Mostre Seu Trabalho! - Austin Kleon

Mostre Seu Trabalho! - Austin Kleon

Descubra 10 dicas para conquistar um público verdadeiramente interessado em sua produção através do compartilhamento de seus processos, ideias e rotina.

Você já empenhou mais esforço do que gostaria em estratégias para aumentar a visibilidade do seu produto e não atingiu os resultados esperados? Você sabe o que é necessário para conseguir público nos dias de hoje?

Nesse resumo do livro "Mostre seu trabalho!", vamos te contar o que devemos fazer para sermos as pessoas que inspiram outras.

Além disso, sabemos que é frustrante gastar tanto tempo se aperfeiçoando em sua produção e não conseguir vendê-la, por isso o livro apresenta formas para consolidar um público verdadeiramente interessado em seu trabalho.

Quer ter sucesso no seu trabalho? Então continue com a gente!

Sobre o livro "Mostre Seu Trabalho!"

O livro "Mostre Seu Trabalho! 10 maneiras de compartilhar sua criatividade e ser descoberto" foi publicado no Brasil em 2017 com tradução de Isabel W. De Nonno. A obra possui 224 páginas e é dividida em 10 capítulos.

Neste livro o autor apresenta novas maneiras para divulgar trabalhos artísticos/criativos sem parecer um "SPAM humano" e como consolidar através da generosidade um público que realmente se interessa pelo o que você faz.

Este é o segundo livro publicado por Kleon que faz parte da trilogia de sucesso na qual ele ensina sobre como conseguir trabalhar com arte e criatividade nesse tempo, apostando no poder da internet.

Sobre o autor Austin Kleon

Austin Kleon é um escritor que desenha, segundo ele mesmo. Um entusiasta da criatividade nascido na cidade de Circleville, em Ohio nos Estados Unidos.

Kleon é um autor best-seller, segundo o The New York Times, por 3 de suas publicações, incluindo essa que vamos apresentar, elas são:

Por sua investigação acerca da criatividade na era digital foi convidado para palestrar em empresas como Pixar e Google, além de apresentar um TEDx sobre o tema.

Esse livro é indicado para quem?

O livro é principalmente indicado para pessoas que estão procurando melhorar o desempenho de seu trabalho, mas também para todos que necessitem de engajamento do público para desenvolver sua atividade.

Ideias principais do livro "Mostre Seu Trabalho!"

  • Não existe "gênio solitário". Compartilhar ideias e buscar parceiros sempre é melhor do que tentar realizar tudo sozinho;
  • Pense mais no seu caminho do que no produto final, evite a ansiedade;
  • Compartilhe suas curiosidades, as pessoas também gostam de saber quais são as motivações por trás do seu trabalho;
  • Quando lhe perguntarem sobre seu trabalho, seja honesto, não diga ser um "rockstar" a não ser que seja um "rockstar";
  • Escute seus colegas de profissão, se você é ator, vá ao teatro, se você é artista, visite exposições de arte, se é escritor, leia livros;
  • Além de compartilhar suas próprias ideias, também escute as ideias de quem se interessa pelo o que você faz.
  • Se afaste dos "vampiros", coisas que só te cansam e em nada contribuem, aqueles "amigos", aquele lugar ou até mesmo aquele trabalho.

Faça o Download do Resumo do Livro "Mostre Seu Trabalho!" em PDF grátis

Está sem tempo para ler agora? Então faça o download gratuito do PDF e leia onde e quando quiser:

[Resumo do Livro] Mostre Seu Trabalho! - Austin Kleon, PDF

Você não precisa ser um gênio

O livro inicia desmentindo a existência do mito do "gênio solitário", ao propor que para seguir uma carreira na indústria da criatividade, é necessário compartilhar suas ideias.

Dito que ele aposta na generosidade entre artistas e pessoas que trabalham com a criatividade, é apresentado o conceito que Brian Eno descreveu como "cenas", grupos de pessoas que compartilham das mesmas inspirações e ideias.

Kleon recomenda que artistas procurem essa "cena". É nesse conjunto de artistas pensando sobre a mesma coisa que surgem as obras-primas. Atente-se para a internet, pode ser um bom lugar para que você encontre sua "cena".

Compartilhar uma ideia não muito boa ainda, é melhor do que não compartilhar. Compartilhando ideias, você tem a chance de conhecer a reação de seu público com as coisas que você quer trabalhar, ter feedback.

Além do feedback, esse momento de compartilhamento das ideias é ideal para que possivelmente você encontre sua cena, ou pelo menos descubra outras pessoas interessadas na mesma coisa que você.

