Zconomy - Jason Dorsey, Denise Villa

Zconomy - Jason Dorsey, Denise Villa

Seja como clientes ou como futuros funcionários, a Geração Z chegou para revolucionar o mercado. Você está preparado para se adaptar a essas mudanças?

Você já refletiu sobre como seus hábitos de compra e aspirações te diferenciam dos seus pais?

Toda nova geração traz mudanças para o mercado e precisamos entender o comportamento de cada geração para podermos nos adaptar.

No livro "Zconomy", Jason Dorsey e Denise Villa apresentam estudos que te permitirão conquistar a nova geração que está revolucionando o mercado, a Geração Z.

Com este resumo de "Zconomy" você aprenderá as melhores estratégias para conquistar, vender e contratar essa nova geração!

Você não vai ficar de fora, certo? Continue por aqui e te contaremos o que essa geração tem para te ensinar!

Sobre o livro "Zconomy"

Jason Dorsey e Denise Villa realizaram uma extensa pesquisa com jovens de 13 a 24 anos para entender como recrutar, reter, treinar, motivar e vender para a Geração Z, a primeira geração a viver uma vida completamente digital.

Publicado em 2020, o livro "Zconomy" ensina em apenas 266 páginas como entender a Geração Z e como aplicar estratégias para conquistar e engajar essa nova geração para torná-los nossos aliados.

Sobre os autores Jason Dorsey e Denise Villa

Jason Dorsey é cofundador e presidente da The Center for Generational Kinetics (CGK). Em sua empresa, Jason realiza estudos para entender como cada geração se comporta, a fim de ajudar grandes empresas a se adaptar a cada geração.

Ele também se tornou autor best-seller com apenas 18 anos. Chegou a participar de centenas de entrevistas, incluindo participações no 60 minutes, Today, The Early Show, CNN, CNBC e New York Times.

Denise Villa, também cofundadora da CGK, é PhD e foi nomeada como especialista em gerações por vários meios de comunicação como Washington Post e The Wall Street Journal.

Ela também foi finalista na Profiles in Power e na Woman's Way Business Awards por ser uma mulher líder bem sucedida.

Esse livro é indicado para quem?

Esse livro é indicado para CEO s e gestores que desejam aprender estratégias para gerar leads da Geração Z, a geração que é capaz de mudar seu negócio com apenas um clique.

Também é indicado para CEOs e gestores que desejam entender como recrutar, contratar e manter em suas empresas essa nova geração que está alcançando o mercado.

Ideias principais do livro "Zconomy"

Para que você possa entender melhor a Geração Z, a fim de alcançá-los, os autores se debruçam sobre:

  • Os eventos que marcaram a Geração Z que os tornam tão únicos;
  • Como a maior parte das experiências dessa geração acontecem em uma tela de 15 cm;
  • As percepções desses jovens sobre dinheiro, poupança e gastos;
  • O que eles esperam das empresas para consumir seus produtos;
  • O que eles esperam das empresas para cogitarem se candidatar a uma vaga.

Faça o Download do Resumo do Livro "Zconomy" em PDF grátis

Está sem tempo para ler agora? Então faça o download gratuito do PDF e leia onde e quando quiser:

[Resumo do Livro] Zconomy - Jason Dorsey, Denise Villa, PDF

Bem-vindo ao novo normal

O que torna a Geração Z tão diferente das outras gerações? Bem, esta é a primeira geração a viver uma vida completamente digital e a pandemia do COVID-19 a tornou ainda mais dependente das tecnologias.

Para começar, Jason Dorsey e Denise Villa explicam o que de fato define uma geração. Segundo eles, uma geração é um grupo de pessoas que nasceram na mesma época e lugar.

Por que mesma época e lugar? Pois dentro de uma mesma geração podem existir diferenças entre pessoas de áreas urbanas e rurais, assim como entre pessoas da mesma idade em diferentes países.

Os autores também explicam que fora o tempo e a geografia, existem os momentos chaves que definem uma geração. Estes momentos são importantes pois podem moldar pontos de vista, prioridades, valores e comportamentos.

