Seja Egoísta com sua Carreira - Luciano Santos

Seja Egoísta com sua Carreira - Luciano Santos

Aprenda a assumir o controle sobre sua carreira, conheça os três pilares da empregabilidade e saiba como transformar sua vida profissional.

Como você escolheu qual carreira seguir? Você escolheu seu emprego atual ou foi o que apareceu? O que coloca em primeiro lugar na hora de fazer decisões relacionadas à sua carreira?

De acordo com Luciano Santos, a grande maioria das pessoas se deixa influenciar por amigos, chefes, familiares e, principalmente, pelo medo de mudança ao fazer escolhas que impactam sua vida profissional.

Essa falta de gestão de carreira pode afetar tanto o futuro profissional como também a vida pessoal, pois pode gerar insatisfação e infelicidade.

Pensando nisso e com base em sua vasta experiência, o autor decidiu escrever este livro, buscando explicar a importância de se tomar as rédeas da própria carreira.

E aí, pronto para aprender a ser mais egoísta com seus objetivos profissionais? Veja mais nesse resumo do livro!

O livro “Seja Egoísta com sua Carreira”

Lançado em 2021 pela Editora Gente, o título completo do livro é “Seja egoísta com sua carreira: descubra como colocar você em primeiro lugar em sua jornada profissional e alcance seus objetivos pessoais”.

Em 208 páginas e dividida em 11 capítulos, a obra tem uma escrita leve e de fácil compreensão, além de diversos exemplos conhecidos pelo autor ao longo de sua jornada, utilizados para facilitar o entendimento das visões de Luciano.

Quem é Luciano Santos?

Graduado em Letras, Luciano fez um pouco de tudo: trabalhou ajudando na loja do pai, foi auxiliar de vendas e fez parte da equipe de suporte técnico do UOL. Nessa fase, teve grande crescimento profissional e chegou ao setor editorial da empresa.

Então apareceu a oportunidade de trabalhar no Google. Passou 11 anos na gigante de tecnologia, chegando ao cargo de gerente de contas júnior. Em 2016, Luciano partiu para outro desafio: aceitou uma proposta do rival Facebook.

Desde então, cresceu na empresa e ocupa a posição de diretor de vendas. Além disso, o autor também ministra palestras e compartilha postagens diárias no LinkedIn, onde trata de temas de carreira e liderança.

Por que ler o livro de Luciano Santos?

A leitura é fundamental para pessoas que desejam aprender a gerir a própria vida profissional, independente da área de atuação.

Os ensinamentos expostos no livro são valiosos para diferentes públicos, desde um universitário próximo de se formar até um profissional estabelecido que busca dar uma guinada na carreira, mas que quer tomar as rédeas de sua carreira.

Quais são os pontos principais do livro “Seja Egoísta com sua Carreira”?

  • Grande parte das pessoas que ocupam cargos de gestão não receberam nenhum tipo de treinamento sobre liderança;
  • A maioria das pessoas associa o ambiente de trabalho a um lugar de sofrimento;
  • A educação sobre gerenciamento de carreira é capaz de fazer com que o trabalho deixe de ser um local de sofrimento;
  • A comunicação é uma das habilidades essenciais para o bom gerenciamento de pessoas, pois falhas nesse sentido podem gerar desperdícios e insatisfação;
  • Considerando os principais pontos relacionados ao bem-estar no trabalho, grande parte das empresas não atendem às expectativas;
  • É preciso assumir a responsabilidade pela própria carreira para ter uma vida profissional plena.

No resumo a seguir, vamos apresentar as principais dicas que o autor fornece para analisar sua carreira e, a partir disso, desenvolver habilidades para ter uma boa gestão da sua ocupação profissional.

Faça o Download do Resumo do Livro "Seja Egoísta com sua Carreira" em PDF grátis

Está sem tempo para ler agora? Então faça o download gratuito do PDF e leia onde e quando quiser:

Seja Egoista com sua Carreira - Luciano Santos, PDF

Você é feliz no seu trabalho?

Em uma enquete feita no seu LinkedIn, Luciano constatou que 60% das pessoas que responderam afirmaram que não se sentiam felizes no trabalho. Dentre os motivos, estes foram os cinco mais citados:

  1. O chefe;
  2. Falta de oportunidade de crescimento;
  3. Falta de reconhecimento;
  4. Salários baixos;
  5. A função desempenhada.

Tais dados reiteram o problema com relação à liderança, uma das principais premissas consideradas pelo autor no livro.

Por outro lado, levando em conta as respostas daqueles que se sentem felizes no trabalho, o autor chegou à seguinte conclusão:

“A felicidade no trabalho acontece quando se está em um ambiente positivo, no qual as pessoas possam crescer, se sintam desafiadas e sejam reconhecidas por líderes bem preparados.”