Pense em processo, não em produto

Enquanto o público normalmente só tem acesso ao produto final, ao artista, cabe se preocupar com o processo de criação, a lapidação de seu trabalho.

Durante seu processo criativo, também é interessante que se faça o registro das etapas da forma que estiver mais confortável, seja com a câmera do celular, ou registro escrito.

Use dos registros para tornar público seus projetos. As redes sociais possibilitam que a divulgação de seu trabalho seja feita quase sem custo.

"Torne-se um documentarista do que faz"

Compartilhe um pouco todos os dias

Tenha em mente que nenhuma carreira se consolida da noite para o dia. Perseverança é importante, mas não se desespere produzindo e esperando pelo sucesso, foque nos dias.

Focando sua produção em uma rotina diária, ao final de cada dia você terá realizado algum avanço e terá algo interessante para compartilhar, talvez uma ideia inesperada em algum erro.

A forma como você irá compartilhar cabe a você decidir. O autor no livro "Mostre seu Trabalho!" sugere compartilhar através de blogs, e-mail, Twitter ou no YouTube, mas deixa claro que não existe um formato obrigatório.

Nem tudo que é compartilhado precisa estar perfeito, não compartilhe somente o que você julga estar impecável. Lembre-se que a opinião do público talvez seja diferente, e você pode acabar se surpreendendo.

Mas sempre faça o teste do "e daí?", se pergunte se o que você está compartilhando tem um propósito real.

Como a assessora de imprensa Lauren Cerand diz:

"Poste como se todo mundo que ler tivesse o poder de demiti-lo".

Abra seu gabinete de curiosidades

Todas as pessoas possuem hobbies e interesses pouco comuns, mostre os seus! Seus interesses fazem de você a pessoa única que é, seja generoso e deixe as outras pessoas saberem do que você gosta.

Responda com sinceridade a perguntas como "Que filmes vê? Você frequenta exposições de arte? O que coleciona?" ou até mesmo, "de quem você 'rouba' suas ideias?" (fazendo referência ao livro "Roube como um artista" do mesmo autor).

Dê os créditos da forma devida. Segundo Kleon, é importante desenvolver o exercício de creditar os trabalhos que você compartilha caso não sejam seus. É de bom tom que se compartilhe algo de outra pessoa somente quando puder creditar.

É recomendável utilizar a ferramenta de hyperlink, para levar seu público diretamente ao local de onde você tirou o que está compartilhando.

Conte boas histórias

Seu trabalho não fala sozinho, de acordo com a obra "Mostre seu Trabalho!", é preciso que você tenha considerações a dizer sobre o que tem feito e compartilhado. Explique ao seu público o motivo de estar fazendo o que faz e da forma que faz.

Boas histórias contribuem para a valorização de um trabalho de arte, não existem trabalhos que "falam por si". Quando achamos isso de um trabalho, normalmente é porque já falaram bastante sobre esse trabalho.

Pense nas histórias que você contar sobre seu trabalho como uma forma de tornar mais fácil o entendimento, as pessoas se interessaram mais por uma boa história do que por um conceito que talvez poucos entendam.

Ensine o que você sabe

Dividir seus conhecimentos é uma ótima forma de trabalhar a generosidade. Quais técnicas você usa? Por que realizar seu trabalho da forma que você realiza?

Pense sobre como você pode passar informações técnicas, de materiais, ou qualquer outro aspecto da sua produção para pessoas "leigas". Austin Kleon afirma que ensinando é possível aprimorar a própria técnica.

Além de se aprimorar em seu trabalho, compartilhando informações técnicas sobre seus processos, você também tem a chance de inspirar pessoas. E assim, se tornar referência para essas pessoas.

O público se interessa mais quando conhece os "segredos" da produção.

"As pessoas se sentem mais próximas porque de alguma forma você está deixando elas entrarem em contato com seu conhecimento".

Não se torne spam humano

Escute o que as pessoas tem pra falar, não seja arrogante a ponto de acreditar que não existe algo para absorver no que falam para você. Esteja aberto ao diálogo.

Kleon diz que

"se você quer fãs, tem que ser um fã".

Não se preocupe com a quantidade de seguidores que você tem, nem com quantas pessoas interagem em suas publicações. Se preocupe com a qualidade destes números, muitas pessoas não necessariamente significam um bom público.

Se quer seguidores, seja alguém digno de seguir

Estabeleça uma relação honesta com seu público, desenvolva a proximidade, talvez, até mesmo conheça pessoalmente algumas pessoas, principalmente colegas de profissão.

Aprenda a apanhar

Receber uma crítica nem sempre é fácil, mas esteja disposto a recebê-las. Compartilhe seus trabalhos. Se as críticas acontecerem diante de sua obra, não desanime, compartilhe mais de seus trabalhos.