Os momentos chaves afetam cada membro de uma geração de diferentes formas, por exemplo, a idade de cada membro na época, o gênero, situação socioeconômica, cultura, localização geográfica, entre outros, impactam sua percepção deste evento.

Os eventos que moldaram a Geração Z

No livro "Zconomy" são abordados os principais eventos que marcaram essa geração que em breve se tornará mão de obra. É importante entender esses eventos, pois são eles que influenciam a forma como essa geração pensa e se comporta economicamente.

Vamos pensar, a Geração Z, nos Estados Unidos, viu um presidente afro-americano ser eleito duas vezes, viu o casamento gay ser aprovado, presenciou a disseminação de fake news que influenciaram o comportamento da população em relação a pandemia.

Aqui no Brasil não foi muito diferente. A Geração Z viu uma mulher ser eleita presidente duas vezes, viu ela ser impeachmada, viu o Brasil se dividindo entre partidos de esquerda e direita, e também viu a disseminação de fake news acontecer.

Agora, pensem só, eles viram tudo isso acontecer enquanto ainda eram adolescentes, ou no máximo jovens que estavam começando a se preocupar com ensino superior.

Esta geração também está vendo todos os dias pessoas da mesma faixa etária se tornando famosas e donas de empresas. E isso tudo, graças as redes sociais. Imagina não ser comparado apenas com aquele seu primo que passou em medicina, mas também com aquele Youtuber que já é milionário?

Geração Z e a tecnologia

Segundo pesquisas mostradas no livro "Zconomy", a Geração Z apresenta uma dependência tecnológica nunca antes vista, e essa dependência os acompanha desde bem novos.

Diferentemente dos Millennials, a Geração Z têm crescido com tecnologias móveis cada vez mais baratas, o que leva os autores a acreditarem que essa será a geração de funcionários e consumidores mais consistente globalmente.

A influência da tecnologia nessa geração está transformando seus comportamentos. Quer ver só? Segundo Jason Dorsey e Denise Villa, os adolescentes dessa geração já estão preocupados com a aposentadoria e analisam até o posicionamento social de uma marca antes de gastar seu dinheiro.

E por falar em consumo, que tal nos aprofundarmos sobre o que os autores apresentam sobre o perfil desses novos consumidores?

Conheça os consumidores mais influentes do mundo!

No livro "Zconomy" é esclarecido que a Geração Z não está disposta a comprar com empresas que não investem em diversidade e inclusão.

Essa geração não só deseja que as empresas tenham um posicionamento a favor da diversidade na hora de comprar, como também procuram informações sobre quais são as posições de poder que mulheres e minorias ocupam em uma empresa antes de escolher se querem trabalhar lá ou não.

E por que isso é importante para entendê-los? Porque diferentemente dos Millennials, a Geração Z engaja em iniciativas e movimentos desde novos, graças às redes sociais. Eles não precisam ir a um protesto para se posicionarem, basta um clique e pronto, sua opinião está lá na internet para todos verem.

E por essa razão as marcas precisam não somente se preocupar com a imagem que estão passando para o mundo, mas também como se tornar relevantes para consumidores que não são mais influenciados por comerciais de TV, mas sim por redes sociais em pequenas telas de celulares.

Mas como conquistar essa geração?

Primeiramente, se você já ouviu falar da Amazon, Shopee, Aliexpress, Ifood, Shein, você sabe que as compras onlines estão cada vez mais em alta. A Geração Z não conhece uma época em que uma compra não pudesse ser feita com apenas um clique.

As pesquisas realizadas por Jason Dorsey e Denise Villa mostram que para atrair a essa geração como consumidores, uma empresa deve apresentar: valor, conteúdo individualizado e responsabilidade social.

Talvez você se lembre da primeira vez em que comentou sobre algo que queria comprar e logo em seguida apareceu uma propaganda oferecendo o produto. Para algumas gerações isso é assustador, mas para a Geração Z isso não só é algo normal, como é algo que eles esperam que aconteça.

