Pense Grande - Alex Bonifácio

Pense Grande - Alex Bonifácio

Se inspire nos hábitos e valores de pessoas de alta performance e conquiste você também os seus ideais!

Você se sente feliz? Já se perguntou porque algumas pessoas se destacam e você não? Alcançar o que se deseja seguindo seus ideais é tudo que toda pessoa deseja. Ser reconhecido por isso não tem preço!

No resumo do livro "Pense Grande", vamos passar para você os ensinamentos de Alex Bonifácio que, através de estudos de casos reais, conta, em seu livro, o que é necessário para alcançar os mais altos patamares da vida.

Quem são essas pessoas tão bem-sucedidas? Como elas chegam lá? Bem, continue acompanhando esse resumo e, no final, as suas dúvidas vão desaparecer.

E melhor: você sairá motivado a virar o curso da sua vida, rumo ao sucesso! Vamos lá?

Sobre o livro "Pense Grande"

A obra "Pense Grande", de Alex Bonifácio, é um estudo baseado na curiosidade do autor em descobrir como algumas pessoas conseguem realizar feitos incríveis e até ditos impossíveis.

Com dez capítulos, o livro, publicado em 2013, traz histórias sobre casos de diversas pessoas de alta performance e quais características as fizeram alcançar a plenitude.

Sobre o autor Alex Bonifácio

Alex Bonifácio é formado em Administração de Empresas, pós-graduado em marketing pela FGV e mestre em Gestão do Conhecimento e da Tecnologia da Informação.

É membro do Conselho Superior da Associação dos Bancos no DF e da Comissão de Relações Institucionais da Federação Brasileira das Associações de Bancos (Febraban).

Esse livro é indicado para quem?

O livro "Pense Grande" é um pontapé na vida de toda pessoa acomodada e estagnada em seus objetivos e que deseja mudar essa conduta.

A leitura também é indicada às pessoas que estão inconformadas com algum aspecto em sua vida e não querem se adaptar para se encaixar.

Com esta obra, elas vão entender de onde vem esse sentimento insaciável por mudança e como elas podem começar a fazer a diferença.

Ideias principais do livro "Pense Grande"

  • Apenas 5% da população desejam e se motivam a ser uma pessoa de alta performance;
  • O Grupo dos 5% não dá desculpas, e sim busca resultado;
  • Caçadores de recompensa centralizam seus objetivos em fama, riqueza e status (e isso não é uma característica de uma pessoa de alta performance);
  • Os bons visionários apreciam a viagem do conhecimento. Para eles, a autorrealização é a verdadeira recompensa;
  • Paradigmas limitam o nosso desempenho e capacidade de enxergar novas estratégias;
  • O Grupo dos 5% não se deixam levar pelo medo; eles controlam o medo;
  • Pessoas de alta performance são organizadas e realistas;
  • Não existe idade certa para fazer parte do Grupo dos 5%.

Agora, vamos conhecer todos os detalhes dessas pessoas de alta performance!

Faça o Download do Resumo do Livro "Pense Grande" em PDF grátis

Está sem tempo para ler agora? Então faça o download gratuito do resumo do livro "Pense Grande" em PDF e leia onde e quando quiser:

[Resumo do Livro] Pense Grande - Alex Bonifácio, PDF

O Grupo dos 5%

A primeira característica das pessoas de alto desempenho é, segundo Alex Bonifácio, que elas já nascem com o sentimento de poder realizar tudo que acreditam. Para elas, o impossível não existe.

Geralmente, essas pessoas são aquelas inconformadas com alguma situação de sua vida ou da realidade que nós vivemos. Mas elas não ficam sentadas esperando algo acontecer: elas fazem acontecer!

Segundo o autor, apenas 5% da população mundial sente esse vigor. Ele os define de "Grupo dos 5%".

Enquanto a maioria da população procura não lidar com aspectos desagradáveis para evitar "emoções negativas", o Grupo dos 5% percebe aquilo como um sinal de que uma atitude de mudança precisa ser tomada.

Neste momento, os 5% se sentem motivados e tornam-se aptos a correr atrás, enfrentar desafios e conquistar os seus ideais. Conforme o autor, é um "turbilhão maravilhoso de caminhos disponíveis que podem ajudar a modificar a realidade percebida em direção aos seus verdadeiros projetos e objetivos." O autor define este momento como Ponto de Ebulição.

Durante seu estudo, Alex observou as seguintes características das pessoas de alto desempenho:

  • Extrema perseverança;
  • Não se conformam diante dos acontecimentos contrários:
  • Questionam, não aceitam receitas ou fórmulas;
  • Insatisfação com a realidade vivida e desejo incontrolável de mudança;
  • Lidam com seus sentimentos, resolvem suas frustrações e seguem confiantes de si e de suas crenças;
  • Não dão desculpas; elas buscam resultados;
  • Acreditam que todo suprimento necessário está ao nosso redor;
  • Executam suas atividades com paixão;
  • Visam o bem comum.