Nesse exercício de estar aberto para ser criticado, você desenvolve a capacidade de ser cada vez menos afetado pelas críticas, não importa o quão cruéis sejam.

Aprenda a reagir às críticas de uma maneira tranquila, sem grandes frustrações. Se isso for algo difícil para você, pratique meditação, ou algo que consiga te fazer mais tranquilo.

"Você deve se lembrar que seu trabalho é algo que você faz, e não quem você é."

Evite expor seus trabalhos mais íntimos caso não esteja preparado para receber possíveis críticas sobre ele. Se preserve, guarde-os para outro momento, nunca é tarde demais. Saiba o momento certo de compartilhar algo íntimo com seu público.

Esteja atento aos "trolls", não instigue-os, ignore-os. Os "trolls" são pessoas que criticam somente por criticar, trolls não se preocupam com você, não se preocupe com eles, inclusive, talvez seja bom que você bloqueie-os.

Venda-se

Se você pretende em algum momento viver da sua produção artística ou criativa, é bom deixar claro para seu público que você almeja isso. Eventualmente venda suas obras, até porque os artistas não se alimentam de vento.

O dinheiro não irá corromper sua criação ou produção, irá te estimular a produzir mais e melhor, e existem várias formas de receber um retorno financeiro quando se trabalha com artes.

Austin Kleon aconselha a manter uma lista de possíveis compradores e/ou apoiadores, principalmente quando você não tiver algo pronto para ser comercializado. Faça isso através do seu e-mail.

Mas nunca, NUNCA, adicione o e-mail de alguém a essa lista sem a autorização da pessoa, você não quer ser um spam humano, e nem um spam eletrônico na caixa de entrada de alguém.

Redes sociais começam e terminam, mas todos continuam usando seus e-mails.

Fique por perto

Altos e baixos em uma carreira são normais, é esperado que isso aconteça. Por isso, o livro "Mostre seu Trabalho!" alerta para não desistir diante de um momento ruim, eventualmente as coisas ficarão melhores, seja persistente, resiliente.

Não deixe de produzir porque não está tendo o retorno esperado, talvez seja o momento para reduzir um pouco o ritmo de sua produção, mas não abandoná-la.

Se precisar de um tempo para si, tire-o, mas se programe para que consiga voltar a produzir após o final deste "período sabático". Tá tudo bem em descansar.

Esteja disposto a talvez começar ou tentar algo novo, você nunca vai começar do zero tendo em vista que já aprendeu bastante com suas tentativas anteriores.

O que outros autores dizem a respeito?

Daniel H. Pink, autor de "A Whole New Mind", afirma que, graças à fusão da riqueza, tecnologia e aumento da conexão de pessoas por meio de telefones e internet, o mundo está transicionando para uma nova era que vai além do conhecimento; é preciso criatividade, empatia e emoção.

Na obra "Somos Todos Criativos", o autor Ken Robinson diz que todos nascem com talentos naturais, mas poucos são aqueles que descobrem quais são e a forma de desenvolvê-los. Dessa forma, pode-se concluir que todos têm capacidade criativa, o desafio é desenvolvê-las, pois necessita de muita disciplina e trabalho.

Em "Ideias que Colam", os irmãos Chip e Dan Heath acreditam que o fator surpresa está ligado a uma quebra de padrão. Ideias inesperadas, novas, costumam atrair a atenção das pessoas.

Certo, mas como posso aplicar isso na minha vida?

Após ter contato com as dicas que Austin Kleon apresentou neste livro para que você consiga divulgar melhor seu trabalho, que tal recapitular alguns pontos importantes?

  • Seja generoso com seu próprio trabalho;
  • Se relacione com pessoas que fazem algo parecido com o que você faz;
  • Foque no que está fazendo, e não no alcance que seu trabalho pode ter;
  • Mantenha uma rotina de compartilhamento;
  • Tenha boas histórias sobre o que você está fazendo;
  • Não se importe tanto com as críticas, elas acontecem;
  • Ensine o que você sabe fazer a outras pessoas, compartilhe conhecimento;

Gostou desse resumo do livro "Mostre Seu Trabalho!"?

Gostou? Conta pra gente o que achou das dicas nos comentários.

Você também pode comprar o livro completo clicando na imagem abaixo:

Livro Mostre Seu Trabalho

Adicionar aos favoritos
Ler mais tarde
Marcar como lido
Create Account
Cadastre-se gratuitamente

E receba semanalmente resumo dos maiores best sellers para ler e ouvir quando quiser!