Isso porque essa geração espera uma experiência do usuário mais individualizada. E falando em experiência individualizada, essa geração espera que as empresas se importem com valores além do lucro.

Antes de consumir uma marca, eles gostam de analisar o impacto positivo que essa marca tem no mundo. Para essa geração, a pior coisa que uma empresa pode fazer é se preocupar apenas com seu próprio negócio.

E, por último, os autores falam sobre a importância do valor. A Geração Z valoriza o dinheiro gasto, logo, seu produto deve atraí-los pelo preço, utilidade ou durabilidade.

E quais são os bens de consumo que mais tem atraído essa geração?

Vestuário

No que diz respeito a vestuário, a Gen Z dá muito valor aos brechós e bazares. Para eles, lojas de roupas usadas oferecem estilo por um preço ótimo. Dessa forma, marcas de roupas precisam se adaptar a essa mentalidade de "garimpo" para oferecer estilo individualizado, preço e qualidade a seus consumidores.

Produtos de beleza

Um outro bem de consumo que tem ganhado cada vez mais espaço são os produtos de beleza. E para chamar a atenção para a sua marca, Jason Dorsey e Denise Villa afirmam que basta fazer tutoriais no YouTube e linkar seus produtos. Essa geração é doida por vídeos tutoriais.

Jogos

Os jogos para essa geração não são só para entretenimento. Através dos jogos a Geração Z se conecta com seus amigos. Hoje existe uma grande oportunidade para líderes usarem o amor dessa geração por jogos para atraí-los, independente de seu mercado.

Entretenimento

Talvez você já tenha escutado falar dos tais influenciadores das redes sociais. A Geração Z não assiste mais propagandas. Eles preferem comprar um produto que foi divulgado por um artista ou influenciador que eles admiram.

Comidas, bebidas e restaurantes

Primeiro de tudo, para atrair essa geração, o ramo alimentício tem que ser adepto ao delivery.

Porém, quando se trata de lugares físicos, essa geração preza por boa música, iluminação e ambientação. Afinal, para que ir a um lugar que não fica bonito nas fotos para as redes sociais? E pense bem, as fotos que eles postam é um meio de divulgar sua marca organicamente.

Mas se você pensa que aparência é tudo, a Gen Z preza por restaurantes que se importam com a experiência dos clientes. Afinal, já pensou ir com seu amigo vegetariano ou intolerante a alguma comida e não ter diversidade suficiente para agradar a todos?

Os negócios do futuro

Os empreendimentos mencionados acima, são ramos que sempre existiram, mas que precisam se adaptar para conquistar cada vez mais clientes da Geração Z. Mas que tal conversarmos sobre os negócios que estão ganhando mais espaço com essa geração?

Bancos

Como mencionado anteriormente, essa é uma geração que se preocupa não só com poupar, mas também com poupar o suficiente para garantir uma aposentadoria.

Dessa forma, eles buscam bancos que deixem claro para eles o quanto eles estão ganhando, o quanto estão gastando, o quanto estão poupando e qual a melhor forma de fazer seu dinheiro render ainda mais.

Mais uma coisa, eles não gostam de dinheiro vivo. Logo, o banco que os atrai é aquele que é mobile-friendly e que possui facilidade para abrir contas, transferir e receber dinheiro online, e pagar suas despesas.

Carros e transportes

Diferentemente das outras gerações que sonhavam em tirar a carteira de motorista logo quando completassem a maioridade, essa geração não se importa tanto com isso, afinal, carro é uma despesa e uma despesa das grandes.

Logo, os membros da Geração Z que ainda consideram ter um carro, esperam carros elétricos de alta qualidade, pois são uma opção melhor para o meio ambiente.

Vale ressaltar, essa geração prefere comprar carros usados e sedãs para ter mais espaço para levar seus amigos.

Viagem, hospitalidade e turismo

Essa geração que conhece o mundo melhor do que qualquer outra graças a internet, não quer só conhecer o mundo através das telas.

