Arriscando a Própria Pele - Nassim Nicholas Taleb

Arriscando a Própria Pele - Nassim Nicholas Taleb

Conheça as ferramentas que auxiliam na gestão de riscos para tomar decisões e veja como “filtrar baboseiras” para atingir o sucesso.

O que você sabe sobre arriscar a própria pele? Você já se perguntou como a falta de correspondência aos riscos pode levar a desequilíbrios e, potencialmente, à ruína sistêmica? Ou, ainda, você já viu alguém pagar a pena pelo que não cometeu?

Hoje considerada uma das expressões mais utilizadas no mercado financeiro, "skin in the game" é uma prática aplicável não só no mundo dos negócios, mas na vida como um todo.

Neste resumo, falaremos sobre a importância de arcar com as consequências de nossos próprios atos e como se esquivar desta atitude pode causar sérios danos à sociedade.

Quer saber mais? Então, nos acompanhe nessa digna aventura de exposição aos riscos e obtenha poderosos e valiosos ensinamentos com o resumo do livro que impactou o mundo!

O livro "Arriscando a Própria Pele"

Publicado em 2018, "Arriscando a Própria Pele: Assimetrias Ocultas no Cotidiano" / "Skin in the Game: Hidden Asymmetries in Daily Life" (título original) é um ensaio de Nassim Taleb.

Sua tese principal gira em torno da importância de assumir riscos e das assimetrias nas vidas quando estes são transferidos aos outros.

A obra está dividida em 8 partes com um total de 19 capítulos e 312 páginas, bem como, faz parte do intitulado "Projeto Incerto" que busca defender que "a assimetria na exposição a riscos leva a desequilíbrios e, potencialmente, à ruína sistêmica".

Quem é Nassim Nicholas Taleb?

Nassim Nicholas Taleb é libanês e proveniente de uma família influente. Se tornou analista de riscos líbano-americano, escritor, estatístico e matemático (possuindo bacharelado, mestrado e PhD pela Université de Paris e MBA pela Wharton School). É reconhecido por ser um grande investidor do mercado financeiro, presidente da Empirica (empresa de investimentos) e conselheiro do grupo Universa.

Considerando sua vasta experiência, vale destacar sua ocupação como diretor administrativo do Credit Suisse e sua conquista de benefício financeiro a partir de crises como o "Crash de 1987" ou "Segunda-Feira Negra".

Atualmente, ele reside nos Estados Unidos, onde trabalha como professor do Polytechnic Institute of New York University.

Suas obras mais conhecidas são: "Antifrágil", "A Lógica do Cisne Negro", "Iludido pelo Acaso" e são famosas por influenciar líderes mundiais, empreendedores e investidores.

Por que ler o livro "Arriscando a Própria Pele"?

O livro "Arriscando a Própria Pele" do autor Nassim Nicholas Taleb é indicado para investidores, líderes, consultores, empreendedores e pessoas que gostam de quebra de paradigmas e autenticidade.

Quais os pontos principais?

  • Dar a cara a tapa é essencial para entender o mundo;
  • As distorções da simetria são causadas por transferência de riscos e problemas;
  • A reciprocidade na vida é essencial para o equilíbrio e a justiça;
  • O conhecimento obtido pela improvisação é superior àquele obtido por meio de raciocínio lógico;
  • No mundo real, é difícil desvencilhar os aspectos ética e eficiência de trabalho, e colocar de um lado a ética e, do outro, o conhecimento e a competência.

Faça o Download do Resumo do Livro "Arriscando a Própria Pele" em PDF grátis

Está sem tempo para ler agora? Então faça o download gratuito do PDF e leia onde e quando quiser:

[Resumo do Livro] Arriscando a Própria Pele - Nassim Nicholas Taleb, PDF

Incerteza e confiabilidade

O autor Nassim Nicholas Taleb explica sobre a importância de "identificar e filtrar a baboseira", isto é, o "papo furado". Por isso, no decorrer da leitura do seu livro "Arriscando a Própria Pele", ele explica a diferença entre teoria e prática; conheci­mento verdadeiro e cosmético e mundo acadêmico (no sentido pejorativo) e o mundo real.

Ludis de alieno corio

A frase latina "ludis de alieno corio" significa "brincando com a vida do outro". Contrário a esta ideia, Taleb afirma que não se deve alterar um sistema caso os resultados apresentam incerteza. Neste caso, o apropriado é evitar ações com consequências desvantajosas.

O "x da questão" é que, infelizmente, a desvantagem não afeta o intervencionista. Para Nassim Nicholas Taleb, em primeiro lugar, bem como o juramento de Hipócrates, são os axiomas "nunca causar mal ou dano a alguém" e "aqueles que não se expõem a riscos nunca deveriam se envolver na tomada de decisões".