O autor dá alguns exemplos de pessoas que fazem parte destes 5% (e você já deve ter ouvido falar de alguns deles): Albert Einstein, Nelson Mandela, Ayrton Senna, Gustavo Borges, Zilda Arns e Muhammad Yunus.

Os bons visionários e os caçadores de recompensas

Quem são os caçadores de recompensa?

Não é muito difícil identificar um caçador de recompensa. Ele ou ela é aquela pessoa que realiza feitos em troca de alguma coisa material, ou reconhecimento de alguém.

O autor brinca: "Mas quem não fica feliz com elogio e reconhecimento da família e dos amigos?" Entretanto, essas pessoas têm como objetivo principal esses tais prêmios, sem se importar com o processo de realização em si.

Eles fazem as coisas por eles primeiro para depois pensar no próximo. Além disso, só fazem o que lhes é pedido. Quando falham, nunca se responsabilizam por isso; tem sempre um terceiro elemento causador de seu fracasso.

Segundo o autor, se você conhecer alguém que utiliza muito das expressões "isso é muito difícil", ou "já foi tentado antes e não deu certo", então provavelmente você conhece um caçador de recompensa.

Para eles, a profissão "certa" é aquela que vai te enriquecer, te trazer status e fama. Eles não pensam na realização pessoal; eles pensam em bens materiais e reconhecimento.

E o pior: os caçadores de recompensa se auto sabotam, criando seus próprios obstáculos de forma inconsciente, a fim de dificultar seu caminho para atingir seus objetivos e seu sucesso.

E quem são os bons visionários?

O Grupo dos 5%. Nas palavras do autor, "são pessoas que dão o melhor de si e o fazem com maestria". Elas não se apegam ao luxo como objetivo; para elas, "a viagem é a recompensa".

São inspiradas e sabem para onde estão indo. As críticas não abalam seu caminho; elas buscam crescer com as críticas construtivas e são "imunes à vida nublada, fria e sem gosto."

Além disso, o Grupo dos 5% rema contra a correnteza. Atuam profissional e pessoalmente de acordo com seus valores, e não por aceitação dos demais, muito menos por dinheiro. Para eles, dinheiro é uma consequência de um trabalho inspirado e bem feito.

Essas pessoas visionárias tendem a ser mais engajadas em questões coletivas, prestando suas aptidões "para gerar a máxima prosperidade a todos".

O perigo das verdades absolutas

Paradigmas são uma espécie de "leis" que a sociedade toma como verdade absoluta. Alex Bonifácio diz que paradigmas limitam o desempenho e invisibilizam várias possíveis soluções para muitos problemas que enfrentamos no dia a dia.

Quando aceitamos soluções prontas, estamos fadados ao comodismo. Isto, pois, desta forma, não analisamos o espectro de estratégias possíveis (algumas delas podem ser até melhor do que aquela que costumamos adotar). Além disso, não desenvolvemos nossa criatividade para gerar uma nova solução.

Pessoas plenamente realizadas não aceitam fôrmas, elas preferem criar.

Não se abatem só porque antes delas alguém fez diferente; elas provam que são capazes de ampliar a mente e expandir as oportunidades, enxergando as coisas sob outros ângulos.

No final desse capítulo do livro "Pense Grande", o autor faz um lembrete:

"Todos somos capazes de atingir novos patamares de desempenho."

O fracasso

Muitas pessoas que anseiam começar um projeto não tomam iniciativa por medo do fracasso, mesmo que as chances sejam mínimas. Por outro lado, Bonifácio observa que as pessoas do Grupo dos 5% possuem uma visão diferente:

  • Elas não se deixam levar pelo medo;
  • Elas lidam com este sentimento diariamente para que suas decisões não sejam influenciadas por isso.

É importante ter em mente que errar é natural do processo. Vamos passar por muitas situações nas quais, antes de chegar ao sucesso, falharemos muitas vezes.

Mas não devemos ver isso como um motivo para desistir; mas sim como mais um passo a ser dado em direção ao nosso objetivo.

Tudo a seu tempo

O tempo é um fato que pode desencadear sentimentos como preocupação e ansiedade. Como consequência, muitas pessoas se encontram desesperadas para terminar seus projetos dentro do tempo. Entretanto, não enxergam saídas, pois estão "cegas" por sentimentos ruins.

Os integrantes do Grupo dos 5% tem noção de que grandes feitos podem demorar anos para serem executados ou reconhecidos. Visto isso, eles conseguem lidar com este fato com serenidade e paciência.

Pessoas extraordinárias não correm contra o tempo para provar que estão certas, ou para serem reconhecidas. Elas se concentram no seu processo, nas suas vontades, na viagem de seu aprendizado e de suas paixões.