O escritor destaca que, ao contrário do que muitos pensam, o salário não é um fator importante para a felicidade no trabalho. Além disso, ele cita que é muito difícil encontrar seu propósito, por isso é importante focar em ter uma carreira que nos faça sair da cama com energia e disposição.

Por fim, Luciano lembra que, para encontrar satisfação no trabalho, é fundamental trabalhar na área que gosta, pois isso permite que você seja a pessoa certa no lugar certo.

Planejar a carreira ou não?

Você fez um planejamento de carreira? Se não fez, não tem problema. Luciano explica que não é obrigatório e, muito menos, uma garantia de sucesso.

A maioria das pessoas não faz um plano de carreira e, aquelas que fazem, grande parte não consegue seguir o que foi planejado.

Ele conta que nunca fez planos detalhados durante a sua trajetória, mas que também conheceu profissionais que planejaram cada passo da jornada e no fim chegaram ao objetivo que foi estabelecido.

No entanto, ele ressalta que, ainda que você não precise planejar toda a sua carreira, é fundamental ter planos (mais de um, inclusive), pois a estabilidade é uma ilusão.

Para exemplificar, é apresentada no livro a história de Marcos, um profissional de excelência que trabalhou durante quinze anos na mesma empresa, entregando ótimos resultados ano após ano.

Durante esse período, Marcos não fez nenhuma atividade além do que precisava para entregar um bom trabalho na empresa em que estava. Não se preocupou em fazer um curso de inglês, sempre adiava o curso de pós-graduação desejado e muito menos mantinha o currículo atualizado.

No entanto, após a empresa ser vendida para um grupo estrangeiro, ocorreu um corte de profissionais com salários mais altos. Foi aí que a realidade bateu à porta: Marcos estava extremamente defasado e, quando contou sua história para Luciano, já estava há dois anos buscando recolocação no mercado.

Fica clara a importância de se pensar no futuro e ter planos para se proteger de acontecimentos inesperados e ser independente com relação à sua carreira. Para isso, Luciano fornece as seguintes dicas:

  • Invista na sua educação;
  • Cultive um hobby, pois isso pode se tornar um negócio;
  • Tenha projetos pessoais;
  • Fortaleça seu networking;
  • Tenha uma reserva financeira.

Aprenda com quem chegou antes

No capítulo anterior, o autor já citou a importância do networking, mas aqui ele vai além e explica como é fundamental aproveitar a rede de contatos para aprender com pessoas que já vivenciaram diferentes tipos de experiências.

Pensando nisso, Luciano fez mais uma consulta a seus leitores e seguidores com a seguinte pergunta: “qual conselho você daria a si mesmo no começo de sua carreira?”

A partir das respostas, formulou alguns conselhos:

  • Aprenda inglês;
  • Nunca pare de estudar;
  • Trabalhe com o que ama;
  • Pense em você;
  • Não deixe de aprender com os outros;
  • Não fique se comparando com outras pessoas;
  • Vença seus medos;
  • Cometa erros
  • Aceite e crie a mudança;
  • Experimente muito;
  • Tenha foco;
  • Não seja seu próprio não.

Como posso ser egoísta com minha carreira?

O gene egoísta com relação à carreira não é fácil de se encontrar, já que, segundo o autor, poucas pessoas têm o “sentimento de dono” da sua própria vida profissional.

Luciano pontua que o trabalho é uma relação de parceria, não de subordinação, e desmistifica frases de impacto que não fazem sentido para o mundo moderno, como “trabalhe enquanto eles dormem” ou “vista a camisa da empresa”.

Ao encarar o processo de trabalho de uma maneira prática, como uma troca entre você e a empresa, é possível focar em você, no seu desenvolvimento e, consequentemente, isso vai ser bom para a empresa também, que terá um profissional mais qualificado agregando valor ao que ela produz.

Além disso, reforça: não seja sua empresa, seu cargo ou seu crachá. Isso tudo são coisas passageiras, emprestadas. O que fica sempre com você é sua carreira, e é nela que você deve focar.

Uma forma de fazer isso é testar sua empregabilidade: participe de processos seletivos, mesmo estando empregado. Pessoas que não colocam a carreira como prioridade veem isso como uma “traição” com o empregador, o que não faz sentido.

Essa prática fornece informações valiosas sobre seu currículo, como o mercado enxerga suas qualificações e competências, seu desempenho em entrevistas e, em alguns casos, pode até receber feedbacks valiosos sobre seu comportamento.

Por fim, ele explica que ser egoísta com sua carreira pode te ajudar a sair de situações ruins, pois existe maior equilíbrio na relação com a empresa e você não se vê obrigado a continuar naquele lugar que pode fazer mal até à sua saúde.

Quais são os três pilares da empregabilidade?

Luciano Santos acredita que existem três fatores que influenciam muito no quesito empregabilidade: currículo, narrativa e networking.