Simetria em assuntos humanos

Nesta parte do livro "Arriscando a Própria Pele", Nassim Nicholas Taleb trata das distorções da simetria e da reciprocidade na vida. Em outras palavras, isso quer dizer que a obtenção de recompensas está atrelada à exposição de riscos, e não permitir que outros paguem o preço pelos seus erros.

Para o autor, se alguém infringe riscos a outras pessoas, e elas são prejudicadas, essa pessoa deve pagar um preço por isso.

Em outras palavras, a obra do investidor libanês trata de simetria com enfoque no sentido de arcar com os erros e danos causados. Esta ideia, segundo o autor, aplica em várias noções de incentivos, de ética, da teoria do contrato, da aprendizagem

(vida real versus comunidade acadêmica), do imperativo kantiano, dentre outros.

O negócio de Bob Rubin

"A burocracia é uma construção pela qual uma pessoa é convenientemente separada das consequências de suas ações."

Robert Rubin ou Bob Rubin é um Ex-Secretário do Tesouro dos Estados Unidos (um dos que assinam o nome na cédula do dólar) e, também, é muito conhecido pela sua visão de mundo pautada na distribuição de probabilidades, bem como, na incerteza.

Nassim Nicholas Taleb, por sua vez, o menciona referindo à sua atuação como trader. O autor discorda da postura das pessoas que quando ganham dinheiro ficam com lucros, mas, quando perdem, transferem para os outros os custos e gritam "Cisne Negro!" (que significa "evento imprevisível/incerto e de alto impacto").

Nassim Taleb explica que a cada descompasso entre um intervalo de bônus anual e uma estatística de uma crise econômica, o agente é incentivado a transferir riscos ao estilo Bob Rubin.

Assim, considerando que há muitas pessoas tentando obter lucro, existe uma probabilidade crescente de riscos de Cisne Negro nesses sistemas. Por isso, ocorre a explosão sistêmica.

Informação

Segundo Nassim Nicholas Taleb no livro "Arriscando a Própria Pele" é necessário mensurar a quantidade de informação que uma pessoa deve compartilhar, de maneira prática, com os outros e ponderar o que se deve ou não dizer.

O conhecimento através da improvisação, ou seja, da tentativa e erro, da repetição e experiência, do "contato com a terra" (intitulado pelo autor) é muito maior do que aquele obtido pelo raciocínio. Nesse sentido, o autor aponta que isto é algo que instituições egoístas têm se dedicado a esconder da sociedade.

O caso intervencionista

O caso intervencionista ensina como não arriscar a própria pele. Nassim Nicholas Taleb explica o fundamento deste caso para a história apontando que o mesmo causa efeitos éticos como epistemológicos (que se referem ao conhecimento).

Segundo o autor no livro "Arriscando a Própria Pele", os intervencionistas não aprendem porque não sofrem consequências por seus erros:

"O mecanismo de transferência de risco também impede a aprendizagem."

Nesse sentido, para o libanês, não é possível convencer inteiramente alguém de que está errado e apenas a realidade é capaz de provocar este efeito. Assim, o que importa para a realidade é a sobrevivência.

A maldição da modernidade, por sua vez, é que a maioria das pessoas são melhores para explicar do que para entender e/ou fazer.

"Não há evolução sem que se arrisque a própria pele."

Dessa forma, as pessoas não aprendem muito com seus próprios erros e com os dos outros, mas o sistema aprende através de eliminação. Isto é, segundo Nassim Nicholas Taleb, o sistema seleciona pessoas com menos tendência a uma classe de erros específicos e elimina outras.

"Os sistemas aprendem eliminando peças, usando a via negativa."

Taleb ensina que arriscar a própria pele é uma necessidade, mas não se pode deixar levar e aplicar isso a tudo o que estiver à vista e em todos os detalhes, particularmente quando há consequências.

Nesse sentido, há uma diferença entre o intervencionista que pode causar danos irreparáveis e uma opinião inofensiva. Enfim, "arriscar a própria pele mantém a soberba humana sob controle."

De Hamurabi a Kant

Para abranger uma parte da sabedoria da história da humanidade e mostrar que as regras foram sendo refinadas junto com a civilização, são apresentadas as principais citações recolhidos pelo autor do livro "Arriscando a própria pele":

Código de Hamurabi

A famosa Lei de Talião vem do Código de Hamurabi e pode ser lida no livro do Êxodo 21, 24:

"Olho por olho, dente por dente."