Metas

Vimos que os caçadores de recompensa são aqueles que fazem as coisas para serem reconhecidos, para se tornarem ricos, ou para se tornarem famosos. Definir nossas metas com base nesse tipo de recompensa, segundo o autor:

"É uma trágica maneira de reduzir a capacidade de realização."

Ele complementa, dizendo que é essencial que tenhamos uma meta, mas que ela seja inspiradora. Dessa forma, estaremos trabalhando em cima das nossas melhores aptidões e nos esforçando para algo que, de fato, tem valor.

Alex alerta: "é preciso estipular prazos e imaginar o melhor modo de alcançá-la."

Quando organizamos nossas tarefas, passamos a visualizar nossa meta com mais clareza. Dessa forma, saberemos exatamente onde iremos chegar.

Esteja comprometido a perseguir seus objetivos. Suas metas são suas missões e, lembre-se: se comprometa com algo que se reflita na sociedade — só assim você verá sentido naquilo que faz.

O sucesso

Alex afirma:

"Uma situação estável e confortável é o cenário ideal para desenvolver o comodismo."

Quando alcançamos uma de nossas metas, nossa mente tende a passar a sensação de dever cumprido. E é aí que você, leitor, deve se atentar!

Não devemos nos acomodar com o sucesso inicial; pelo contrário, é preciso se desapegar de coisas que te levaram ao sucesso e adotar novas estratégias. À medida em que conquistamos coisas, devemos nos focar para alcançar novas conquistas.

"O sucesso traz consigo miopia, uma neblina que dificulta a manutenção do foco no objetivo."

Qual é a sua idade?

Nunca é tarde para fazer a mudança. Tire um momento para analisar os aspectos da sua vida, reflita se você está feliz do jeito que está agora. E se faça a seguinte pergunta proposta pelo autor: "Existe algo que, se eu o fizesse, traria grande significado à minha vida?"

Se você deseja fazer parte do Grupo dos 5%, deve ter em mente que o momento de mudar é agora! "Não importa se com dez anos ou na melhor idade", diz o autor.

No trabalho

O autor levanta um ponto que chama atenção de empresários e diretores: "paradigmas sobre a idade também precisam ser quebrados." As empresas que adotam esse tipo de conduta para fazer contratações ou demissões não estão dando importância para quem realmente têm o poder disruptivo.

Toda pessoa que tem paixão sobre algo tem a capacidade de realizar grandes feitos transformadores. Basta ter foco, determinação, paixão e energia para ser uma pessoa de alta performance: aquelas que fazem a diferença!

O que outros autores dizem a respeito?

Segundo Caio Carneiro, autor do livro "Seja Foda!", o sucesso é 99% feito de fracasso. Além disso, se você considera o fracasso como o oposto de sucesso, não construirá nada produtivo, já que todo fracasso é apenas um degrau da escada do seu sucesso.

Já Malcolm Gladwell, no livro "Fora de Série - Outliers", fortalece a ideia de que a inteligência prática, ou seja, saber como dizer e o que dizer, a cultura, as oportunidades, a geração e o histórico familiar são fatores mais importantes que a inteligência analítica (QI) para atingir um sucesso extraordinário.

Por fim, em "Seja Disruptivo!", Jay Samit diz que ideias inovadoras tem o poder de transformar o mundo e causar disrupção no sistema. Para que você desencadeie um perfil disruptivo, é necessário que você planeje seus objetivos e seja suscetível a mudanças tanto internas quanto externas.

Certo, mas como posso aplicar isso na minha vida?

Reunimos algumas dicas para que você possa entrar no grupo dos 5%:

  • Saia do comodismo. Não se adapte às coisas que você não pode mudar, mude as coisas que você não quer se adaptar;
  • Não foque em conquistar seus objetivos para ser rico, famoso ou reconhecido. A autorrealização se baseia em fazer as coisas por você e pelos outros, e não por recompensa;
  • Esforce-se para se superar cada vez mais. Seja melhor do que você foi ontem;
  • Não se deixe ser seduzido pelo sucesso;
  • Esteja disposto a fazer a diferença no mundo com algo que você ama.

Gostou desse resumo do livro "Pense Grande"?

Agora não tem desculpas para não fazer parte do Grupo dos 5%! E aí, vamos fazer a diferença juntos?

Aproveite e deixe seu feedback nos comentários. Sua opinião é o que nos motiva a produzir os melhores resumos.

A obra completa também está disponível para compra. Adquira já, clicando na imagem abaixo:

Livro Pense Grande

Adicionar aos favoritos
Ler mais tarde
Marcar como lido
Create Account
Cadastre-se gratuitamente

E receba semanalmente resumo dos maiores best sellers para ler e ouvir quando quiser!