e Raj Sisodia exploram como os verdadeiros líderes devem estudar continuamente para se aprimorar e desenvolver aqueles ao seu redor, os quais também buscam ser excelentes líderes, que acreditam e valorizam as pessoas.

Além disso, os colaboradores devem ser encorajados a inovar e experimentar coisas novas, mesmo que falhem. Isso faz com que elas percebam que os gestores têm plena confiança no seu potencial e no seu trabalho. No livro, essa prática é denominada “liberdade responsável”.

Já em “Developing the Leader Within You 2.0”, John Maxwell aborda a importância do líder demonstrar que se importa com a sua equipe e desenvolver líderes entre ela. Além disso, ele trabalha com a ideia de que 80% de seus esforços devem ser canalizados em 20% das suas prioridades mais importantes para o alcance de seus objetivos. 

Por último, na obra “Dare to Lead”, a autora Brené Brown diz que um líder deve assumir a responsabilidade de reconhecer o potencial de pessoas e suas ideias e encorajá-los a desenvolver esse potencial. Ele sabe que o verdadeiro poder é aquele compartilhado com todos.

 

Certo, mas como posso aplicar isso na minha vida?

 

O livro “Muito Além da Hierarquia” é muito rico em conteúdo, chega a ser difícil filtrá-los e apresentar o mais relevante para você, caro leitor. 

A aplicação de todas as técnicas, conceitos e métodos exige ação para obter resultados. Todo esse conteúdo te mostra o caminho, e a sua equipe provavelmente deve estar ansiosa para realizar coisas novas e abraçar novos riscos. Cumpre salientar que você é o único responsável por desencadear esse processo!

Poranto, comece agora mesmo! Pegue e execute, erre uma, duas, mas nunca desista. Lembra quando você aprendeu a andar de bicicleta? Então, aqui é a mesma coisa!

Boa sorte nessa nova jornada!

 

Gostou desse resumo do livro “Muito Além da Hierarquia”?

 

O que você achou desse resumo? Deixe um feedback para que possamos sempre melhorar nosso conteúdo! 

Caso você tenha se interessado pelo assunto e tem desejo de se aprofundar nesse conhecimento, basta clicar na imagem abaixo para adquirir o livro:

 

Livro Muito Além da Hierarquia                     

 

Nota:
O conteúdo apresentado acima traduz a visão e análise crítica da nossa equipe de redatores, respeitando os fundamentos de propriedade intelectual no Brasil (artigo 8, inciso I).
Nenhuma parte do livro está sendo copiada. São conteúdos únicos e exclusivos, sempre dando créditos aos autores e indicando o link para aquisição da obra completa. A PocketBook4You respeita o código de direitos autorais de acordo com o estabelecido na legislação brasileira, Lei 9.610/98.
Este conteúdo é de propriedade exclusiva da PocketBook4You e está protegido pela Lei de Direitos Autorais em seus artigos 46, I, (a) e em seu artigo 47, isso porque não se trata de reprodução e também não lhe implicam qualquer descrédito, pelo contrário, o direito moral é protegido e, como ressaltado anteriormente, o leitor recebe um link para adquirir a obra. É proibida a reprodução deste material sem a autorização da empresa.
Favoritar
Salvar
Lido
Cadastre-se gratuitamente

E receba semanalmente resumo dos maiores best sellers para ler e ouvir quando quiser!

Aprenda um novo livro a cada dia. Se inscreva na news e confira os destaques de hoje!