Trata de um uma metáfora muito mais flexível do que parece à primeira vista, ou seja, não precisa arrancar literalmente o olho de alguém. Nesse sentido, este Código estabelece "simetrias entre as pessoas em uma transação comercial, para que ninguém possa transferir riscos de cauda ocultos, ou riscos ao estilo Bob Rubin".

15ª Lei da Santidade/Justiça

"Amarás o teu próximo como a ti mesmo."

Nassim Nicholas Taleb afirma que esta Lei se encontra no livro do Levítico 19, 18 e é fundamental para pôr a pele em risco de maneira digna e coerente.

Regra de Prata/Regra de Ouro

"Em tudo, façam aos outros o que querem que eles façam a vocês."

Com base nesta citação encontrada no Evangelho segundo Mateus 7, 12, o autor do livro "Arriscando a própria pele" enfatiza que se deve evitar ouvir conselhos de alguém que, na vida, só faz dar conselhos e não outra coisa. A exceção a esta regra, segundo Nassim Nicholas Taleb, é que este sofra penalidade para esses conselhos.

Fórmula da Lei Universal

"Age somente, segundo uma máxima tal, que possas querer ao mesmo tempo que se torne lei universal."

Para Taleb, analisando esta citação de Kant, 1785: 4: 421, "o comportamento universal é excelente no papel, porém desastroso na prática." Ele argumenta que o micro funciona melhor que o macro e que se deve concentrar no ambiente imediato com auxílio de regras práticas e simples.

Racionalidade no mundo real

"O contato com o mundo real é feito arriscando a própria pele."

No mundo real, a racionalidade está atrelada à sobrevivência de modo muito profundo e mensurável. Na verdade, segundo o autor Nassim Nicholas Taleb, "não se pode separar coisa alguma do contato com o chão". Ou seja, se expor ao mundo real significa pagar pelas consequências boas ou ruins dos próprios atos.

Pathemata mathemata

No livro "Arriscando a Própria Pele", o autor diz que experiências que provocam feridas servem de orientação para a aprendizagem e descoberta. O que os gregos chamavam de "pathemata mathemata" é exatamente isto:

"Norteie seu aprendizado por meio da dor."

Em outras palavras, isto é um mecanismo de sinalização orgânica. Nassim Taleb diz que as mães de crianças pequenas têm este mecanismo. Deste modo, quando um bebê chora, por exemplo, a mãe desenvolve interpretações para cada tipo de choro, chegando a discernir quando o bebê está com fome ou com vontade de colo.

Defeito do raciocínio mental

Nassim Nicholas Taleb fala que existem "idiotas instruídos", ou seja, eles seriam aqueles indivíduos semiletrados e tachados de trouxas. Por isso, o autor elenca suas três falhas:

  1. Eles pensam em estáticas, não em dinâmicas;
  2. Pensam em dimensões baixas, não altas;
  3. Pensam em termos de ações, nunca interações.

Livros sobre desenvolvimento pessoal

No livro, "Mastering the Complex Sale", Jeff Thull apresenta um manual que ajuda a criar estratégias adequadas para vendas complexas e de alto risco. Também ensina não apenas como recrutar clientes, mas os maiores segredos que o marketing já conheceu.

Já no livro "Do Mil ao Milhão", Thiago Nigro descomplica os conceitos sobre investimentos e mercado financeiro e faz com que todos sejam capazes de investir e conseguir seu primeiro milhão desde a renda fixa, considerada mais segura, à renda variável (com mais exposição a riscos).

Por fim, com uma escrita bem leve, o livro "Geração de Valor 1: Compartilhando Inspiração" de Flávio Augusto ensina a pensar fora da caixa, acreditar no próprio potencial e conquistar todos os seus objetivos.

Como posso usar as dicas na prática?

O livro gira em torno da racionalidade e do teste do tempo. Nesse sentido, Nassim Nicholas Taleb apresenta alguns pontos a se atentar:

  • Dê sua cara a tapa;
  • Identifique e filtre "baboseira" e "papo furado";
  • Evite ser antifrágil às custas dos outros;
  • Quantifique a informação que uma pessoa deve compartilhar com os outros, de maneira prática.

Gostou desse resumo do livro "Arriscando a Própria Pele"?

E aí! Que tal um desafio? Prove para nós e para si mesmo que consegue arriscar a própria pele, enviando seu feedback sobre o que achou deste resumo! Suas considerações são muito importantes para nós.

Se identificou com o livro "Arriscando a Própria Pele" de Nassim Nicholas Taleb e já quer comprar? É só clicar na imagem abaixo:

Livro 'Arriscando a Própria Pele'

Adicionar aos favoritos
Ler mais tarde
Marcar como lido
Create Account
Cadastre-se gratuitamente

E receba semanalmente resumo dos maiores best sellers para ler e ouvir quando quiser!