A Geração Z busca por experiências de viagem autênticas, econômicas e que sejam fáceis de reservar através de sites e aplicativos, assim como no Airbnb.

E como mão de obra? O que podemos esperar da Geração Z como funcionários?

Segundo Jason Dorsey e Denise Villa, a Geração Z quer trabalhar e quer trabalhar muito, afinal como alcançar a estabilidade financeira se não através do trabalho?

Dessa forma, por aspirar estabilidade financeira, eles desejam trabalhar em empresas que sejam estáveis no mercado, e para eles a estabilidade de uma empresa está ligada a seu tamanho.

Mas claro, nem todos vão conseguir trabalhar em grandes empresas, logo, existem algumas qualidades que são essenciais para que eles se interessem pelo seu negócio: aplicação rápida, programas de treinamento personalizados, mentoria, oportunidades de crescimento, responsabilidade ambiental e social etc.

Como eles se informam sobre a empresa?

Ainda que eles procurem amigos e familiares para se informar sobre alguma vaga disponível, a ferramenta de busca dessa geração é o YouTube.

Dessa forma, esteja preparado para fornecer informações sobre vagas e plano de carreira na sua empresa através do YouTube e das redes sociais.

Sem mais enrolação, vamos às dicas que os autores apresentam no livro "Zconomy" para atrair a Geração Z para a sua empresa!

Formulário de recrutamento

As descobertas feitas por Jason Dorsey e Denise Villa em seu estudo revelam que a duração de preenchimento de um formulário de recrutamento interfere muito na decisão do aplicante da Geração Z ao escolher uma vaga.

Se o formulário for muito longo e levar muito tempo para ser preenchido, é bem provável que eles desistam antes de terminar.

Talvez você esteja pensando que eles são mimados ou preguiçosos. Mas tente pensar de outra forma, a maioria deles nunca completou um formulário de recrutamento, e, independente da extensão, formulários podem ser intimidadores.

Um outro ponto a se considerar é que estamos falando de uma geração que vive num mundo de eficiência nas quais os passos de realização para algo devem ser os mínimos possíveis.

Dessa forma, apresentamos a seguir algumas das sugestões para a elaboração de um formulário de recrutamento que são apresentadas no livro "Zconomy":

  1. Permita que o formulário possa ser salvo para que não seja necessário que ele seja preenchido todo de uma só vez.
  2. Colete o nome, número e e-mail do aplicante logo de início para poder entrar em contato caso o formulário não esteja completo.
  3. Faça um vídeo curto explicando como funciona o processo seletivo e como preencher o formulário.
  4. Faça o formulário de recrutamento ser breve. Os dados adicionais que você precisar preencher podem ser coletados em uma segunda entrevista.

Como devemos entrevistá-los?

Como mencionado, estamos falando de uma uma geração que ainda é inexperiente em relação ao mercado de trabalho. Dessa forma, os autores sugerem que alguns cuidados sejam tomados na hora de entrevistar pessoas da Geração Z:

  1. Explique suas expectativas. Nesse momento, devem ser explicitados o que eles devem vestir, quando chegar e quais documentos trazer para que o processo seja o menos estressante possível.
  2. Deixe claro quais documentos podem e quais documentos eles devem trazer para a entrevista.
  3. Explique quando eles devem chegar, onde estacionar e onde anunciar sua chegada.
  4. Faça perguntas que os permitam mostrar suas habilidades de determinação. Pergunte sobre como eles resolveriam certos desafios, cenários ou problemas.
  5. Lembre-se que o interesse de contratação é mútuo. Dessa forma, informe-os sobre a estabilidade de sua empresa, os benefícios oferecidos e como a empresa se importa com seus funcionários e suas carreiras.

E depois de contratá-los, como mantê-los?

Segundo Jason Dorsey e Denise Villa, pesquisas publicadas mostraram que a chance de retenção de um funcionário nos primeiros seis meses aumenta 33% quando é realizado um programa de integração focado na identidade pessoal de cada indivíduo.

Em outras palavras, quando a empresa mostra que se importa com seus funcionários, os funcionários passam a se importar mais com a empresa.