Hoje em dia, o currículo não se trata apenas de uma folha com suas formações acadêmicas e experiências profissionais. Esse continua sendo importante, por isso é fundamental sempre mantê-lo atualizado, fornecendo as informações de maneira clara e objetiva.

No entanto, somente isso não é suficiente para chamar a atenção. É essencial utilizar seu perfil no LinkedIn. Lá, além das informações presentes no seu currículo tradicional, ainda existe a possibilidade de criar conteúdo relevante para sua indústria.

O ser humano se envolve com histórias, por isso a narrativa é um elemento fundamental para o mercado de trabalho. Saber contar sua trajetória de maneira cativante pode ser o diferencial em uma entrevista de emprego.

É importante refletir sobre todos os eventos que demandaram bastante tempo e energia na sua jornada e analisar o que você aprendeu com cada experiência. A partir disso, crie uma história, explicando o motivo pelo qual fez aquilo e como essa vivência te ajudou a ser quem você é.

Por fim, o escritor pontua mais uma vez a importância do networking, pois te dá acesso a oportunidades de emprego, aprendizado, experiências e contato com pessoas incríveis.

Ele lembra também que se trata de um processo a longo prazo, por isso quanto antes você começar, melhor. E, além disso, nunca deixe de fortalecer sua rede de contatos, pois isso pode transformar sua vida profissional.

Qual a importância de ser uma pessoa plural?

Tudo é experiência. Luciano conta que, em muitos atendimentos de mentoria que realizou, a pessoa contava que tinha receio de colocar no currículo uma experiência fora da sua área de atuação.

Nesses casos, ele sempre orienta que é importante valorizar as diferentes vivências, pois isso traz pluralidade, o que pode ajudar na criatividade, inovação e solução de problemas, por exemplo.

Em um mundo em constante mudança, concentrar todos os seus esforços e se desenvolver em apenas uma habilidade é arriscado. Não sabemos ao certo qual será a profissão do amanhã e qual será extinta.

Por isso, devemos focar no que está sob nosso controle: seja o melhor no que faz, buscar sempre se desenvolver, adquirindo novos conhecimentos e experiências variadas. Assim, ampliamos nosso leque de possibilidades.

É possível gerenciar o meu gestor?

Ajudar o seu líder a gerenciar pode fazer muito bem, tanto para sua carreira como para a empresa. Pode acontecer, por exemplo, do seu gestor pedir que você faça uma coisa, você entender outra e, assim, gerar frustração, desperdício para a empresa e desgaste na relação.

Por isso, o autor pontua que é fundamental sempre alinhar com o líder exatamente o que é esperado de você, anotando e repassando todos os pontos apresentados, para que não aconteça confusão.

Além disso, sempre que possível, ofereça ajuda. É provável que você seja capaz de fornecer ideias e soluções diferenciadas, e também é uma forma de fortalecer a relação entre vocês.

Livros sobre carreira e desenvolvimento pessoal

O doutor em Ciência da Computação Cal Newport ressalta, em seu livro “So Good They Can’t Ignore You”, a importância de você ter o controle sobre sua carreira, e tomar decisões difíceis priorizando o que é mais valioso para você.

Em “Comece por Você”, Reid Hoffman, que atuou como presidente executivo do LinkedIn, fala sobre a relevância de se investir na própria carreira, tratando-a como se fosse uma startup.

Já com o livro “Business Model You”, do autor Tim Clark, você pode aprender a utilizar o Canvas para reinventar sua vida pessoal e profissional, identificando seu propósito e reinventando seu modelo de negócios.

Então, como posso ter uma carreira de sucesso?

  • Seja você a sua prioridade;
  • Seja a solução dos seus problemas;
  • Não minta no seu currículo, em entrevista ou no ambiente de trabalho;
  • Aprenda a dar e receber feedback;
  • Sempre deixe as portas abertas por onde passar;
  • Tenha coragem para mudar e tomar decisões difíceis;
  • Não tenha medo de ser demitido;
  • Sempre declare suas intenções;
  • Seja egoísta com sua carreira!

Gostou desse resumo do livro “Seja Egoísta com sua Carreira”?

E aí, está pronto para tomar as rédeas da sua carreira? O que achou das dicas do autor?

Deixe sua opinião nos comentários, seu feedback é muito importante para que nossa equipe possa melhorar cada vez mais os conteúdos oferecidos aos nossos caros leitores!

E para se inteirar ainda mais sobre o conteúdo, adquira a versão completa do livro em português clicando na imagem abaixo:

Seja Egoista com sua Carreira - Luciano Santos

Adicionar aos favoritos
Ler mais tarde
Marcar como lido
Create Account
Cadastre-se gratuitamente

E receba semanalmente resumo dos maiores best sellers para ler e ouvir quando quiser!