Então, seguem as dicas apresentadas no livro "Zconomy" para reter os funcionários da Geração Z:

  • Mostre que é possível crescer dentro da empresa e que aumentos no salário podem ser alcançados em um curto espaço de tempo.
  • Disponibilize benefícios que possam melhorar o estilo de vida dos funcionários, como academia, cantina, sala para descanso etc.
  • Pague por folgas. Mostre que você se importa, além das folgas tradicionais, dê um dia de descanso em seus aniversários, por exemplo.
  • Ofereça lanches ou vouchers de vez em quando. Essa é uma forma barata de manter os funcionários felizes e mostrar que você se importa.
  • Essa geração não se interessa em receber o salário apenas uma vez ao mês, então, realize pagamentos com mais frequência, ou semanalmente, ou diariamente.
  • Estabeleça um mentor para eles. É importante saber que você tem a quem recorrer caso um problema aconteça ou uma dúvida surja.
  • Invista na comunicação rápida. Essa geração gosta de receber feedbacks com frequência, então, em vez de dar feedbacks uma vez ao mês, que tal mostrar para eles quando o trabalho está sendo bem feito, ou auxiliá-los quando algo não está indo bem? Mas faça isso com frequência, uma vez na semana é o ideal.
  • E por fim, esqueça os e-mails! Mentira, não precisa esquecer completamente. Para assuntos oficiais, de importância, use o e-mail para deixar tudo registrado. Mas para pedidos simples e avisos, você pode simplesmente usar um canal de mensagem. Afinal, eles adoram comunicação rápida.

O que outros autores dizem a respeito?

Acho que podemos resumir a vida da Geração Z com a palavra "tecnologia", certo? Então, se você não quer que sua empresa fique para trás, que tal ler "Transformação Digital"? David L. Rogers ensina cinco passos para transicionar para a nova era digital e sair na frente de seus concorrentes!

Agora, não adianta se adaptar à era digital e não se importar com seus funcionários. Então, sugerimos a leitura de "Felicidade Dá Lucro". Já pensou ter funcionários que buscam resultados não só por obrigação, mas também porque estão alinhados aos valores da empresa?

Por fim, invista em diversidade! Quer saber a porque a diversidade é tão importante? No livro "The Creativity Leap", Natalie Nixon explica que pessoas diversas possuem pontos de vistas diferentes e não dá pra inovar sem sair do usual, não é?

Certo, mas como posso aplicar isso na minha vida?

Em breve, os Millennials não serão mais a maioria no mercado de trabalho e se adaptar à Geração Z será essencial para manter sua empresa no caminho do desenvolvimento. Então, que tal relembrar algumas das dicas de Jason Dorsey e Denise Villa para se adaptar a essa geração?

  • Torne seu negócio tecnológico e mobile-friendly. Lembre-se, essa geração acessa o mundo através do celular.
  • Dê a sua empresa um propósito. Ajude o meio ambiente, os desafortunados, não importa de que maneira, mas implemente na sua empresa ações que vão além do lucro.
  • Entenda, comunicação rápida é essencial. Então, nada de longos e-mails. Mande um vídeo curto ou uma mensagem de texto, ok?
  • Faça com que seus funcionários se sintam especiais para você. Funcionários felizes desejam ver a empresa prosperar.
  • E não importa se a Geração Z é seu cliente ou funcionário. Pense sempre neles como indivíduos e ofereça atendimento personalizado!

Gostou desse resumo do livro "Zconomy"?

Você não quer que sua empresa fique estagnada por não se adaptar ao novo, certo? Então, espero que nossas dicas tenham sido úteis!

Se você gostou do nosso resumo, deixe seu feedback através dos comentários! E se quiser ler a obra na íntegra, é só clicar na imagem abaixo:

Livro Zconomy

Adicionar aos favoritos
Ler mais tarde
Marcar como lido
Create Account
Cadastre-se gratuitamente

E receba semanalmente resumo dos maiores best sellers para ler e ouvir quando quiser!